Arquivo da tag: eua

Lucia Morgan

FF3Lucia

Altura: 1.72m
Peso: 52kg
País: EUA
Nascimento: ?

Chefe da Unidade Especial de combate ao Crime (SCU em Inglês) de Metro City, Lucia é uma lutadora muito bem treinada e o braço-direito do prefeito Mike Haggar para manter o crime controlado na cidade após as duas primeiras Final Fights. No passado, ela foi amiga de Cody e chegou a defendê-lo quando foi preso – o que fez com que fosse acusada de corrupção. Após o incidente da prisão de Cody ser resolvido por Guy, Haggar e o próprio Cody, ela foi inocentada – com um depoimento do próprio Mike Haggar, na época ainda prefeito. Lucia é muito grata desde então.

Desde criança, Lucia tem uma estranha relação com fogo. Ela sempre gostou de calor, do Sol e das chamas. Após iniciar seu treinamento e receber de Cody dicas sobre como focar sua energia interior, Lucia aprendeu a manipular o elemento que sempre admirou. Ela lutou ao lado de Haggar, Guy e Dean na terceira Final Fight, derrubando a gangue Skull Cross.

Lucia luta apenas ocasionalmente em torneios Street Fighter (apenas se alguma missão assim o exigir), o que a leva a enfrentar adversários várias vezes inferiores a ela. A única derrota de Lucia em um torneio foi em uma luta contra Dean. Inclusive Lucia é amiga de outra Street Fighter, Chun Li, como prova algumas fotos delas se divertindo. Alguns especulam que seria uma relação de trabalho, uma vez que a chinesa é uma famosa detetive da Interpol, outros dizem que teriam sido companheiras de treino, uma vez que suas técnicas de chute são parecidas.

Interpretando Lucia: Você representa a lei, e tem que ser durona para isso. Haggar ajudou você no passado, e você quer retribuir mantendo limpa a cidade que ele lutou tanto para limpar, literalmente.

Aparência: Em combate, Lucia com certeza se veste de forma “ligeiramente” estranha para uma policial… com apenas um short jeans muito curto, um top azul e um colete marrom, além de luvas e botas. Ela mantém seu cabelo loiro curto para não ser usado como uma fraqueza contra ele em combates.

Lucia e Armas de Fogo

Como todo policial, Lucia possui vasto treinamento no uso de Armas de Fogo, o que se reflete em sua técnica com as mesmas (ao invés de listar todas as armas que ela sabe atirar, foi incluída uma técnica só em sua planilha para todas). No entanto, Lucia só usará esta técnica fora de combate e, ainda assim, em caso de extrema necessidade, como em tiroteios, por exemplo.

Lucia como NPC

Lucia é a principal encarregada do combate ao crime em Metro City, provavelmente mesmo depois de Haggar se aposentar, devido à sua excelente performance no cargo. Ela pode ser usada como líder em alguma missão de combate ao crime (Shadaloo talvez), ou como agente infiltrada no circuito para capturar algum foragido ou descobrir pistas de algum crime.

sfxt_lucia_morgan_by_repinscourge-d9kw1xe

* Fontes: sua história foi criada com base na adptaçãod e Final Fight feita pelo pessoal da Shotokan RPG e material do The Street Fighter Plot Canon Guide. Sua planilha foi retirada da mesma adaptação do site do Eric e levemente modificada por Fernando Jr da SFRPG Brasil.

Dean

FF3Dean

Altura: 197 cm
Peso: 91 kg
País: EUA
Nascimento: EUA?

Crônica em Final Fight 3: Um exímio lutador, Dean era apenas mais um Street Fighter no circuito mundial, até ser convidado a se juntar à gangue Skull Cross. Ele se recusou, e sua família foi massacrada. Em busca de vingança, ele se aliou a Guy, Haggar e Lucia para desmantelar a Skull Cross durante a terceira Final Fight. Inicialmente Haggar e cia. não sabiam quem ele era e se podiam confiar nele, mas com certeza sua ajuda foi de grande valia para limpar Metro City mais uma vez, principalmente porque ele sabia onde a gangue se escondia.

Após o fim da gangue, ele teve de aprender a viver uma nova vida e voltou ao circuito, encontrando nas lutas uma maneira de ganhar a vida e afogar as mágoas. Ele tem avançado rapidamente pelos postos, com seu domínio inacreditável sobre eletricidade e apresamentos destruidores. Dean é um grande candidato ao posto de Guerreiro Mundial. Rumores dizem que Dean não é completamente humano, e que seria um cibernético.

