Arquivo da tag: fanfic

Crônica 2022 – Episódio 2: Suando na Sibéria!

Episódio 1 aqui.

Uma confusão acontece ao término do torneio e as autoridades levam Sagat preso por supostos crimes que possivelmente ele não cometeu como roubo e formação de quadrilha, o que parece ser armação dos Deuses do Muay Thai. Na confusão, eles ajudam um jovem local, Kiet, a fugir da polícia junto com eles para não ser pego.

Com o jipe roubado dos capangas eles fogem para a zona rural de Bangkok, onde Kiet mora. Ele trabalha cortando cana e treina Muay Thai para mudar de vida com Khru, um rival de Sagat que apanhou feio pra ele no passado a ponto de não querer mais competir. Eles passam a noite na casa de Kiet e se conhecem melhor.

No dia seguinte, os heróis conversam sobre os próximos passos. Pelo combinado, Eddy não vai pagar a passagem de Edu para o Brasil, mas lhe oferece uma rendição: Eddy e Igor combinaram do time ir treinar na Sibéria e organizarem juntos um torneio na penitenciária que Korlov trabalha. Edu manda quase todo seu dinheiro para o Brasil e vai junto de seu mestre treinar no país gelado. Enquanto isso, Raj volta para a Índia como o mais novo rico da sua vila e ansioso por novas aventuras.

Sibéria aí vamos nós!

Igor explica que o Letniye Igry são os jogos de verão siberianos, algo como as Olimpíadas, mas na Rússia. É uma oportunidade dos russos e convidados confraternizarem através de exercícios ao ar live como corte de lenha, corrida, nado e luta. Eles voam da Tailândia para Moscou e de Moscou para a Sibéria, sendo que Kiet teve de pedir dinheiro emprestado para Korlov para viajar junto deles. Eddy não os acompanha pois está com viagem marcada para o Japão, estudar melhor o Karatê pois ficou intrigado com a força de Ryu.

O verão siberiano é uma nevasca desgraçada, nem deveriam chamar de verão. Eles ficarão hospedados na penitenciária onde Korlov trabalha, Prezidio, onde terão celas com algum conforto durante sua estadia, enquanto Korlov mora nos alojamentos dos guardas.

Não existe verba para um torneio, este será mais um evento esportivo simples, o país está em crise. Tudo lá ostenta como se a União Soviética fosse o centro do mundo e os maiorais em tudo. Propaganda política o tempo todo, pôsteres do Partido Comunista, pôsteres de Zangief e coisas do tipo..

Antes dos jogos os heróis poderão treinar e conhecer o lugar, sempre vigiados por russos que acham que eles podem ser espiões. Não apenas isso, ao que parece os russos não querem que eles vão embora também, como se estivessem presos. No início isso incomoda pouco, com Edu e os demais saindo para nadar e exercitar as provas, mas conforme o tempo vai passando, o cerco ao redor deles vai aumentando e Korlov vem sendo advertido para ficar de olho e tomar conta dos estrangeiros que vieram com ele.

É possível ver outros estrangeiros presentes, como o time de lutadores Os Presságios, uma dupla de americanos loiros muito suspeitos (William e Charles) e a sensação do torneio: Drago.

Korlov ouviu falar muitas lendas a respeito de Drago. De que ele seria uma “máquina” russa, um lutador tão forte e obcecado pelo combate que ninguém consegue pará-lo quando decide derrotar um oponente. As histórias falam de horas correndo a plenos pulmões, incontáveis lutas em sequência e muito mais.

Claro que podem estar exagerando e ele seja apenas um lutador cheio de esteróides, mas este lutador de Posto 2 é meio que uma celebridade no submundo russo de lutas atualmente, tendo surgido há poucos meses e avançado rapidamente sobre seus oponentes. Ele veio acompanhado de sua equipe e sem time, irá competir sozinho em todas provas.

Jogos de Verão Siberianos (Letniye Igry)

No dia seguinte, bem cedo, começam os jogos, logo após o café da manhã com anúncios de Yuri, o diretor de Prezidio. Edu tenta fazer amizade com os americanos, que ele percebe estarem conversando em código. Eles percebem o seu movimento e se fecham, dizendo para ele não se intrometer. Edu consegue sacar que eles são agentes infiltrados ali, participando do evento apenas para entrarem na prisão e encontrarem o que estão buscando.

Mas a investigação vai ter de esperar, pois os jogos vão começar.

São 3 modalidades na primeira fase: Lenhador, Corrida e Natação, onde cada time pode inscrever dois competidores. Cada vitória nas modalidades dos jogos de verão dá ao time 3-2-1 pontos (do primeiro ao terceiro lugar). Ganha o time com mais pontos no final, sendo que somente a melhor posição do time conta em cada modalidade.

  • Prova do Lenhador (Test Lesorub): teste de Força, prolongado exige 10 sucessos. Tempo máximo 10 turnos. Ganha quem derrubar primeiro sua árvore.
  • Prova do Corredor (Test Zal): teste de Destreza + Esportes dificuldade 7 (neve), prolongado exige 12 sucessos para concluir. Tempo máximo 10 turnos. Ganha quem chegar primeiro no final.
  • Prova do Nadador (Test Plovets): teste de Vigor + Esportes dificuldade 7 (gelo), prolongado exige 12 sucessos para concluir. Falha crítica toma dano proporcional. Tempo máximo 10 turnos. Ganha quem chegar primeiro no final.

Antes de cada prova começar é rolada a iniciativa, um teste de Destreza dos personagens. Desempate no teste de Raciocínio, depois Percepção e por último o dado.

Competidores são esportistas, presidiários e trabalhadores soviéticos bombados, além de alguns Street Fighters como o time Filhotes de Urso (novo nome do time), os Presságios e Drago.

