Arquivo da tag: eua

Ken Masters

ken-sf5-shotokan





Altura: 1.75m
Peso: 72kg
País: EUA
Nascimento: 14/02/1965 (31 anos em SF5)

Desde sua aparição no circuito Street Fighter, Ken tem eletrizado a comunidade secreta de lutas com seus movimentos especiais impressionantes e fúria bruta. Quando está lutando, Ken ataca incansavelmente, aplicando técnica em cima de técnica até que seu oponente seja nocauteado. Esta tática tem dado a Ken alguns dos mais rápidos nocautes já registrados; e também o levou ao status de Guerreiro Mundial.

Ninguém teria acreditado que o encantador garotinho nascido em uma família de militares americanos baseados no Japão se tornaria um feroz lutador ao crescer. A beleza natural de Ken e seus loiros cabelos gaijin deram a ele uma enorme e indesejada atenção por parte de seus colegas de classe japoneses. Em resposta às provocações que Ken recebia na escola, seu pai o matriculou em um dojô de artes marciais.

Ken e seu pai não tinham idéia da importância do Grande Mestre do dojo – o famoso Sensei Gouken. Gouken provou ser o melhor e o mais o rígido professor que Ken teve em sua vida. Quando Ken foi selecionado por Gouken para se tornar um aluno particular, juntamente com o jovem Ryu, a vida de Ken mudou para sempre. Sob a direção de Gouken, Ken e Ryu estudaram a arte do Shotokan.

Ken levou seu treinamento muito a sério, permanecendo no Japão para treinar mesmo quando seus pais voltaram para os Estados Unidos. Este treinamento foi trabalho duro. Ken freqüentemente tinha que praticar uma única técnica por meses a fio, até que Gouken a achasse satisfatória o bastante para avançar até a próxima técnica. Execuções de técnicas que Ken julgava perfeitas eram consideradas apenas adequadas por Gouken. Quando Ken resmungava em meio a um turbilhão de exercícios físicos horrivelmente extenuantes, Gouken apenas ria e ordenava mais repetições.

Mas o trabalho duro valeu a pena. Ken eventualmente dominou o mortal Shoryuken, o impressionante Tatsumaki Sempu Kyaku, e até mesmo o Hadouken que o tinha frustrado por tanto tempo. Quando Gouken finalmente reconheceu Ken e Ryu como mestres de Shotokan, Ken imediatamente partiu para os Estados Unidos.

Crônica em Street Fighter 1: viver nos EUA era tudo o que ele tinha sonhado: carros velozes, namoradas lindas e multidões que sabiam apreciar uma boa luta. Gouken havia dito a Ken e Ryu que e aperfeiçoassem sua técnica lutando, e era exatamente o que Ken tinha decidido fazer. Ele entrou no Campeonato Americano de Artes Marciais e venceu-o com relativa tranquilidade. Entretanto ficara sabendo de um torneio secreto na Tailândia, onde Ryu estaria participando com lutadores muito mais poderosos e ficou curioso, decidindo entrar neste circuito Street Fighter também.

Crônica em Street Fighter Alpha:  ao voltar de seu campeonato para o Japão, Ken presencia a morte de seu mestre Gouken nas mãos do lutador Akuma, mas não consegue detê-lo. Então ele decide encontrar Ryu, para juntos vingarem a morte de seu mestre, só que um andarilho não é alguém fácil de encontrar e Ken tem de viajar pelo mundo encontrando todo tipo de lutador, bem como a famigerada organização Shadaloo, que parece estar por trás deste circuito ilegal de lutas. Nesta época Ken conhece Eliza, e passam a namorar.

Crônica em Street Fighter 2: após Ken ajudar Ryu a derrotar Bison, ele fica sabendo do segundo Torneio Mundial e desta vez não irá deixar de participar. Mesmo após algum tempo de vida mansa de playboy, Ken não quer deixar o mundo das lutas, visão que Eliza não compartilha, sendo que ao fim do torneio eles se casam.

Crônica em Street Fighter 4: Ken agora é um homem de negócios, tendo assumido a presidência da Masters Corporation e estando à espera do seu primogênito. Mas algo o incomoda, a sua luta não terminada com Ryu. Ken decide ir atrás novamente do seu amigo para lhe avisar do sumiço de alguns lutadores pelo mundo e para novamente encontrar seu espírito de lutador. Ao término dessa saga nasce Mel Masters, herdeiro de Ken.

Crônica em Street Fighter 5: Ken, Eliza e o pequeno Mel são importantes figuras do mundo dos negócios e da high society, sendo convidados continuamente para eventos e jantares, como os organizados por Karin Kanzuki. Ainda é cedo para dizer o que mais irá acontecer nessa saga.

Interpretando Ken: você é orgulhoso e até um pouco exibicionista em relação à sua habilidade de luta, mas tenta evitar que essa atitude manche sua Honra. Você ama a vida rápida e divertida dos EUA, mas o treinamento vem em primeiro lugar. Você mantém amizade com outros Guerreiros Mundiais, especialmente Ryu. Mas não importa quem vai enfrentar em uma competição, você entra em fúria guerreira no momento em que a luta começa.