Interpretando Dean: Street Fighting é a única coisa que restou da sua vida após a morte de sua família, portanto você se dedica muito a isso. Provocar dor física aos outros é a sua forma de escapar da dor que causaram a você, mas sabe que nunca esquecerá seus familiares, e nem deseja isso, carregando sempre consigo uma pequena foto de dias felizes que não voltarão mais.

Aparência: Um homem alto, loiro, esguio e musculoso, vestindo calças, botas e uma camiseta regata branca. Seu cabelo está sempre espetado para cima. Sua expressão é geralmente fria, e seu olhar distante.

Dean como NPC

Dean é um street fighter amargurado que tem uma queda por fazer justiça. O Narrador pode usar resquícios da Skull Cross, os assassinos de sua família, para inclui-lo em alguma crônica, ou mesmo alguma injustiça semelhante. Pense nele como um Frank “Justiceiro” Castle no mundo de Street Fighter. Isso faria com que ele deixasse a equipe de Final Fight, uma vez que quando se busca vingança, às vezes estar do lado da lei mais pode lhe atrapalhar do que ajudar.

dean

* Fontes: história criada com base na adaptação de Final Fight feita pelo pessoal da Shotokan RPG e material do The Street Fighter Plot Canon Guide. A planilha foi criada pela equipe do site do Eric e levemente modificada por Fernando Jr da SFRPG Brasil.

Metro City

metro-city-stage

Metro City é uma cidade americana fictícia criada pela Capcom para a série de jogos Final Fight, pertencente ao mesmo universo de Street Fighter. Lar de grandes heróis das brigas de rua, e de grandes vilões também, pode se tornar palco de grandes aventuras em Street Fighter RPG.

Dados Gerais

Número de Habitantes: 8 milhões
Localização: ilha do estado de Nova Iorque
Cartões-postais: arranha-céus e pontes gigantes
Cultura: a mesma de NY, mas com mais crime
Diversidade Cultural: a mesma de NY.
Inimigos: crime, gangues, corrupção, drogas e terroristas

História e Geografia

Metro City é uma cidade construída por imigrantes de todos os tipos. Uma autêntica metrópole em um mundo globalizado. Com uma área costeira e um grande píer ao sul, teve o comércio marítimo como uma das principais influências na sua economia e civilização.

No entanto, se tem um mal que sempre assolou a cidade é o crime. E não falo apenas do crime oriundo das ruas, mas a corrupção que sempre tomou conta até mesmo da polícia, com líderes corruptos como Edi. EDave, e somente após vários anos de muita luta (literalmente) do prefeito Haggar é que conseguiu-se constituir uma Unidade Especial contra o crime na cidade, chefiada pela novata, porém honesta, Lucia Morgan.

Terra da Capcola, um refrigerante típico da cidade, possui conexões entre todos os seus distritos, seja pelas rodovias, pelo metrô, ou mesmo pelos túneis que interligam a cidade de ponta à ponta, sendo um exemplo em infraestrutura para toda a América.

Atualmente, Metro City é famosa pelo desenvolvimento de novas tecnologias na área de informática na Universidade de Metro City, por sua Unidade Especial de combate ao crimes altamente eficiente e pela grande quantidade de Street Fighters em sua rua, participando de torneios legalizados (da divisão Tradicional) no Kumitê de Artes Marciais.

Metro City tem como atividade econômica principal a indústria, e exporta através do porto para todo o país e até mesmo para o exterior. A indústria de maior destaque na cidade provavelmente é a petrolífera, embora a indústria automobilística também tenha recebido muita atenção na última década.

Cidadãos Famosos

  • Mike Haggar: ex-prefeito e ex-wrestler
  • Cody Travers: ex-justiceiro e atual foragido
  • Kyle Travers: irmão de Cody e aspirante a Street Fighter
  • Guy: ninja bushinryu
  • Maki Genryusai: filha do mestre bushinryu Genryusai
  • Zeku: mestre de Guy
  • Rena: irmã de Maki e noiva de Guy
  • Genryusai: pai de Maki e Rena, e mestre de Zeku, consequentemente mestre de Guy também
  • Carlos Myamoto: nissei espadachim
  • Lucia Morgan: chefe de polícia
  • Dean: justiceiro nômade
  • Mad Gear: principal gangue da cidade
  • Skull Cross: outra grande gangue

MetroCityMap

Locais Famosos

Casa dos Travers: no lado leste da cidade fica o lar de Cody e Kyle, os famosos irmãos Travers, embora após Cody ser preso, apenas Kyle continuou morando aqui.