Os times precisavam de ao menos 3 pontos para passarem para a próxima fase e se organizaram de modo a explorar as melhores características de cada membro, com exceção de Drago que compete sozinho.

Na prova do Lenhador, Drago derruba sua árvore facilmente com poucos movimentos, enquanto que Korlov quebra seu machado em um movimento errado e Kiet garante a segunda posição, com Leander em terceiro, do time Os Presságios. Essa vitória de Drago garante o seu avanço para a fase de lutas do dia seguinte.

Na prova da corrida, Edu e Kiet levam o primeiro lugar para os Filhotes de Urso (Blade em segundo e Kiet em terceiro), deixando Drago irado por ter ficado em terceiro após brigar com outros competidores.

Na prova da natação, Edu e Korlov levam o primeiro e terceiro lugares respectivamente, para surpresa de todos, já que Korlov tinha quase se afogado treinando natação um dia antes, tendo sido socorrido por seus amigos. Drago sequer pontuou nesta prova, ficando ainda mais irado com eles e os ameaçando.

Uma coisa que chamou a atenção de todos é que Drago parecia realmente incansável durante todas provas, executando-as sem exaurir seu fôlego, não levando todos os prêmios apenas por falta de habilidade nas provas.

À noite os heróis saem para comemorar em um bar na cidade próxima. Ao saírem, reparam um caminhão saindo do presídio para levar trabalhadores. Indagado, Korlov explica que são serviços que os presidiários tem de cumprir como parte da sua pena, provavelmente nas minas próximas dali.

No bar, eles conhecem o time Os Presságios, que ficou em segundo lugar nas provas de habilidade e reparam que eles já estão fazendo planos para derrotá-los. Apesar de uma fraca animosidade, nada demais acontece além de Edu paquerando uma russa que parece estar mais interessada nos russos semi-nus do torneio.

À noite, Edu percebe que o caminhão que saiu do presídio (bem tarde aliás), não voltou com os trabalhadores. Isso não o deixa dormir direito e à noite e ele acaba presenciando William e Charles se esgueirando pela prisão atrás de arquivos que ele acaba não entendendo do que se trata, mas decide não intervir.

Fase de Combates em Time

Na manhã seguinte, eles acordam cedo e conhecem o pátio da penitenciária onde acontecerão as lutas, uma arena um pouco menor que o usual (um hexe a menos em todas direções) onde os combatentes até mesmo iniciam mais próximos um do outro.

Esta fase é em estilo de time triplo. Nesta modalidade, o lutador enfrenta outro de cada vez. Quando vence, continua na arena e rola Vigor para recuperar PV (e Honra para Chi/FdV). Quando perde, é substituído por um colega.

O time Filhotes de Urso é escalado para enfrentar Os Presságios, com Korlov e Leander subindo na arena primeiro. O russo massacra o grego sem dificuldade e derrota também Blade, o seu colega rápido, porém fraco, para a alegria da torcida carcerária. Com medo de se desgastar demais para as semifinais do dia seguinte, Korlov decide deixar a terceira luta para Kiet, contra Siren.

Kiet consegue vencer a terceira e última integrante dos Presságios sem muita dificuldade e com isso eles avançam para a semi-final, onde acontecerão os combates individuais, no dia seguinte.

Ainda no mesmo dia, eles assistem a luta de Drago que mata o seu oponente devido a múltiplos golpes no crânio, mostrando que ele não tem qualquer piedade ou honra e ainda ameaçando os heróis novamente.

Outro ponto que chama a atenção, especialmente de Edu é que William e Charles não foram vistos o dia todo e boatos entre os guardas chegam até Korlov de que os espiões americanos teriam sido capturados e enviados para as minas, embora se acredite que eles tenham mais um cúmplice dentre os estrangeiros, dando a entender que Edu teria sido visto junto deles.

À noite, Edu tem pesadelos sendo levado para as minas para trabalho forçado, enquanto que Kiet tem pesadelos com Drago lhe matando a socos na cabeça, como assistiu mais cedo. Sem conseguir dormir, Edu ouve um caminhão saindo à noite e descobre que é mais um comboio de trabalhadores, incluindo integrantes dos times perdedores, o que o deixa ainda mais preocupado entendendo que todo mundo que perde, está sendo enviado para o trabalho forçado.

Edu acorda seu companheiro de cela e tenta convencer Kiet a fugirem, o que ele recusa pois quer o dinheiro do primeiro lugar do torneio. Edu se pergunta se o prêmio vale o quanto estão se arriscando.

Semi-Finais (individual).

No dia seguinte acontecerão as semifinais e as chaves são sorteadas. Korlov cai na chave de Drago, enquanto Kiet e Edu irão se enfrentar na outra chave. Antes do combate, Korlov ajuda a nocautear um presidiário que estava tentando fugir do trabalho forçado nas minas, o que traz ainda mais preocupação de Edu sobre estarem fazendo ou não a coisa certa.

A batalha de Korlov e Drago é intensa. Drago é incansável e apesar dos múltiplos torções e até mesmo mordidas desferidos pelo carcereiro que está muito mais ágil após seus treinos recentes, o boxeador segue avançando com socos nas pernas para tentar parar o heróis e no crânio para derrubá-lo. O gongo soa com o fim da luta e Korlov exausto não tem descanso com Drago tentando acabar com ele a qualquer custo, mesmo após sua derrota, obrigando Kiet a entrar na arena para defender seu amigo.