Aparência: Ken veste o tradicional gi do karatê, mas sem as mangas. Ele prefere o vermelho ou cinza escuro para os torneios. Mantém longos seus cabelos loiros e se veste com estilo fora ( e dentro) da arena.

Em Street Fighter Alpha ele usava um cabelo bem comprido preso com uma faixa vermelha, que ele deu à Ryu em um combate para que sempre se lembrasse da rivalidade deles. Já em Street Fighter 5, ele usa um rabo de cavalo no alto da cabeça e usa uma roupa mais esportiva, com apenas as calças do gi.

Lema: Ih, ó o cara aí!

ken-sf5

Guerreiros Mundiais

William F. Guile

guile-sf5




Altura: 1.82m
Peso: 99kg
País: EUA
Nascimento: 23/12/1960 (36 anos em SF5)

Assim que terminou o ensino médio, William Guile se alistou nas forças armadas dos Estados Unidos e entrou para os Boinas Verdes, ficando especialista em combate corpo-a-corpo e pilotagem de jatos. Noivo de Julia, com quem pretendia se casar, o jovem tinha um futuro promissor. Foi nessa época que conheceu o já famoso Charlie Nash, seu superior na organização (primeiro-tenente) e quem lhe ensinou muito sobre combate (como seus famosos golpes Sonic Boom e Flash Kick) e justiça, se tornando grandes amigos.

Conta-se que eles teriam se conhecido em uma missão de resgate no Camboja, onde Nash estaria investigando uma operação criminosa e ficado encarregado de salvar Guile que teria caído em solo inimigo, durante missão não-oficial. Isso teria criado em Guile uma dívida eterna com seu amigo.

Crônica em Street Fighter Alpha: Após anos de intenso treinamento nas Forças Especiais (que lhe rendeu o título de primeiro-tenente), ele e seu amigo Charlie foram enviados à Tailândia em uma missão secreta para insuflar a rebelião contra o ditador M. Bison. Charlie foi traído pelo seu próprio comando e capturado pelas tropas de Bison, oficialmente dado como morto por todos, exceto por Guile, que jurou que encontraria seu amigo e o traria de volta, mesmo que para isso tivesse de abandonar temporariamente sua esposa Julia e sua filha Chris.

E Guile o encontrou com a ajuda da jovem detetive Chun Li, que também estava atrás de Bison para descobrir o paradeiro de seu pai desaparecido. Juntos encontram Nash novamente, somente para terem de enfrentar Bison em uma derradeira luta de vida ou morte na base do sindicato criminoso. Com a base desmoronando devido a explosões, Nash se viu a ficar para trás lutando contra Bison para garantir que seus amigos pudessem sair ilesos, e que o ditador seria morto. Mais uma vez Nash salvou a vida de Guile, que pela segunda vez perdeu seu maior amigo para Bison.

Crônica em Street Fighter 2: armado com o seu novo poder sônico e na melhor forma da sua vida (inclusive tendo sido promovido a Major), Guile começou a enfrentar seus desafiantes em combate corpo-a-corpo na base aérea. Ninguém conseguia se equiparar ao estilo e velocidade de Guile. Então, quando ouviu falar das competições Street Fighter, Guile aproveitou a oportunidade de testar ainda mais suas habilidades. Desde então ele progrediu até o posto de Guerreiro Mundial. Alguns acreditam que ele poderia até mesmo derrotar Ryu, Mas Guile não entrou nas competições Street Fighter para ser o Campeão Mundial; ele apenas descobriu que M. Bison estava envolvido mesmo após ter supostamente morrido na explosão da base.

Guile tentou levar Bison à  justiça, mas com sua ilha-nação oficializada como um país independente, Bison saiu ileso do processo em que Guile tentava culpar Bison pela morte de Nash. Tendo visto que os meios legais não o ajudariam, o militar rompeu com as forças armadas e não se deterá diante de nada para vingar a morte de Charlie com suas próprias mãos. Juntos, Guile e Chun Li unem suas forças contra o ditador no próximo torneio mundial, na esperança de um dos dois derrotá-lo na final e matá-lo de uma vez por todas.

Crônica em Street Fighter 4: Bison foi dado como morto pela segunda vez, pelas mãos do lutador Akuma, após Guile ter sido parado por sua esposa que não queria que ele sujasse suas mãos com Bison na final do torneio. No entanto, ao que parece essa decisão terá de ser revista uma vez que rumores da Shadaloo estar se reorganizando ecoam em diversos pontos do globo através de uma corporação bélica chamada SIN, incluindo armas de destruição em massa que já foram projetos de Bison no passado. Mais uma vez Guile tem de deixar sua família para viajar o mundo junto de Chun Li e Cammy para juntar as peças deste quebra-cabeça e aniqularem todo o mal de Shadaloo e Bison de uma vez por todas.

Crônica em Street Fighter 5: Guile está investigando a Shadaloo novamente, mais especificamente uma operação chamada C.H.A.I.N.S que eles estariam planejando. Junto de Abel, seu mais novo aliado, investigam os antigos laboratórios da SIN, que ao que parece também são alvo de investigações de Juri. Guile ainda não sabe, mas com a volta de Charlie Nash dos mortos, mas agora trabalhando para os Illuminati, o que acontecerá com a amizade dos dois?