Dojô Genryusai: Esse prédio de arquitetura oriental mesclada com ocidental, mas se mantendo em perfeita harmonia, é localizado na zona norte da cidade, mais especificamente no bairro chamado Japantown. Aqui vive Zeku, Genryusai, mestre do famoso Steet Fighter Guy – e também o 38º mestre de Bushin. Sua filha Maki também vive aqui com ele. Zeku treina pessoas na arte do Bushinryu Ninjitsu, mas atualmente não tem nenhum aluno particular – e nem pretende ter, já que Guy é o atual mestre Bushin. Ainda assim, talvez Zeku possa ensinar uma manobra ou outra para um valoroso guerreiro iniciante, principalmente em nome de uma causa maior.

Bushin é um sub-estilo de Ninjitsu, como o Shotokan é um sub-estilo de Karatê. Diferente do ninja padrão, um praticante de Bushinryu Ninjitsu não tem nenhuma ligação com clãs ninjas. O caminho do Bushin prega que a natureza deve se manter em equilíbrio, e que a injustiça deve ser combatida. Praticantes de Bushinryu Ninjitsu, portanto, têm uma forte tendência a se tornarem verdadeiros heróis. Existe apenas um mestre de Bushin a cada geração, e este mestre atualmente é Guy – que se tornou o 39º mestre após vencer seu sensei Zeku, o 38º. O mestre Bushin também é conhecido como Guerreiro Bushin ou Deus da Guerra Bushin.

Existe uma profecia antiga que afirma que, um dia, o mestre Bushin enfrentará uma força das trevas que ameaça a própria existência da humanidade. Rose, quando esteve em Metro City, teorizou que a profecia se referia a Guy destruir M. Bison ou Akuma. Até agora, nada ocorreu…

Metrô: As estações de metrô da cidade são exageradamente sujas, e parece não haver como mantê-las limpas – a população utiliza muito o metrô, para evitar o trânsito caótico, mas não parece se importar muito com a higiene do mesmo. O metrô de Metro City é ainda mais sujo que o da cidade de Nova Iorque. Algumas gangues se aproveitam da enorme quantidade de pessoas nas estações para executarem negócios ilícitos – essa prática era especialmente comum na época em que a Mad Gear dominava o crime local. O metrô é com certeza a melhor forma de transitar por Metro City, e um bom lugar para procura informação sobre gangues.

Baía: Servindo para a chegada e saída de mercadorias, a baía de Metro City é um lugar bastante movimentado… seja por atividades lícitas ou não. Agentes disfarçados da U.C.E. têm conseguido diminuir o tráfico de drogas e armas que chegava pela baía, obrigando os criminosos a buscar outras alternativas.

Aqui é onde Haggar monta sua oficina de barcos depois de se aposentar como prefeito, pós Final Fight 3, mais especificamente no Pier 15. Também nos arredores do Pier 15 ele montou sua academia de wrestling, a Mike’s Mat & Muscle.

Kumitê de Artes Marciais: localizado na cidade alta, esse é um dos lugares mais badalados de Metro City. Uma arena incrível, com lugares para muitos lutadores. Todas as lutas que aqui acontecem são televisionadas. Sodom luta aqui de tempos em tempos, embora as lutas que aqui acontecem sejam da divisão Tradicional. Sodom costumava avisar Rolento caso encontrasse lutadores especialmente habilidosos, mas perdeu esse hábito com o fim da Mad Gear e posterior prisão de Rolento.

Favelas: As favelas de Metro City formam um aglomerado em uma ponta da cidade. Projetos de urbanização têm sido aplicados nos últimos governos, mas as gangues fazem de tudo para evitar seu sucesso, já que aqui o crime pode reinar supremo.

Parque da Cidade: Um lugar tranqüilo durante o dia, freqüentado por famílias de todas as classes sociais. Conta com muitas áreas de lazer, um bosque e um lago. Durante a noite, porém, é um lugar muito perigoso, por não ter iluminação em algumas áreas. Embora o policiamento seja reforçado, muitos policiais são subornados para manter o parque um ponto de venda de drogas e reunião de marginais.