Com Drago no chão após uma violenta sequência de joelhadas do kickboxer, os heróis percebem que ele é sim algum tipo de máquina, mas no sentido literal, com metal por dentro e circuitos, fazendo jus ao seu apelido. Dando tilt, ele é removido pela sua equipe da arena antes que pudessem examinar o corpo ou fazer qualquer questionamento, mas Korlov sabe que quando o mordeu, sentiu que ele era algum tipo de robô ou ao menos um ciborgue.

No segundo confronto das semi-finais, o novato Kiet enfrenta o vice-campeão amador da Tailândia, Edu. Ambos parecem ser equiparados em condicionamento físico e até mesmo movimentação pela arena, com trocas entre defesa e ataque e tentativas de encaixar seus melhores golpes. No entanto, a experiência do lutador de Posto 2 fala mais alto e ele sagra-se finalista sobre o tailandês.

A seguir, a final dos jogos siberianos de verão entre Korlov e Edu!

Crônica 2022 – Episódio 1: Bem vindos à Tailândia!

O ano é 1987, a URSS ainda é um potência temida, mas já em decadência. Na sua ânsia por uma nova tentativa de espalhar os princípios comunistas pelo mundo, o discípulo de Igor Vanko, um ex-militar e antigo campeão olímpico de luta-livre, viaja com seu discípulo Korlov para a Tailândia, a convite do auto-intitulado deus do Muai Thay, Sagat.

Korlov é um soviete que trabalha em uma penitenciária, um campeão entre os guardas que adora uma vodka. Treina com ursos nas nevascas siberianas e se espelha em Zangief. Inculto, não muito honrado, mas de boa índole, tem a aspiração de se tornar um grande guerreiro e ajudar seu povo a brilhar novamente.

Sagat está organizando o que ele chama de Torneio Mundial dos Street Fighters, uma forma dele provar para o mundo todo que ele é o maior lutador de rua. Ele organizou dois torneios paralelos, um amador e um profissional, que serviriam tanto para seus discípulos quanto para ele mesmo mostrar a superioridade do estilo Muay Thai sobre todos os outros em qualquer categoria. Para isso, enviou convites para todos mestres que conhecia, em diversas regiões do mundo.

No Brasil, o jovem Eduardo treina Capoeira para fugir da criminalidade e da violência das favelas cariocas. Vendedor de bala e outros tantos bicos que faz para ajudar em casa, é muito pobre e tenta de tudo para ser alguém do qual seus pais possam se orgulhar, além de ajudá-los a sair da pobreza. Seu pai é construtor civil e está impossibilitado de trabalhar, enquanto sua mãe é diarista, ralando bastante para sustentar ele e a irmã de 11 anos.

O mestre de Edu, Eddy Gordo, apóia comunidades pobres pelo mundo com uma ong de escolas de capoeira, sendo que dois de seus discípulos se destacam: Edu e Denzil, um jovem rico da alta sociedade carioca que usa a Capoeira como desculpa para liberar sua violência nos outros, principalmente de classes sociais inferiores. A família de Denzil, os Kincaid, bancam todas as vontades do garoto e inclusive decidem patrocinar a ida de Eddy Gordo e do melhor aluno da escola para o torneio de Sagat, que eles conseguiram uma vaga. A princípio iria Denzil, mas Eddy colocou como condição que o melhor aluno da escola fosse e assim ficou para os dois decidirem na arena.

Foi uma luta intensa com a platéia envolvendo cada vez mais os lutadores até que Edu venceu, para desgraça de Denzil que agora tornou-se seu rival, inclusive convencendo seus pais a demitirem a mãe de Edu que limpava a casa deles. Agora Eddy e Edu vão para a Tailândia, patrocinados pelos Kincaid, competir no torneio, sendo Eddy na categoria profissional e Edu na amadora.

Na Índia, o jovem discípulo de Dhalsim, Raj, treina yoga e Kabaddi com muita disciplina, já tendo dominado aspectos avançados da arte como o Yoga Fire. Dhalsim lhe explica que o combate ajuda a fortalecer os ensinamentos e transcender os poderes do Chi, permitindo uma maior iluminação. Não a violência pela violência, mas combates honrados contra oponentes dignos. Durante um de seus ensinamentos, Dhalsim sente a presença de duas feras, como ele descreve dois forasteiros chegando ao país, como ursos violentos atrás de presas.

Acontece que Igor e Korlov desembarcariam na Índia para uma escala antes de irem para a Tailândia e acabam conhecendo Dhalsim e seu discípulo em um bar local. Dhalsim decide colocar seu discípulo a lutar com Korlov, a fim de ver o resultado do seu treinamento. Korlov o derrota com apresamentos brutais e selvagens como o Head Bite logo após iniciar o encontro intimidando fortemente o monge, deixando inclusive danos agravados no monge (físicos e psicológicos). 

Em virtude disso, Dhalsim entende que seu discípulo precisa de um treinamento mais próximo da realidade, viajando pelo mundo e enfrentando lutadores mais fortes. Ele havia recebido um convite para participar do torneio de Sagat, mas não possui interesse de enfrentar o tailandês para provar nada, mas envia seu discípulo para disputar na categoria amadora junto dos russos que não se importaram de levá-lo consigo.

Todos desembarcam juntos na Tailândia para o torneio e acabam ficando no mesmo quarto de hostel, já que Eddy conhecia Igor de outros torneios. Acabam fazendo uma certa amizade e descobrem que devido ao sucesso de inscrições no torneio, a primeira fase será um grande peneirão entre times. Então o Dream Team é formado e sua primeira luta é naquela noite, após muita troca cultural entre eles principalmente sobre proteína animal e destilados.