Interpretando Guile: Ok, então você tem um temperamento problemático, e daí? Você passou pelas piores missões de combate e testes de vôo que o mundo tem a oferecer, e ainda está inteiro. As Forças Armadas ainda são o seu lar, mas você não pertence a elas. Na verdade seus superiores estão felizes que você esteja trabalhando para eles. É claro que você ainda é um patriota leal ao uniforme, mas com certeza gostaria de descobrir quem traiu você e Charlie há anos atrás.

Aparência: Guile veste o mesmo uniforme que usava durante seus dias nas Forças Especiais. Ele usa duas correntes com placas com nomes, a sua e a de Charlie. Ele mantém o cabelo loiro muito mais longo do que seria permitido pelas normas militares; gosta de ajeitar o cabelo e flexionar os músculos após aniquilar um oponente.

Lema: Você é homem o suficiente para lutar comigo?

guile-penteado

Guile como NPC

Guile é um vingador. Ele moverá céus e terras, e até mesmo abandonará sua família em busca de vingar a morte do seu amigo Charlie nas mãos de Bison. Ele odeia a Shadaloo mais que tudo na vida e ajudará qualquer um que tenha as mesmas intenções de derrubar tal organização.

No entanto, a traição sofrida no passado fez de Guile alguém muito desconfiado. Ele não faz amizade fácil e quando sabe que alguém possui informações sobre a Shadaloo, já tende a achar que a pessoa trabalha para eles, como aconteceu com o lutador francês Abel. Faz algum tempo que Guile abandonou as forças armadas, pelo mesmo motivo da traição, e agora age por conta própria.

A título de curiosidade, a mulher de Guile Julia, é irmã mais velha de Eliza, esposa de Ken. Além disso sua filha Chris é amiga de Datta, filho de Dhalsim, com quem conversa por correspondências.

Guile e Armas de Fogo

Como todo militar, Guile possui vasto treinamento no uso de Armas de Fogo, o que se reflete em sua técnica com as mesmas (ao invés de listar todas as armas que ele sabe atirar, foi incluída uma técnica só em sua planilha para todas). No entanto, Guile só usará esta técnica fora de combate e, ainda assim, em caso de extrema necessidade, como em guerras, por exemplo.

*Fontes: a planilha de Guile em SF2 é a versão original americana, pois a brasileira está errada (ele possui Esportes 5 e não 4). Para a história de Guile (que no original da White Wolf está completamente errada) foi utilizado o The Street Fighter Plot Canon Guide, acontecimentos in-game de SF Alpha, 2 e 4, bem como os mangás da Udon.

guile-sf4

Guerreiros Mundiais

Cody Travers

Cody Travers



Altura: 1.85m
Peso: 80kg
País: EUA
Nascimento: 15/04/1967 (28 anos em SF4)

Cody Travers é faixa preta em Karatê, arte marcial que ele treina desde os nove anos de idade. Era considerado um garoto prodígio no seu dojô, embora sua índole não fosse das melhores, uma vez que muitas vezes jogava sujo para ganhar os combates, como jogar areia nos olhos do oponente, atirar pedras de longe ou mesmo esconder uma faca em seu sapato para atacar oponentes desprevenidos com ela.

Crônica em Final Fight 1: Cody adentrou no circuito ilegal de lutas ainda muito jovem, quando ele e seus amigos, Guy e Haggar tiveram de percorrer o submundo de Metro City atrás de pistas do paradeiro de Jessica, filha de Haggar que havia sido sequestrada pela gangue Mad Gear. Nesta época Cody já apresentava ser um grande lutador, e foi uma peça chave para a ruptura da Mad Gear, tendo derrotado diversos de seus “cabeças” como Hugo Andore, PoisonRolento e Sodom. Haggar era o prefeito de Metro City na época e pai de Jessica, já Cody era apaixonado pela mesma e por isso acompanhou seu amigo nesta perigosa empreitada. Após muita investigação e pancadaria, o destino os levou até Belger, líder da Mad Gear e com a consequente vitória, salvaram Jessica, que começou a namorar com Cody.

Crônica em Street Fighter Alpha: Porém, a vitória sobre a Mad Gear só fez atrair a atenção do submundo sobre Cody e seus amigos. Como a polícia de Metro City era corrupta, Poison conseguiu com a ajuda do inspetor de polícia Edi E., incriminar Cody, como se ele tivesse sido o responsável pelo sequestro de Jessica. Um mandado de prisão foi feito e Cody foi preso injustamente. Ao contrário do que esperava, seus amigos Guy e Haggar pouco ou nada fizeram para ajudá-lo. Afinal, Cody sempre foi um “garoto problema” e Guy e Haggar viviam tirando-o de enrascadas. Cody sabia que isso era obra da Mad Gear, e ele daria um jeito de ir atrás deles quando fosse a hora, nem que precisasse voltar ao submundo das lutas.

