Akuma (Gouki)

O lendário Akuma




Altura: 1,78kg
Peso: 80kg
País: Japão
Nascimento: 1945 (51 anos durante SF5)

Gouki é o irmão mais novo do grande sensei Gouken. Ambos eram discípulos de um grande mestre chamado Goutetsu, o qual lhes ensinava uma “arte marcial” chamada Ansatsuken, conhecida como a “Arte dos Punhos Assassinos”. Esta “arte marcial” é uma doutrina assassina utilizada por praticantes de outras artes marciais, incluindo nestas artes algumas técnicas secretas, como o mortal Shun Goku Satsu.

O lutador que utilizasse tal técnica seria capaz de eliminar seu oponente instantaneamente, porém corria o risco de acabar com a própria vida. Por esse motivo o Shun Goku Satsu havia sido proibido e selado por muitas gerações. Ambicioso, Gouki tinha em mente que seus ancestrais, os quais selaram a técnica mortal, eram tolos e que um verdadeiro mestre faria qualquer coisa para vencer um combate. Seu grande sonho era tornar-se o maior lutador da arte Ansatsuken de todos os tempos. Goutetsu o repreendia veemente pela suscetibilidade de Gouki ao Dark Hadou, lhe explicando que não era uma força controlável e que ela acabaria controlando-o se não a expurgasse de sua mente.

Gouki vivia para lutar, e em seus raros momentos de paz, ele gostava de conversar com a filha (ou seria sobrinha?) de Goutetsu, Sayaka. Normalmente estas ocasiões eram quando Gouki estava ferido demais para continuar treinando, e a filha de Goutetsu cuidava de seus ferimentos. Esta aproximação gerou uma curta relação entre os dois, uma vez que para Gouki, tudo o que importava era sua arte marcial e sua obsessão em ser o melhor. Desta forma, Gouki separou-se de seu irmão e seu mestre para treinar sozinho em uma ilha. Lá ele se dedicou ao treino árduo e aprendeu os segredos de uma fonte de força maligna chamada Satsui no Hadou (Intenção Assassina). Com o sucesso de seu treinamento e o domínio do poder Satsui no Hadou, o lutador perdeu todas as emoções, desenvolveu técnicas mortais e conseguiu poderes sobre-humanos – como a técnica do Ashura Senkuu; e o mais importante: conseguiu dominar a técnica Shun Goku Satsu.

Mais tarde, retornando à sua terra de origem, Akuma desafiou seu mestre Goutetsu a provar qual era o melhor estilo de luta (leia este conto). Durante o combate, viu a chance de usar a técnica proibida e matou seu mestre, de quem ele tirou o colar de contas que atualmente usa no pescoço. Neste dia Gouki ganhou o título que carrega até hoje: Akuma. Amaldiçoado por seu irmão que nada pôde fazer para deter a luta entre os dois, Akuma vai embora treinar e desafiar os maiores lutadores do mundo, para provar que é o mais forte, deixando para trás sua vida e sua alma em troca de poder.

Crônica em Street Fighter 1: Depois de muitas batalhas, que o tornaram a lenda que é hoje, Akuma começou a ouvir falar de um jovem, Ryu, que havia derrotado o grande campeão Sagat, utilizando energias semelhantes a do Dark Hadou, e consequentemente, semelhantes às suas. Ele voltou novamente ao dojô de Goutetsu, agora para enfrentar seu irmão. Ele desafiou-o a provar que seu estilo Ansatsuken era mais forte que a arte do Karatê Shotokan que Gouken ensinava aos seus alunos e mais uma vez utiliza a técnica proibida e assassina seu próprio irmão. Quando Ryu recebe a notícia, passa a odiar Akuma e intensifica seu treinamento com o intuito de derrotá-lo assim que encontrá-lo. Infelizmente, este ódio apenas o torna mais suscetível ao Dark Hadou e consequentemente, pouco a pouco, concretiza os planos de Akuma para ele…

Crônica em Street Fighter Alpha: Akuma sonha com o dia que enfrentará Ryu, mas aguarda o rapaz se entregar ao Satsui no Hadou, para que seu verdadeiro poder venha à tona. Em seu caminho encontra Gen, com quem trava uma batalha até a morte, sendo que nenhum dos dois morre no combate, devido aos incríveis poderes assassinos de ambos se anularem.