Durante o dia eles passeiam por Bangkok, treinam no ginásio e à noite eles vão para o torneio. O Dream Team massacra o time Deuses do Muay Thai, que alegam ser os melhores discípulos de Sagat, um time 100% de kickboxers. Devido à humilhação, o último a cair jura vingança a eles. Em outra chave, o time Corvos de Denzil Kincaid, que foi por conta própria para o torneio (comprou sua entrada), também avança e ameaça Edu e seu time. Eddy também ganha o seu combate na categoria profissional e avança de fase, todos saem para festejar em um bar próximo, menos os Corvos que decidem ir embora para não se misturarem. 

No bar, os kickboxers estão por lá, agindo de maneira suspeitando e olhando para os heróis. Edu tenta fazer amizade com eles, mas quando percebe que estão armados decide desistir. À noite, Korlov percebe que estão sendo vigiados no hostel e ao fazerem uma busca encontram Eddy bêbado, que teria deixado alguém entrar. No telhado do hostel, Edu vê um jipe suspeito à noite indo embora dali, certamente eles estão sendo vigiados e em perigo.

Na manhã seguinte rolam a primeira eliminatória individual e para o azar do time Edu e Korlov são sorteados para lutarem entre si, enquanto que Raj vai lutar contra um membro dos Corvos, Dehrik.

A luta entre Edu e Korlov mostra a inexperiência do russo em lutar contra oponentes que se movem mais do que ursos e o brasileiro vence sem muita dificuldade, para tristeza de Igor que está decidido em ajudar seu discípulo a lidar melhor com oponentes de alta movimentação, que eles chamam de “Bimbos” (que seria uma versão russa do Bambi americano, mas com ursos).

Já a luta entre Raj e Dehrik é entediante e vencida nos pontos por Raj, que extremamente acovardado se movimenta pela arena disparando projéteis a fim de se manter a salvo do karateca. Com o manual embaixo do braço, Raj vai para as semi-finais vencendo tecnicamente.

À tarde as semi-finais acontecem e na categoria profissional Ryu, um desconhecido do Japão, avança para a final após derrotar Adon, enquanto que Eddy perde para o mestre de Kung Fu, Gen, por estar de ressaca após a noitada anterior e cai em depressão, deixando seu discípulo desamparado.

Já na categoria amadora, Edu tem de enfrentar novamente seu rival Denzil que está extremamente chateado pela derrota anterior. Denzil avança com raiva e agressivamente, tentando encaixar golpes rítmicos e Rolling Attacks sem sucesso. Edu joga seguro mantendo o oponente ao longe e em segurança, ganhando por pontos na decisão dos juízes, deixando Denzil com ainda mais raiva do que antes por não considerar aquela uma vitória digna.

Na chave de Raj, ele enfrenta a última integrante dos Corvos, Amanda Raintree, uma nativo-americana alta e forte que quase esmaga o indiano diversas vezes. Outra luta ganha em pontos por Raj que manteve-se o mais longe possível da nativa golpeando-a com projéteis.

A final será entre Raj e Edu no dia seguinte, categoria amadora, e Ryu e Sagat, categoria profissional.

No dia seguinte eles treinam durante o dia e combinam em dividir o prêmio do torneio já que viraram amigos. Edu quer enviar a grana para sua família e descobre que os Kincaid furiosos com o resultado do torneio cancelaram o patrocínio e agora ele e Eddy estão sem fundos garantidos para voltar pro Brasil. Eddy tem a grana, mas coloca uma condição que Edu tem de ganhar o torneio para eles voltarem.

Já Korlov e Igor decidem ficar até o final do torneio para aprender mais sobre os outros estilos mas depois irão voltar para a Rússia a fim de continuarem o treinamento. Raj espera ganhar e trazer o dinheiro para a Índia também, o equivalente a $1000.

Ao pôr do sol, as finais irão acontecer na arena de Sagat, aos pés da estátua de buda. A primeira luta será da categoria amadora e o próprio Sagat abre o evento agradecendo a todos. E a batalha começa!

A batalha começa fria, com Edu e Raj trocando golpes e cancelamentos sem causar grandes danos um ao outro, ainda indecisos sobre como derrotar um amigo. Conforme o tempo avança, a batalha vai ficando mais tensa e as falhas começam a acontecer, sem que haja uma vantagem de qualquer um dos lados.

Na platéia, Eddy consegue sair da depressão e aparece para apoiar seu discípulo, enquanto Dhalsim apoia o dele por telepatia. Korlov e Igor reparam movimentação suspeita do time Deuses do Muay Thai que saem da arena enquanto todos estão ocupados, entram no jipe e rumam para o ginásio, onde estão os prêmios do torneio em um cofre. Igor suspeita que eles planejam roubar o prêmio e vão atrás deles.

A batalha segue acirrada no torneio com o tempo terminando e ambos lutadores empatados tanto na velocidade dos golpes quanto nos danos causados/sofridos. Estão muito feridos e o próximo ataque certamente será o último e derradeiro, definindo o campeão. Eles vão pro tudo ou nada!

No ginásio, os bandidos estão armados e arrombando o cofre com C4. Igor e Korlov ficam de tocaia esperando eles saírem e quando isso acontece, uma batalha paralela começa com os bandidos metendo bala nos russos e eles derrubando um a um com seus agarrões. Korlov toma muitos tiros e erra muitos golpes, mas Igor ajuda a manter a batalha equilibrada.

No último ataque de Edu e Raj, o capoeirista consegue acertar primeiro, mas Raj não cai e ao revidar, mostra a superioridade do seu estilo, vencendo o seu primeiro torneio Street Fighter. O narrador o chama para receber o prêmio, mas todos acham estranho que ninguém venha entregar, até que ao longe, no pôr do sol, todos vêem Korlov e Igor em um jipe dirigindo com o dinheiro e medalhas e entregam a Raj, que divide o prêmio com eles conforme combinado.