Certo dia houve um rebelião na penitenciária em que Cody estava e através de um buraco em sua cela (feito por uma explosão) Cody fugiu, para nunca mais ser pego novamente. Cody tinha deixado se prender da última vez porque estava com Jessica e não queria que a moça se metesse em enrascadas por sua causa. Porém agora que Jessica o havia largado, bem como seus amigos, ele não devia nada a aninguém e iria acertar suas contas.

A primeira visita de Cody foi a seu captor, Edi E., que ele teve o prazer de surrar. Essa atitude inconsequente de Cody fez com que muita atenção pairasse sobre sua fuga e o próprio Guy foi em seu encalço para tentar fazer com que Cody voltasse à razão e parasse com aquela vingança sem sentido. Os dois tiveram um grande confronto, que terminou em empate, visto que nem o karateca, nem o bushin queriam lutar até a morte de seu oponente. Cody dizia que ele nunca foi um herói e nem pretende ser, ele apenas queria Jessica, e agora que a perdeu, não há nada que lhe interesse a não ser lutar. Guy lhe deu as costas e nunca mais se falaram desde então.

Em suas viagens para encontrar e acabar com os remanescentes da Mad Gear, Cody encontrou com Rolento, que sabendo de suas habilidades, lhe propôs montarem juntos uma nova gangue para aterrorizar Metro City, a cidade que os prejudicou. Cody recusou, visto que ele não quer dever lealdade a mais ninguém e seguirá seu próprio caminho sozinho. Sempre viajando trajado como presidiário ou mal vestido, Cody chama a atenção por onde passa e já tem se tornado uma lenda dentro do circuito pelas histórias de seus golpes e forma suja de lutar, uma vez que não avisa a ninguém que é um Duelista.

Cody recentemente teve contato com a Shadaloo, através do punk Birdie, que o convidou a ingressar na organização. Isto seria bom para ele, que ganharia um certo apoio, uma vez que a organização de Bison tem “costas quentes” perante a polícia de diversos locais do mundo. Alguns acham que Cody negou o convite de Birdie pois isso o colocaria contra Guy novamente, que já declarou guerra contra  organização criminosa.

Crônica em Street Fighter 4: Poucas pessoas sabem, mas Cody tem um irmão menor, Kyle Travers, que ele está ajudando a treinar os primeiros golpes e espera que um dia, quando ele deixar os ringues, Kyle possa tomar seu lugar.  Talvez pela existência de Kyle, Cody não tenha aceito o convite da Shadaloo, pois no fundo ele deseja um futuro melhor para seu irmão do que o caminho que ele está seguindo.

Guy chegou a convidar o antigo companheiro para combater o mal de SIN, mas Cody recusou, mostrando-se desinteressado em bancar o herói novamente.

Aparência: Cody raramente é visto duas vezes no mesmo lugar. Em seu status de fugitivo, ele tem de ficar sempre trocando de cidade e por isso são poucos os que o conhecem pessoalmente para dizer como ele se parece. Guy afirma que Cody é loiro, alto e musculoso. Comumente está vestido com trajes de presidiário (ainda mantendo as algemas nos pulsos) ou com jeans e camiseta. Está sempre desleixado com seus cabelos e barba, e possuindo um olhar muito preguiçoso e desinteressado.

Interpretando Cody: você banca o durão, mas no fundo ainda ama Jessica e seu irmão Kyle. você adora viajar o mundo inteiro fugindo das autoridades e enfrentando seus oponentes para ganhar uns trocados por onde passa. Dane-se, você adora os riscos envolvidos nisso, tanto que ainda usa o uniforme da prisão, que chama a atenção de todos por onde passa. Você faz de tudo para vencer suas lutas, sem importar os meios, o tornando uma caixinha de surpresas. Alguns estão dizendo que você já se tornou um Guerreiro Mundial e que deveria estar lutando em torneios grandiosos ao lado de Ryu e Chun Li. Você olha para as fotos deles e diz: Quem?

Cody-alternate

Cody como NPC

Na época de Final Fight, Cody era um herói que buscava justiça limpando Metro City do crime organizado com seus amigos. Seria fácil atrair sua atenção para casos de injustiça, que ele facilmente ajudaria a resolver, juntamente de seu melhor amigo Guy.

Entretanto, na época de Street Fighter Alpha e posteriores versões, Cody é um errante viciado em lutas, assim, viaja ao redor do mundo batendo em todos ao seu redor. Foi preso por se envolver em brigas demais, bem como por causa de seu inimigo n. 1, Edi. E, o policial corrupto. Não se afilia mais a nenhum time e não tem mais interesse algum em fazer justiça. Também não parece preocupado em estar foragido da cadeia e ainda vestido de presidiário. Ao que parece, a única coisa que ainda lhe importa é seu irmão Kyle.

Facas, Pedras e Algemas…

Cody joga muito sujo. Ele possui uma faca escondida no seu sapato, que ele usa junta com seus socos básicos. Quando portando a faca, use a sua técnica Faca no lugar de soco durante o uso de suas Manobras Básicas de Soco (Jab, Strong e Fierce), aplicando os modificadores da faca abaixo:

Faca: Velocidade +2, Dano +1, Movimento +0

Ele também pode arremessar sua faca, usando então sua técnica Arremesso, aplicando os seguintes modificadores ao seu Arremesso Jab, Strong e Fierce, obviamente tendo de buscar a faca novamente depois de arremessada.