Crônica em Street Fighter 2: Akuma fica sabendo do torneio promovido por Bison e decide invadir o mesmo para lutar com o lutador mais forte que encontrar. Ao que tudo aparenta, Bison.

Crônica em Street Fighter 4: após matar Bison, Akuma vai se encontrar novamente com Ryu, para fazê-lo ceder ao lado negro, mas surpreendentemente encontra Gouken vivo, que teria aprendido a limpar sua mente, evitando a morte na técnica assassina de seu irmão. Gouken quer selar o Satsui no Hadou de Ryu usando o Mu no Hadou (o mesmo dom que usou para sobreviver ao Shun Goku Satsu), mas Akuma não irá deixar, nem que para isso tenha de liberar todo o seu poder maligno, transformando-se em um Oni.

Crônica em Street Fighter 5: Akuma continua vagando pelo mundo buscando oponentes valorosos para testar o seu punho demoníaco. Nessas viagens reencontra-se com Gen, que diz que ele jamais terá o poder supremo uma vez que renunciou à sua humanidade. Akuma também é perseguido pelo demônio Necalli que chega a tentar devorá-lo, mas é cuspido devido ao seu intenso poder negro ser indigesto para a entidade. Por fim, Akuma e Ryu batalham e mesmo Akuma vencendo, ao que parece o conflito final entre os dois lutadores ainda não foi desta vez.

Aparência:  Akuma caracteriza-se por ter cabelos vermelhos presos em um rabo-de-cavalo no topo da cabeça (assim como os antigos samurais), pele escura, olhos vermelhos, um rosto assustador, trajar sempre um gi de cor preta ou azul-escura e usar um colar de contas pretas (que ele adquiriu ao assassinar seu mestre Goutetsu). Nas costas de seu gi tem o ideograma japonês “Ten” escrito com sangue que significa Céu (representando a sua imortalidade e seu poder).

Recentemente ele tem sido visto com barba e cabelos longos, o deixando com uma juba ruiva demoníaca.

Interpretando Akuma: você é considerado “O Supremo Mestre dos Punhos” e sua ambição não é voltada para coisas materiais, pois somente deseja mostrar que é o lutador mais poderoso do mundo e irá matar qualquer um que se atrever a desafiá-lo. Você detesta oponentes fracos, além de não possuir emoções como pena, remorso ou medo. Você renunciou sua alma em troca de poder e não se arrepende disso. Atualmente está intrigado com o jovem Ryu e sua forma maligna, Evil Ryu, assim como você em sua idade, seria mera coincidência ou existe algo maior por trás dessa semelhança?

Lema: Agora, permaneça deitado!

Akuma como NPC

Akuma é um personagem muito, mas muito poderoso. Sabe o Tarrasque de D&D? É o Akuma em SF, na forma de Oni. Ele é tão poderoso que já derrotou seu mestre, seu irmão (mestre de Ryu e Ken), Bison e até um clone de Seth. Basicamente é isso que ele faz: fica sabendo de algum lutador extremamente forte, que possa lhe render uma boa luta, e o desafia, mas não para uma luta qualquer: para uma luta até a morte.

Seus código de honra como lutador só o faz lutar contra aqueles com quem quer testar sua própria força e a de seu openente, recusando-se a lutar contra oponentes mais fracos (considerando-os indignos). Ele só matará aqueles que forem tão fortes quanto ele próprio. Por ter matado seu irmão e mestre, Akuma está confinado em seu próprio código de guerreiro, não distiguindo amigo ou inimigo.

Assim, usar Akuma em suas crônicas exige muita cautela, pois pode representar a morte de algum dos heróis. Claro, que ele sempre pode decidir não matar o oponente por achar que ele não é digno, que deve viver como um fracassado, o que poderia render uma boa rivalidade. Se é que alguém consegue ser rival de Akuma por muito tempo…

Fontes: a ficha de Akuma foi extraída do suplemento Tempos de Glória da Shotokan RPG. A sua história foi montada a partir do The Street Fighter Plot Canon Guide, de sua história in-game em SF Alpha e SF4, de fragmentos na história de outros personagens, do anime Street Fighter Alpha: Generations e do filme Street Fighter: Assassin’s Fist. Este não é um personagem oficial da White Wolf

 

Guerreiros Mundiais