Na luta final da noite, Sagat e Ryu se enfrentam pelo título máximo. Sagat domina toda a batalha e quando um atordoado Ryu vai receber a sua ajuda após um golpe fortíssimo, sendo Sagat um lutador honrado, ele desperta um poder demoníaco que o faz ficar mais forte e desferir um poderoso Dragon Punch das sombras rasgando o peito de Sagat para sempre e se sagrando o campeão mundial dos Street Fighters no primeiro torneio.

Ao longe, os heróis ouvem sirenes de Polícia.

Episódio 2 aqui.

Guerra dos Games

Guerra dos Games

Se você é visitante da Street Fighter RPG Brasil já a algum tempo deve lembrar-se do fanfic Crossover Nostalgia. Pois é, o nome foi dado por mim pois o autor não tinha especificado um ainda. Recentemente, acompanhando o andamento do projeto, notei que o autor finalmente se decidiu quanto ao nome, ou seja, o Crossover Nostalgia tornou-se o Guerra dos Games, e além da troca de nome, o autor nos presenteou com uma belíssima capa e o início da segunda temporada da trama, que você confere abaixo.


Guerra dos Games é uma História em Quadrinhos feita por um camarada do Orkut chamado HQ Games. Ele é responsável pelo roteiro, desenho e cores da obra, que apesar do amadorismo e simplicidade, é muito divertida.

O que aconteceria se os maiores vilões dos games se juntassem contra os mocinhos? Pior ainda, se eles conseguissem além de formar uma grande aliança do mal, dominar a mente de alguns heróis também? Em Guerra dos Games, vilões de Street Fighter, Mortal Kombat, Sonic, Pac-Man e outros se juntaram para pôr um fim de uma vez por todas em heróis como Ryu, Mario, Allejo, Haggar e Alex Kidd em uma trama sensacional. Regularmente HQ Games posta novos episódio e recentemente encerrou a primeira temporada, que está toda compilada no volume 1. De tempos em tempos este post será atualizado com os links para download dos novos episódios da segunda temporada.

Para baixar a primeira temporada completa clique aqui (10MB).

Para baixar o Episódio 06, primeiro capítulo da segunda temporada, clique aqui.

Superman contra a Shadow Law

Superman contra a Shadow Law

“A ocasião em que o Homem de Aço encontrou os mais fortes lutadores da Terra”

Luiz Fabrício "Goldfield" Oliveira nos presenteia com mais uma obra de ficção feita por fãs (fanfic), desta vez o crossover entre Superman e Street Fighter. Para quem não conhece o trabalho de Goldfield, ele é autor dos igualmente inusitados Street Poems, poemas de Street Fighters e de Resident Evil – Experimento X, um crossover entre RE e Street Fighter.

Em Superman contra a Shadow Law, temos uma história paralela aos mundos de Superman e Street Fighter, onde a Lexcorp vendeu boa parte de suas ações para o tirânico M. Bison em troca de uma parceria para eliminar, deuma vez por todas, o maior inimigo de Lex Luthor, o Superman! Será que o homem de aço será páreo para os lutadores mais fortes da Terra? Leia e confira!

Para fazer download do fanfic, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Salvar como…"

Resident Evil: Experimento X

Resident Evil: Experimento X

"Às vezes as peças de um quebra-cabeça devem ser misturadas para que possamos desvendar o enigma."

Ok, duvido que vocês já tenham imaginado um crossover tão inusitado quanto Street Fighter vs Resident Evil! Pois é, nosso colaborador Luiz Fabrício "Goldfield" de Oliveira (autor de Street Poems e Superman contra a Shadow Law) pensou e é mais este fanfics inédito que trazemos para os visitantes da Street Fighter RPG Brasil hoje.

Resident Evil: Experimento X é uma amálgama das histórias de Resident Evil: O Hospéde Maldito, com Street Fighter: A Batalha Final (o filme do Van Damme) e Street Fighter 2: Victory, tendo obtido um excelente resultado com intrigas, espionagem, combates e por aí vai, tudo o que uma boa história envolvendo os maiores brigões do universo dos games deve ter!

E se Blanka fosse fruto das pesquisas genéticas da Umbrella Corporation? E se Bison fosse o financiador de tais pesquisas com o intuito de desenvolver um super-guerreiro? Guile e Nash combatendo o narcotráfico internacional na Colômbia? Zangief e outros membros da KGB realizando espionagem industrial? S.T.A.R.S combatendo com Street Fighters? Tudo isso e muito mais nesse inusitado, porém excelente fanfic!

Para fazer download do fanfic, clique com o botão direito do mouse na imagem e escolha "Salvar como…"

Conspiração Total

"Conspiração Total" é um fanfic escrito por Eric "Musashi" Souza (webmaster da Shotokan RPG) ao longo de seus anos como jogador, não somente de Street Fighter RPG, mas outros títulos da White Wolf como Vampiro: A Máscara e Lobisomem: O Apocalipse.

Conspiração Total nos conta uma incrível saga de três amigos e grandes lutadores: Kaneda, Iori e Hwoarang. Suas vitórias, derrotas, conquistas, sua incessante luta contra o mal e sua longa caminhada rumo ao sonho de qualquer Street Fighter: se tornar um Guerreiro Mundial! Leia "Conspiração Total" e faça uma viagem incrível através das maiores aventuras da série Street Fighter: desde a ascensão de Ryu como Campeão Mundial em Street Fighter 1, os acontecimentos de Street Fighter Alpha, a glória máxima em Street Fighter 2, a história controversa de Street Fighter Ex e por fim, o derradeiro e último torneio mundial em Street Fighter 3. Tudo isso sob a ótica de nossos heróis, criados pelos amigos do grupo de RPG de Eric e por ele próprio.