Arremesso de Faca: Velocidade +0, Dano +0, Movimento +0, Alcance: Força + Arremesso

Para mais detalhes, leia o post Lutando com Facas.

Ele também costuma arremessar pedras (usando sua técnica Arremesso), se tiver alguma por perto:

Arremesso de Pedra: Velocidade -1, Dano -1, Movimento -1, Alcance: Força + Arremesso

E por fim, pode usar suas algemas durante sua manobra básica de Apresamento (esgoelando o adversário), aplicando os modificadores abaixo:

Apresamento com Algema: Velocidade -1, Dano +1, Movimento Um.

Cody perde um ponto temporário em Honra sempre que usa facas, pedras e suas algemas em um combate justo Street Fighter. Entretanto, quando a luta é entre Duelistas (a divisão de Cody), isso não se aplica.

Cody e sua faca

* Fontes: a planilha de Cody foi originalmente desenvolvida pela Shotokan RPG para o suplemento Tempos de Glória. Mais tarde foi modificada por Fernando Jr, da SF RPG Brasil. Sua história, aparência e interpretação são fruto de pesquisas em diversas fontes na Internet, como The Street Fighter Plot Canon Guide, e nos jogos das séries Final Fight e Street Fighter Alpha.

Guerreiros Mundiais

Bruno Vespechi


Altura: 1.85m
Peso: 80kg
País: EUA
Nascimento: aparenta 35 anos

Poucos conhecem Bruno Vespecchi pessoalmente, mas seus feitos são famosos no submundo. Vespecchi é um mercenário, um assassino de aluguel contratado para fazer todo tipo de serviço sujo. Vespecchi não deve lealdade a ninguém a não ser ele mesmo, já tendo trabalhado para diversas facções e impérios criminosos, como Ashura, as Tríades, a Yakuza, a Máfia e até para a Shadaloo. Ele é um notório caça-recompensas do submundo, o melhor que já existiu, segundo seus próprios contratadores.

Não se tem muitos registros sob o passado de Vespecchi. Sabe-se de um lutador de Vale-Tudo com esse nome, que teria sido expulso das competições devido a excesso de violência e golpes proibidos (inclusive causando a morte de outro lutador). Esse lutador competiu nas categorias de peso-médio e além, obtendo boas qualificações, mas isso há alguns anos. Coincidência ou não, na mesma época que o mercenário Vespecchi apareceu.

Treinado em diversas artes marciais, os poucos sobreviventes de Vespecchi, como Paco Juarez, falam de suas habilidades em Ninjitsu, Boxe, Kung Fu e Forças Especiais. Além disso, algumas de suas vítimas (facilmente reconhecíveis devido a um V de sangue que ele deixa em seus peitos) foram encontradas mortas com cortes de espada, perfurações de faca e até flechas (?!). Isso demonstra a versatilidade deste lutador.

Os registros do exército norte-americano mostram a existência de outro Bruno Vespecchi que teria traído seu batalhão durante a Segunda Guerra Mundial causando a morte de diversos soldados. Porém as datas não fecham, afinal Bruno aparenta não ter mais de 35 anos de idade, o que mantém uma aura de mistério em torno dele. Como se não fosse o bastante, um ninja assassino aterrorizou alguns figurões japoneses ligados ao submundo há algum tempo. Ele usava uma máscara negra com um V vermelho entre os olhos, idêntica a de Vespecchi quando está a serviço.

Aparência: Bruno Vespecchi é um homem na casa dos 35 anos, com barba mal feita e cabelos na altura do queixo, sempre com aparência de úmidos. Seu olhar é penetrante e intimidador e está sempre em constante movimento, sempre alerta aos acontecimentos ao seu redor. Vespecchi tem uma boa condição física, com 1,85m e 80Kg de puro músculo. Ele costuma se vestir com roupas de couro ou jeans surrado, sempre sem camisa com uma correntinha de prata. Ele usa luvas sem dedos e coturnos, e já foi visto com o rosto coberto por uma máscara negra com um V vermelho entre os olhos e um par de socos ingleses com cravos.

Interpretando Vespecchi: você ama seu trabalho por mais sujo que seja. Você sente prazer em surrar, matar e acabar com a vida dos seus alvos, não importa quem eles sejam. Você fala bastante, até demais às vezes, mas pouco lhe importa contar alguns de seus planos, visto que seus ouvintes sempre acabam mortos mesmo…Você é uma incógnita até para você mesmo, mas ninguém sabe disso, você acha que tem algum tipo de amnésia, mas nunca deixará um médico examiná-lo. Você tem o poder suficiente para estar entre os Guerreiros Mundiais, mas isso lhe atrairia atenção indesejada de outros campeões querendo derotá-lo, além de que você está nesse negócio apenas pela grana e não por glória ou honra.