Campus Universitário: O campus da Universidade de Metro City é famoso por alguns fatores. A atividade criminosa aqui é quase nula, devido ao policiamento reforçado. Além disso, a quantidade de Street Fighters entre os estudantes é assustadora – é comum que os assaltantes é que sejam feridos! A Universidade produz alguns dos maiores técnicos em informática do país, além de ser o lar dos Titãs de Metro City, o melhor time de futebol americano da região.

final-fight-stage

Gangues Famosas

As gangues de rua são uma dura realidade nas vidas dos cidadãos de Metro City. Sejam aquelas formadas por fanáticos ou idealistas, ou mesmo aquelas formadas por simples marginais, essas gangues causam problemas de várias formas. A mais clara é o crime propriamente dito – a grande maioria das gangues está envolvida em assaltos, estupros, espancamentos, assassinatos, tráfico de drogas, armas e contrabando simples. As gangues também causam problemas indiretos. Guerras entre gangues, coisa bastante comum principalmente nas favelas de Metro City, causam mais fatalidades entre cidadãos inocentes que entre as gangues. E ainda existe o fato de que os confrontos da polícia (ou de Street Fighters) com as gangues muitas vezes deixa cicatrizes profundas em pessoas que nada tinham a ver com isso.
Abaixo, algumas das maiores gangues de Metro City.

  • Mad Gear: a maior de todas as gangues que Metro City já teve
  • Skull Cross: menor que a Mad gear, mas muito mais violenta
  • Polecats: uma pequena gangue de motoqueiros
  • Lobos: outra gangue de motoqueiros, muito violenta
  • Sliders: gangue de jogadores de hoquei

Metro City em suas Crônicas

Crônica em Slam Masters: Haggar está concorrendo a prefeito com o slogan “Lutando por uma Metro City mais segura!”. Ele consegue se eleger mas não resolve nada na época.

Crônica em Final Fight 1: tomada pela Mad Gear, que sequestra Jessica para forçar haggar a ceder ao seu controle. Haggar, Cody e Guy vão para as ruas chutar uns traseiros.

Crônica em Final Fight 2: aparentemente Mad Gear deixou a cidade para tomar o resto do mundo por alguma razão. O prefeito Haggar de alguma maneira achou tempo para saltar de país em país chutando bundas com Carlos e Maki.

Crônica em Final Fight 3: uma guerra de gangues explode e eventualmente a gangue Skull Cross vira a nova chefe do crime. haggar, com Lucia, Guy e Dean chutam bundas. A cidade fica em ruínas depois disso. Haggar deixa a prefeitura em 1992.

Crônica em Street fighter 4: a cidade está em reconstrução e parece haver um futuro mais tranquila para ela.

metro-city-alfa

Alex

alex


Altura: 1.95m
Peso: 111kg
País: EUA
Nascimento: 15/05/?

Alex é um lutador americano de Manhattan, Nova Iorque, que é órfão desde que perdeu seus pais ainda muito jovem. Ele foi criado e educado por sua nova família formada por Tom, que era o melhor amigo de seu pai, e Patrícia, a filha adolescente dele que é uma irmã para Alex.

Tom, um veterano aposentado do exército americano, possui uma academia de artes marciais próxima de sua casa onde Alex aprendeu tudo que sabe, desde as fundações do wrestling americano, táticas de combate das Forças Especiais e também onde construiu a sua montanha de músculos, que é realmente impressionante, tornando-o um lutador muito versátil e poderoso. Algumas de suas técnicas favoritas envolvem derrubar o oponente de cara no chão, sem que consigam tempo de reação.

Tom manteve contato com sua base militar mesmo após a aposentadoria e dizem, inclusive, que em seus tempos de serviço teria conhecido Nash e Guile. O fato é que por vezes ia até lá dar lições de combate como instrutor honorário e foi onde Alex realizou seus primeiros combates de verdade contra soldados anos mais velho que ele. Alex não decepcionou seu mentor que enfim autorizou que entrasse no circuito de lutas Street Fighter, para realmente pôr suas habilidades à prova e um dia se tornar mais forte que seu mentor.

Crônica em Street Fighter 5: Alex estava envolvido em suas tarefas rotineiras de consertar seu trailer quando foi sequestrado pela Shadaloo para participar de experimentos de combate conduzidos por FANG. Ao que parece a Shadaloo criou uma sala de realidade virtual com robôs e hologramas que imitam com perfeição a força e técnicas dos mais famosos lutadores do planeta e Alex seria sua cobaia. Alex lutou para sair do cativeiro e por algum motivo desistem de mantê-lo preso e devovlem-no a liberdade. Alex acorda em casa com uma cicatriz no rosto e algumas lembranças. Patrícia lhe avisa que chegou um convite de Tom. Seria um torneio para ele participar?