Não há como não se emocionar com as tragédias, as trapaças, as vitórias e a enxurrada de combates e aventuras eletrizantes contidas neste fanfic, que é sem sombra de dúvida, uma das obras máximas, não oficiais, de Street Fighter.  Mais um fanfic selecionado a dedo por Fernando Jr para colocar à disposição dos visitantes da Street Fighter RPG Brasil!

Baixe "Conspiração Total" (clique com o botão direito e escolha "Salvar como…" ou "Salvar Link como…")

Apenas o Necessário

"Apenas o Necessário" é um fanfic escrito por Mariana "Umbrios" ao longo de seus anos como jogadora, não somente de Street Fighter RPG mas outros títulos da White Wolf como Lobisomem e Vampiro. Anteriormente chamado de "Steve", "Apenas o Necessário" nos conta uma bela e emocionante história de um anti-herói, marcado pelas cicatrizes do passado e sem perspectiva de futuro que se envolve com a Shadaloo contra sua vontade. Leia "Apenas o necessário" e veja a Shadaloo e o próprio mundo de Street Fighter sob outra ótica, sem maniqueísmos ou falso moralismo, esqueça tudo que sabia sobre honra, virtudes e sobre a essência do mal. Garanto que após ler este fantástico fanfic, você não enxergará Street Fighter como um mundo de heróis e vilões, mas um mundo de seres humanos.

Baixe "Apenas o Necessário" (clique com o botão direito e escolha "Salvar como…" ou "Salvar Link como…")

"Essa sua visão sombria e 'cinza' da Shadaloo é algo que todos os
narradores deviam conhecer, algo fora do maniqueísmo padrão que
aprendemos nos animes e filmes, algo que nos faz refletir, nos traz à
tona nossa humanidade esquecida. Seu fanfic é uma obra de arte para mim
e espero que não seja o último."

– Fernando Jr. conversando por e-mail com Mariana

 
*******************************************

Personagens

Cuidado Spoilers!!! Esta seção detalha e expande a descrição dos personagens de "Apenas o Necessário" e não é recomendada para quem ainda não leu o fanfic. Buscamos desenhistas voluntários interessados em fazer ilustrações dos personagens, devendo se basear nas descrições abaixo. Enviem seus desenhos para [email protected] para serem submetidos à avaliação da autora visando a posterior inclusão na futura rediagramação de "Apenas o Necessário".

*Steve*

  • Geral: Steve é coreano. Portanto, ele é um oriental, com uma face um
    pouco mais quadrada, queixo mais para o triangular e o pescoço um pouco
    mais longo (característicos de coreanos). É franzino, baixinho e fraco.
    SEM músculos aparentes, por favor.
  • Altura: 1,57m (sim, ele é baixinho)
  • Peso: 57 kg
  • Cabelos: Típicos orientais, formal. Ou seja, negros, lisos, cortados curtos.
  • Olhos: O estilo de desenho do Street Fighter normalmente não passa
    muito idéia de "oriental", por ser mangá. Mas uma idéia seria usar o mesmo estilo de
    olhos de Honda, que são mais orientais que os do Ryu, por exemplo. Um
    pouco mais suaves que os olhos do Honda, já que Steve passa quase todo
    o tempo sorrindo. Seja apenas internamente ou abertamente.
  • Tipo físico: franzino, magro e fraco, mas elegante e com um ar de
    dignidade, não patético. Uma idéia do tipo físico, embora meio "furry",
    seriam os gatos siameses orientais do Swat Cats.
  • Roupas: Steve prefere roupas ocidentais, e, como Mina reclama, se veste
    de " executivo". Terno e gravata são suas roupas típicas.


*Soojin (criança -11 anos):*

  • Geral: Mesmo criança, Soojin já deixava transparecer que se tornaria em
    um adulto forte. Ele é alto para a idade, mas as feições orientais são
    mais pronunciadas que os traços que herdou do pai. Seu rosto ainda é
    mais arredondado, com apenas uma sugestão de que seu queixo irá ficar
    quadrado, como o do pai (embora no queixo já haja a covinha
    característica do Bison). O nariz ainda tem o contorno mais suave da
    infância, mas as orelhas são grandes (não sei se você já notou, mas o
    Bison é super orelhudo). As feições são infantis.
  • Altura: 1,65 (sim, ele já era um menino alto… afinal de contas, o Bison é gigante)
  • Peso: 70 kg (de músculo)
  • Cicatrizes: desde os quatro anos, Soojin tem uma cicatriz circular em
    torno do seu olho esquerdo, provocada por um Sonic Boom de Guile. A
    cicatriz forma um círculo perfeito em torno de seu olho.
  • Cabelos: Uma criança, afinal, portanto, revoltos. Mas curtos. Castanhos bem escuros, quase negros.
  • Olhos: Castanho escuros, amendoados, estilo "criança de anime".
  • Tipo físico: Soojin é uma criança FORTE. Mesmo criança, seu corpo já
    deixa transparecer músculos e treino, que vão ficando mais evidentes à
    medida em que ele vai crescendo. Sua postura corporal lembra MUITO a de
    Bison, mesmo nessa idade, parando ereto, com a coluna sempre reta.
  • Roupas: Soojin foi treinado para usar roupas ajeitadas, mas ainda é uma
    criança. Por vezes, aparece de terno no texto, mesmo quando criança,
    mas suas roupas normais são uma camiseta pólo branca e calças de
    uniforme escolar, azuis com uma listra branca ao lado.