Armas de Vespecchi

Vespecchi carrega suas armas sempre que está em missão, embora mesmo em lutas em torneios, ele sempre guarda adagas em seus coturnos. Quando ele está participando de algum torneio Duelista também carrega elas consigo, exceto o arco.

Katana: Técnica: Espada. +1 Velocidade, +3 Dano, +0 Movimento. Tipo de Dano: Corte ou Perfuração. Empunhadura: Variável.
Arco: Técnica: Arco. +0 Velocidade, +4 Dano, nenhum Movimento. Alcance: Força + Arco, max. 15 hexes.
Adaga Sai: O Sai concece +1 de Absorção quando aparando ataques inimigos e fornece +2 dados para realizar Desarmes em inimigos. Técnica: Faca. +1 Velocidade, +0 Dano, +0 Movimento. Tipo de Dano: Perfuração. Empunhadura: Uma Mão.

Não sabe como utilizar armas em combates? Leia os posts relacionados a Armas Brancas!

Habilidades Especiais

Ninguém sabe o porquê de Vespecchi ter essas habilidades, uma vez que ninguém sabe nem de onde ele veio. O Narrador pode adicionar, alterar ou remover as habilidades conforme ele quiser, aumentando ou diminuindo a eficiência de Vespecchi.

Vespecchi nunca fica atordoado, ninguém sabe como ele faz isso, mas é fato que por mais forte que seja o golpe que ele recebeu, ele nunca sofre Dizzy. Vespecchi cura todo ChiForça de Vontade após o término do combate, com 15 min. de descanso (igual sua Saúde). E por fim, Vespecchi recupera 1 ponto de Dano Agravado a cada 12h ao invés de 24h.

* OBS: este personagem não é oficial da White Wolf. Ele foi desenvolvido com base na citação de um mercenário de mesmo nome na história de Paco Juarez, que teria arruinado sua vida duas vezes.

Rufus

Rufus


Altura: 1.95m
Peso: 185kg
País: EUA
Nascimento: 30/07/????

Rufus é um mecânico de motos norte americano. Ele mantém uma oficina em um local desconhecido, que ultimamente encontra-se às traças desde que ele e sua namorada decidiram viajar pelo mundo para realizar o sonho de Rufus de ser o lutador mais forte do mundo.

Esse sonho surgiu há alguns anos. Rufus sempre foi um aficcionado por filmes e séries, principalmente os de Artes Marciais. Sendo autodidata, Rufus adquiriu toda variedade de filmes, livros e artigos sobre Artes Marciais, principalmente de Kung Fu (seu estilo predileto) para aprender alguns golpes. E não é que deu certo? Após intenso treinamento em uma academia improvisada nos fundos de sua oficina, Rufus adquiriu imensa força física e agilidade, embora não tenha tido o treinamento espiritual que um Sensei ou dojô poderiam lhe proporcionar. Itso por vezes faz com que ele se surpreenda quando enfrenta algum oponente com poderes místicos.

Seu intuito inicial era ser o lutador mais forte da América. Ele venceu um torneio de artes marciais no oeste dos EUA há dois anos atrás, quando conheceu Candy, sua namorada. Mais tarde, venceu o Torneio Americano de Artes Marciais. Apesar disso, suas vitórias sempre foram ofuscadas pela presença de Ken Masters, o ídolo americano que aparece em todas as capas de revistas, desde a Forbes, revistas de artes marciais, até as revistas de adolescentes. Rufus acha isso um ultraje, pois considera seu estilo de Kung Fu muito superior aos golpes do karatê velho do “loiro exibido”.

Crônica em Street Fighter 4: Rufus passa o mundo viajando, principalmente pela China, onde teve aulas com diversos mestres de Kung Fu, para aprimorar seu estilo único. Apesar de fanfarrão e falastrão, Rufus é um forte oponente, e uma das maiores promessas dentre os novatos dos Guerreiros Mundiais. Certa vez encontrou-se com Ryu, que achou seu estilo “interessante” mas muito “pomposo” para ser eficiente. Isto foi um insulto para Rufus e assim que ele acabar com Ken Masters, Ryu é o próximo.

Talvez Rufus tenha algum problema de visão, ou vai ver ele é apenas distraído. Mas é fato que mais de uma vez ele confundiu algum outro lutador loiro com Ken Masters, e o tirou para briga. Sua raiva e rivalidade é tão cega que Rufus derrotou certa vez Cammy (onde provavelmente obteve o título de Guerreiro Mundial) e só depois foi se dar conta de que não era Ken…Quando isso acontece, Rufus xinga Ken Masters, alegando que ele fica colocando esses clones em seu caminho. Não sabe-se nem se ao menos Ken sabe da existência de Rufus, que o julga seu inimigo número um.

Aparência: Rufus é uma figura difícil de esquecer. Com 1,95m e 185 Kg, trajando uma vestimenta de aeróbica amarela e preta colada ao corpo. Ele mantém o longo cabelo loiro em uma trança no topo da cabeça e a barba estilo “motoqueiro selvagem”, este americano obeso, fanático por motos e artes marciais é no mínimo bizarro.