Aparência: Alex é muito alto e um indivíduo muito musculoso também. Com um longo cabelo loiro, um macacão camuflado com as tiras soltas, luvas sem dedos, botas de combate e uma bandana vermelha para que o cabelo não caia nos olhos. Ele pinta-se como um soldado, com marcas vermelhas nas bochechas e nos ombros.

Interpretando Alex: você por vezes é grosseiro e abrasivo, o que às vezes lhe causa problemas; com seu temperamento violento que às vezes irrompe em explosões de fúria extrema, especialmente se machucarem as pessoas que ama. Você é muito direto e odei meias palavras, especialmente no que diz respeito às suas habilidades. Às vezes deseja provar a si mesmo que pode fazer algo que vai além das suas capacidades, o que o coloca em perigo. Apesar disso, você possui um lado gentil que somente é conhecido pelos mais próximos como Tom e Patrícia.

Lema: “Ok, vamos começar!”

Alex como NPC

Alex deseja testar a sua força no circuito Street Fighter, então é comum vê-lo participando de torneios mundo afora. Ele é agressivo, pavio-curto e gosta de desafios, o que o põe em confusões frequentemente, o que facilita o trabalho do Narrador que desejar utilizá-lo em suas crônicas.

sf5-alex

Guerreiros Mundiais

* Fontes: personagem não oficial da White Wolf. Planilha originalmente criada por Matt Meade da SFRPG.com com base nas estatísticas e movimentos de Alex em SF3, posteriormente modificada por Fernando Jr, da SFRPG Brasil com base em SF5. Sua história foi escrita por Fernando Jr com base em dados presentes nos games SF3 e SF5 bem como material do The Street Fighter Plot Canon Guide.

Charles “Charlie” Nash

charlie-nash-sf5


Altura: 1.86m
Peso: 93kg
País: EUA
Nascimento: 01/11/1962 (30 anos em SF Alpha)

Um patriota e dedicado soldado, a dedicação de Charles Nash para com seus país é muito maior do que de muitos soldados do exército americano. Sempre buscando terminar o seu trabalho e um homem maleável, Charlie é um veterano da unidade das Forças Especiais da USAF (United States Air Force – Força Aérea dos Estados Unidos) e é muito conhecido por ensinar muitas técnicas a muitos novatos, já que é mestre em diversas artes marciais. Foi assim que conheceu Guile.

Quando Guile entrou na USAF ele já era um bom lutador. Mas bons lutadores não são o bastante para Charlie que o moldou no guerreiro que é atualmente. Os dois nutriam uma amizade e rivalidade semelhante a de Ryu e Ken, um sempre tentando superar o outro. Certa vez Guile foi capturado em uma missão que fazia, Charlie sem pensar duas vezes foi resgatá-lo assim que soube do ocorrido. Com extrema perícia, Charlie se infiltrou na base onde Guile era mantido cativo e o salvou da morte certa. Guile ficou em dívida com seu amigo para sempre.

Sempre portando seus óculos e fumando de vez em quando, foi um exemplo a ser seguido no exército e um homem esperto também. Exímio lutador, chegou a vencer o campeonato americano de artes marciais certa vez.

Crônica em Street Fighter Alpha: Nash estava perseguindo pistas de um sindicato criminoso que estava distribuindo drogas para certas tropas na sua divisão, e impressionou-se com o fato de que seus superiores disseram-no para parar de meter o nariz onde não era chamado, que era apenas alguns punks cheirando. Nash decidiu continuar investigando e descobriu o nome do sindicato: Shadaloo. Ele e Guile se infiltraram em uma base na Venezuela e conseguiram rastrear o centro de distribuição no meio da selva. Tudo parecia ir bem até que de repente Charlie e Guile foram capturados no meio da tarefa e esperavam a punição a qualquer minuto. Entretanto, Charlie não era do tipo que sentava e chorava. Ele buscou soluções. Ele e Guile arrumaram uma forma de escapar da prisão devido a seu treinamento e se separaram, Guile deveria chamar reforços e Nash ganhar tempo pra eles. Charlie secretamente seguiu os passos do líder da organização e escondido nas sombras para evitar ser pego dessa vez, confrontou o homem chamado Bison. Nash bem que tentou derrotar Bison, e teria conseguido, não fosse sua surpresa quando o helicóptero das Forças Armadas que seria o reforço chegou, começou a atirar…nele! Para sobreviver Nash teve de simular uma queda em um penhasco que teria matado um homem normal, deixando para trás apenas suas dog tags que Guile acharia depois investigando o local.