*Soojin (adulto):*


  • Geral:
    Quando cresce, Soojin passa a se parecer mais descaradamente com
    Bison, afinal, traços marcantes de Bison, como seu grande queixo
    quadrado e o formato peculiar de seu nariz, são coisas que tomam forma
    na puberdade. Queixo e nariz como os de Bison, mas seus olhos continuam
    amendoados e tendo íris e pupilas… e a cicatriz no olho esquerdo
    continua, também. O corpo toma forma, com músculos, especialmente os
    peitorais (bem quadrados) e os das pernas, como Bison. Basicamente, é o
    desenho do Bison, com algumas variações (cicatriz, olhos, roupas).
  • Altura: 1,87
  • Peso: 95 kg (ainda só de músculos)
  • Cicatrizes: Para além da cicatriz circular no olho esquerdo, se a
    figura for de perfil, é possível visualizar a cicatriz do bumbum… não
    que ela em si apareça (seria de mal gosto), mas em figuras de perfil o
    bumbum deve ser quase chato, sem definição de músculos, diferente do
    que seria normal.
  • Cabelos: Castanho bem escuro, quase negros. Ele admite ser filho do pai
    que é, e os usa curtos com costeletas. Mas ao invés do boné militar,
    cabelos curtos do lado e deixados crescer um pouco mais no topo, com um
    mínimo de franja.
  • Olhos: Ainda amendoados, embora agora, olhos mangá adultos. Um modelo
    seriam os olhos de Ryu, que teoricamente também são "orientais".
    Lembrar da cicatriz no olho esquerdo.
  • Tipo físico: Musculoso, muito musculoso, tendendo a usar poses "pressão" como Bison.
  • Roupas: Quando quer chutar o pau da barraca, um uniforme como o de
    Bison, mas negro. Mas nos dias normais, suas roupas são mais simples,
    embora ainda um pouco mais formais. Uma calça social clara com uma
    camisa pólo vermelha, talvez, ou um conjunto social sem gravata. Ao
    contrário da maioria dos personagens de street fighter, ele usa
    sapatos, e no caso desses prefere a praticidade dos coturnos aos
    sociais, geralmente (mas mantendo a barra da calça sobre o coturno, não
    prendendo a barra dentro do cano do coturno).


*Issacson "Sacs" Belmonte:*


  • Geral:
    Os dois irmãos Belmonte tem feições parecidas, e marcadamente
    italianas. Narizes romanos, testas altas, sobrancelhas largas, feições
    claramente ocidentais, rostos mais para o retangular. Ambos são
    atléticos e um tanto musculosos, mas menos que Soojin quando adulto,
    com um ar de "destreza", para além do ar de força. Sacs é um pouco
    maior que Tony, e seu tom de pele um pouco mais escuro, enquanto seu
    cabelo e olhos são mais claros. Uma dica sutil ao colorir seria usar
    alguns tons de azul para o sombreamento, não o suficiente para dar à
    sua pele um tom de azul, mas apenas o suficiente para parecer uma
    escolha artística… e ao mesmo tempo, dar uma sugestão sutil sobre sua
    natureza de troll.
  • Altura: 1,84
  • Peso: 84kg
  • Cicatrizes: Sacs perdeu a mão direita em sua luta com Juan, e embora a
    mão tenha sido reimplantada, a cicatriz permanece. A cicatriz é
    disforme, como se fosse de uma rachadura, circunda todo o braço mais ou
    menos no meio do antebraço, mas se estende um pouco para frente, em
    direção ao punho, na parte de cima, e um para trás, pelo cotovelo até
    quase o ombro, na parte de baixo do braço.
  • Cabelos: Castanho claros, curtos, ordeiros como os de um bom médico.
  • Olhos: Azuis gelo, claramente ocidentais, bondosos.
  • Tipo físico: Sacs é atlético, um pouco mais musculoso que Tony (embora
    seus braços sejam menores que os dele), e menos musculoso que Soojin.
    Seu braço direito é visivelmente menor que o esquerdo, e os seus
    músculos mais bem delineados são os das pernas.
  • Roupas: Sacs normalmente usa camisas sociais de manga comprida, para
    disfarçar a cicatriz, calças sociais brancas e sapatos sociais brancos
    também, aproveitando-se do fato de ser médico. Ele NÃO usa jalecos fora
    do consultório (nenhum BOM médico faz isso, é falta de higiene), mas as
    roupas brancas são uma medalha da profissão que ele usa com orgulho.



*Anthony "Tony" Belmonte:*


  • Geral:
    Como dito antes, os dois irmãos Belmonte tem feições parecidas,
    e marcadamente italianas. Narizes romanos, testas altas, sobrancelhas
    largas, feições claramente ocidentais, rostos mais para o retangular.
    Tony tem braços mais musculosos que os de Sacs, mas o resto do corpo
    tem os músculos menos marcados. Seus olhos e cabelos são mais escuros,
    mas sua pele tem o tom pálido vampírico. Seus caninos, mesmo quando não
    está mostrando as presas, são um pouco pontiagudos, mais compridos que
    o normal. Ele é um pouco menor que o irmão.
  • Altura: 1,82
  • Peso: 80kg
  • Cicatrizes: Tony não tem nenhuma cicatriz visível.
  • Cabelos: Castanho de um tom médio para o escuro, não chegam a ser compridos, mas são revoltos, de um tamanho mais para o médio.
  • Olhos: Cinzentos, ligeiramente esverdeados.
  • Tipo físico: Tony é menos musculoso que Sacs ou Soojin, mas os músculos
    de seus braços são bem definidos, como o da maioria dos lutadores de
    jiu-jitsu. Seu porte é atlético.
  • Roupas: Tony abraçou o lado brujah da não vida. Camisas pretas com
    estampas de banda, caveiras ou o símbolo da anarquia, jaquetas negras
    de couro, calças jeans rasgadas, tênis preto.