Interpretando Rufus: você é fanfarrão, arrogante e fala demais. Adora dar nomes pomposos a seus golpes, inspirados em filmes e seriados de artes marciais que assiste. Apesar de sua vocação o tornar um exímio mecânico de motos, foi nas artes marciais que Rufus encontrou sua razão de viver. Você odeia Ken Masters do fundo da sua alma e tudo que quer na vida é derrotá-lo, para mostrar ao mundo o quão patético ele é. Você tem uma namorada, Candy, e ama muito ela, mas se acha muito atraente, não perdendo uma oportunidade de se mostrar para as outras gatinhas.

Rufus como NPC

Rufus está sempre à procura de torneios para participar e mostrar que é o americano mais forte do mundo, viaja muito com Candy em sua moto de viagem. Se souber que Ken vai estar no torneio, aí sim que ele não irá faltar. Rufus se confunde fácil com as pessoas e qualquer pessoa de cabelos loiros um pouco compridos pode ser confundida com Ken Masters. Animais são facilmente confundidos por Rufus também, e essas características podem torná-lo a válvula de escape em crônicas mais séries, colocando alguma dose de diversão.

Rufus

Guerreiros Mundiais

Crimson Viper (Maya)

Crimson Viper


Altura: 1,75m
Peso: 56kg
País: EUA
Nascimento: 18/07/????

Este é um nome que surgiu recentemente no circuito Street Fighter e tem causado grande alarde até mesmo entre os Guerreiros Mundiais. Quem é? De onde veio? Quem é seu Sensei? Crimson Viper é um enigma até mesmo para veteranos como Sagat, criador do circuito.

Poucos a viram em ação, e a maioria dos lutadores que a enfrentaram desapareceram misteriosamente. Seria ela uma assassina? Uma sequestradora? A verdade no entanto é muito mais obscura…

Crimson Viper é uma mercenária impiedosa, atualmente trabalhando para Seth, o chefão por trás da S.I.N. Suas missões envolvem o roubo de informações sobre os lutadores mais poderosos na face da Terra, bem como a captura dos mesmos. Para ajudá-la em suas missões, Viper conta com diversos apetrechos high-tech instalados em sua roupa, principalmente nas botas e luvas. Presente dos laboratórios da SIN, seu traje lhe confere poderes incríveis como a capacidade de flutuar, disparar ondas sísmicas, lança-chamas, tasers e muito mais. Isto tudo aliado às habilidades naturais de Viper em combate a tornaram a mais nova sensação no circuito, que dizem ter chego ao status de Guerreira Mundial ao ter vencido Cammy em um confronto direto. Dizem inclusive que se não fosse por Ryu estar presente, Cammy estaria desaparecida, assim como todos os outros lutadores que a enfrentaram antes…

Apesar disso, Crimson Viper não é uma vilã. Por mais que o Delta Red e a Interpol estejam em seu encalço devido a suspeitas de seu envolvimento com a Shadaloo, Crimson Viper é uma das “mocinhas”. Maya, seu nome verdadeiro, é uma agente dupla a serviço da CIA, infiltrada em meio à S.I.N para descobrir o que a organização está tramando e derrubá-la, de dentro para fora. é sem sombra de dúvida a missão mais perigosa que alguém poderia estar fazendo, e Maya é sem sombra de dúvida a agente mais indicada para a missão. Maya atuando como Viper descobriu que a S.I.N é a divisão de armas do extinto cartel do crime mundial, Shadaloo que por algum motivo continuava a operar, mesmo depois de seu líder Bison ter supostamente sido assassinado por Akuma.

Para conseguir trabalhar dentro da S.I.N, Crimson Viper teve de se destacar dentre os diversos lutadores que entram no circuito Street fighter todos os dias. Ela teve que aprimorar suas técnicas de combate ao máximo,e enquanto sua reputação como lutadora crescia todos começaram a se perguntar quem era aquela bela ruiva. Não demorou muito para ser contatada pela S.I.N para realizar alguns serviços de infiltração e espionagem, obviamente eram apenas alguns testes para verificar se Viper era confiável. Estas missões iniciais constantemente envolviam se meter em enrascadas com a lei, como invasões em empresas, roubo de dados confidenciais e até mesmo sequestro de alguns lutadores. Aos poucos Viper foi ganhando a confiança do “cabeça” por trás da S.I.N, o que lhe deu o direito de conhecer Seth, pessoalmente.

Crônica em SF4: nesta época a mercenária Crimson Viper trabalha para o chefão da S.I.N em pessoa. Tendo reuniões esporádicas com o mesmo, ocasiões na qual ela tem as chances de que precisa para saber tudo a respeito da organização, seus planos e sobre o próprio Seth. Viper não levantou tantas informações quanto gostaria e suas missões estão ficando cada vez mais perigosas. Recentemente Seth passou a perseguir e realizar experimentos nos lutadores mais poderosos do planeta, com o intuito de desenvolver uma arma mortal baseada em energia Chi, o Projeto Blece. Para saber mais detalhes, Viper está encarregada de coletar informações sobre os Guerreiros Mundiais e raptar tantos quanto puder, para que Seth possa ter espécimes para trabalhar e para que Viper tenha mais oportunidades de saber sobre o projeto.

Apesar das vestes especiais fornecidas por Seth, não é uma tarefa fácil derrubar um Guerreiro Mundial, ainda mais para uma “novata” no circuito como Viper…de qualquer forma, Maya faz o possível para não ser descoberta, muitas vezes fazendo coisas das quais não se orgulha. Ela espera que esta seja a sua última missão, e que o dinheiro ganho (tanto da CIA quanto da S.I.N) sirvam para proporcionar uma vida melhor para ela e sua filha. Sim, Maya é mãe de uma pequena garotinha chamada Lauren o seu único e desconhecido ponto fraco.

Lauren é simplesmente a pessoa mais importante no mundo para Maya, e ela fará tudo ao seu alcance para protegê-la. Desta forma, absolutamente ninguém sabe de sua existência, com exceção de Emily, a irmã de Maya que cuida da garota. Regularmente Maya visita-a em sua escola, ou até mesmo em sua casa, mas tendo o máximo de cuidado para não ser seguida, tanto pela S.I.N quanto pelas forças da lei que a consideram uma criminosa. E assim Maya, ou Crimson Viper, vive dia após dia: trabalhando para aqueles que deseja destruir e sendo perseguida por aqueles que deseja proteger. Certamente não é uma vida fácil, mas Maya é profissional o suficiente para não voltar atrás, mesmo porque talvez não exista esta opção…

Crônica em Street Fighter 5: Viper aliou-se à Operação CHAINS de Bison novamente como uma agente dupla. Durante a construção das Black Moons ela colocou alguns códigos secretos que permitiriam seu desligamento e destruição do projeto. Além disso, conseguiu enviar as chaves do painel de controle das moons para os mais fortes lutadores do mundo e evitar sua utilização por Bison, ou ao menos é o que ela acreditava. Ao que parece sua atuação foi descoberta e ela foi eliminada. Nem mesmo seu amigo Rashid conseguiu salvá-la à tempo das mãos venenosas de FANG. O Narrador tem a palavra final sobre a morte ou não dela.

Aparência: Viper possui 1,75m e 56Kg muito bem distribuídos em seu belo corpo esguio. Seu cabelo é longo e preso em uma longa trança ruiva, enquanto seu rosto é de feições belas e frias. suas roupas esbanjam ousadia e beleza, com um decote acentuado e calças justas. Costuma usar um óculos grande e colorido, que não possui propriedades especiais aparentes, exceto realçar ainda mais sua beleza.

Interpretando C. Viper: fria, calculista, fiel. Amorosa, paciente e brincalhona. Maya e Viper são pessoas completamente diferentes. Quando está a trabalho, Crinsom Viper é a agente mais impiedosa que a CIA podia ter enviado à campo para se infiltrar na S.I.N, conseguindo ser confundida com uma vilã por outros notórios agentes da lei como Cammy e Chun Li, que a perseguem constantemente. Como mãe, Maya daria sua vida por um sorriso de Lauren, e tudo que faz como agente é para proporcionar um futuro melhor para ambas.

c-viper

C. Viper como NPC

Maya entrou no circuito na época de Street Fighter 4, antes disso era apenas uma agente secreta da CIA. Sua primeira aparição é após a queda da Shadaloo em SF2, mas é provável que esteja investigando os projetos secretos da organização bem antes disso.

A missão de Maya é completamente secreta, nem mesmo o Delta Red ou a Interpol sabem dela, e caso os heróis cruzem com Maya, digo Viper, serão tratados como inimigos para não quebrar seu disfarce. De maneira nenhuma ela arriscaria anos de missão para ajudar um grupo de brigões. Mesmo que os heróis tenham contatos na CIA, a missão de Maya é realmente top secret.

Battle Suit de C. Viper

Viper ganhou a confiança de Seth a ponto de participar dos testes de um dos mais recentes protótipos de armaduras de combate da SIN, chamado simplesmente de Battle Suit. O circuito Street Fighter se mostrou o laboratório ideal para testá-la e Viper alcançou notório respeito graças às engenhocas da roupa.

O uso da Battle Suit confere o antecedente Cibernetico 7 à Viper, e o Chi mostrado em sua ficha na verdade é a energia da roupa (Viper possui naturalmente Chi 1). As suas técnicas Soco, Chute e Bloqueio recebem +1 ponto (já listado na ficha) graças às luvas e botas especiais da roupa, mas somente enquanto está vestindo ela.

Além disso, quando está portando a Battle Suit ela pode usar as seguintes manobras especiais: Balance, Burning Kick, Conductor, Flight, Levitation, Psychokinetic Channeling, Shockwave e todas variações do Thunder Knuckle. Obviamente se estiver sem o traje especial, perde esta manobras de seu arsenal e seu antecedente Cibernético, o que não a torna menos perigosa, entretanto.

* Fontes:  este personagem não é oficial da White Wolf. A planilha foi criada por Matt Meade da SFRPG.com e a história foi elaborada nas HQs de Street Fighter 4 lançadas pela Udon e no anime Street Fighter 4 – Laços que Ligam.

Guerreiros Mundiais

Cibernéticos