*Jake:*


  • Geral:
    Jake FOI um lutador… mas não é mais. Aleijado, sem o uso das
    pernas, agora seu mundo está numa cadeira de rodas. O único do time a
    usar cabelos compridos, testa alta, sobrancelhas finas, nariz mais para
    o pontiagudo, rosto mais triangular, magro e anguloso, competindo
    fortemente com Sacs pela imagem de intelectual do grupo, Jake ganha do
    médico por usar, hoje em dia, óculos.
  • Altura: Se conseguisse ficar de pé, 1,78m.
  • Peso: 64kg.
  • Cicatrizes: Jake foi aleijado pelo ataque de Tony e do Sabbat à
    Shadaloo. Usa cadeira de rodas, e suas pernas, hoje sem nenhum
    movimento, sofreram a atrofia comum a paralíticos, sendo finas e
    frágeis para o seu tipo físico. Além disso, Jake tem uma cicatriz no
    pescoço e uma no ombro, causadas por mordidas de vampiros.
  • Cabelos: Castanhos de tom médio, compridos, normalmente presos em um rabo de cavalo.
  • Olhos: Castanhos dourados, escondidos atrás de óculos de aro redondo.
  • Tipo físico: Jake foi musculoso, mas hoje é magro. Suas pernas são
    finas, desproporcionalmente ao corpo, como acontece com paralíticos.
    Seus braços são mais musculosos, com músculos bem definidos, mas não
    grandes. Seu ar é mais intelectual.
  • Roupas: Jake não se preocupa muito com o que veste, nem tem um estilo
    específico. Se houver mais de uma ilustração em que ele apareça, ele
    poderia aparecer com uma roupa diferente em cada uma.


*Ned:*


  • Geral:
    Ned gostaria de ter a aparência de um grande vilão, mas seus
    olhos claros e cabelo loirinho ligeiramente ondulado o deixam mais com
    cara de anjinho, o que ele detesta. Seu rosto é o americano comum, sem
    traços notáveis.
  • Altura: 1,79
  • Peso: 78kg
  • Cicatrizes: Um par de cicatrizes causadas por algemas, nos punhos.
  • Cabelos: Loiro, cabelos ondulados estilo "mauricinho", com um indefectível topete. Curtos.
  • Olhos: Verdes.
  • Tipo físico: Ned é atlético, não tão musculoso quanto outros lutadores. Não tem um tipo físico exatamente notável.
  • Roupas: Ned queria ser um grande vilão do mal. Por isso, adora
    sobretudos pretos, com roupas inteiramente pretas: calça, coturnos,
    camisa, tudo negro, o que ele acha ser roupa de vilão. Ele tenta fazer
    poses pressão, mas não é exatamente bem sucedido nisso.



*Dave:*


  • Geral:
    Dave faz o tipo "capanga padrão", aquele tipo de gente que há às
    dúzias em qualquer filme de ação, para ser espancado pelo mocinho, cair
    e ninguém pensar mais nisso. Suas feições são comuns, embora tenha
    músculos suficientes para ser um lutador, seu corpo é simplesmente
    atlético, não exatamente musculoso.
  • Altura: 1,75
  • Peso: 76kg.
  • Cicatrizes: Incrivelmente, nada que chame a atenção.
  • Cabelos: Castanhos, bem curtos, com umas entradas na fronte que ele
    tenta disfarçar deixando o cabelo um pouco mais comprido no topo.
  • Olhos: Castanhos.
  • Tipo físico: Atlético, mas nada que chame a atenção.
  • Roupas: Dave não quer chamar a atenção. Ele preferiria desaparecer na
    multidão. As melhores roupas para isso são tênis, calça jeans no azul
    jeans habitual e camisetas brancas sem nada de especial, por isso é o
    que ele usa.


*Mina:*


  • Geral:
    Mina é uma garota bonita, de feições asiáticas, coreana, ou
    seja, face um pouco mais quadrada, queixo mais triangular, pescoço um
    pouco mais comprido. Bem humorada, ela gosta de roupas de aspecto
    feliz, e pinta o cabelo de cor de rosa, não demonstrando, normalmente,
    ser uma ninja assassina finamente treinada. Suas cores favoritas são,
    nessa ordem, rosa, lilás, verde e vermelho, e ela costuma usar
    acessórios dessas cores, ou brancos.
  • Altura: 1,59 (mesmo Mina é um pouco mais alta que Steve).
  • Peso: 55kg (ela também é bastante musculosa).
  • Cicatrizes: Mina não tem nenhuma cicatriz visível.
  • Cabelos: Cor de rosa pink, compridos, mais volumosos do que seria
    normal para uma oriental, mas ainda assim, bem lisos, com uma franjinha
    discreta.
  • Olhos: O amendoado asiático, castanhos escuros quase negros.
  • Tipo físico: Mina é magra e atlética, com corpo extremamente
    proporcional. Ela não tem curvas muito pronunciadas (é asiática,
    afinal), mas como coreana, tem mais seios do que a maioria das
    japonesas teria. Seu corpo, moldado com uma quantidade razoável de
    exercícios desde pequena, é bem bonito, com músculos bem definidos nos
    braços e pernas.
  • Roupas: Normalmente Mina gosta de vestidos floridos de cores claras,
    cor de rosa, lilás, verde ou mesmo brancos com delicadas estampas
    vermelhas. No máximo, em situações onde um vestido pode ser pouco
    prático, usaria um macacão estilo jardineira e uma camisa de estampas
    alegres. De sapatos, sandálias, e ela pode colocar chapéus de verão,
    claros, ou flores no cabelo. Para trabalhar, no entanto, Mina usa as
    tradicionais roupas negras do ninjútsu.