Ao que parece Bison possuía espiões no exército americano e assim conseguia informação sobre suas operações. Charlie descobriu isso mais tarde, enquanto se recuperava dos ferimentos nas sombras, com todos achando que ele havia morrido. Ele próprio achou que tinha morrido, pois não se lembrava do que acontecera após cair no penhasco. Imagens do ditador em sua cabeça não lhe deixam dormir direito. Nash conhece Chun Li e os dois rebeldes decidem unir forças em um ataque contra a Shadaloo, um ataque não oficial, uma vez que Nash não confiava mais no exército. Ele rouba armas, equipamentos e até mesmo um caça e isso faz com que a Força Aérea envie Guile atrás dele. Ao invés de prendê-lo, juntos decidem fazer uma investida não-oficial contra a base do tirano, uma vez que não se podia confiar no exército para isso.

Juntos, eles invadem a base da Shadaloo e Chun Li fica encarregada de plantar os explosivos enquanto Charlie e Guile vão enfrentar Bison, conseguindo fazê-lo recuar. No entanto, Bison usando do poder do Psycho Drive fica mais forte do que nunca e Nash entende que a única maneira de matá-lo e explodindo ele juntamente com a base, mas para isso ele fica para trás segurando o vilão enquanto Guile e Chun Li conseguem fugir a salvo. A base explode sem deixar vestígios, nem mesmo um corpo, o que faz Guile acreditar que seu amigo ainda esteja vivo e jurar vingança contra a Shadaloo.

Crônica em Street Fighter 5: Nash foi encontrado por Urien e os Illuminati fizeram de tudo para trazê-lo de volta à vida, tendo sido necessário realizar alguns implantes cibernéticos em seu corpo para substituir tecidos perdidos, mas o mais importante ainda estava lá: a vontade de fazer justiça faíscando nos olhos do ex-soldado.

Aparência: Charlie possuía uma aparência limpa e asseada, principalmente seu cabelo estiloso, mantido em um grande topete à frente do rosto, cuidadosamente “esculpido” à base de muito spray pra cabelo. Charlie é tão vaidoso que utiliza óculos, mesmo não possuindo deficiência visual, apenas por se achar bonito com eles. Após sofrer algumas cirurgias para sobreviver aos ferimentos da explosão da base da Shadaloo, Nash possui alguns tecidos sintéticos costurados ao seu rosto e braço, bem como outros implantes não visíveis, o que o deixou com uma aparência bem “Frankstein”.

Interpretando Charlie: você é vaidoso e convencido. Sabe que suas habilidades de combate são extraordinárias e acha que ninguém no mundo se equipara a você na arena. Costuma agir de forma imprudente simplesmente porque você sempre dá um jeito e resolve os problemas mais críticos com sua experiência de anos como militar e como lutador do submundo de lutas ilegais. Você nutre grande carinho por Guile, considerando-o como um irmão menor ou algo assim, estando sempre pronto a dar sua vida por ele e lhe ajudar no que for preciso. Após os últimos incidentes, não confia mais em ninguém, mesmo nos seus salvadores, e apenas quer vingança.

Charlie parece um zumbi, não raciocinando direito e apenas com sua missão de matar Bison em mente. Qual as reais intenções dos seus salvadores ou o destino reservado para Charlie, ninguém sabe até o momento, mas ele não parece ter muito tempo de “vida” restante.

Lema: Você tem talento. O Tio Sam poderia utilizá-lo.

nash-sf5

Charlie como NPC

Desde a época de Street fighter Alpha, Charlie está obstinado em sua missão de livrar o mundo da corrupção, tanto a interna nas forças armadas quanto a organização que a corrompeu, Shadaloo. Sua cruzada não envolve aprimoramento, torneios ou qualquer outra coisa que não seja fazer justiça com as próprias mãos. Ele só participará de um torneio se for para pegar alguém da Shadaloo, se for para conseguir uma pista sobre Bison, ou no máximo para salvar Guile ou algum amigo de outra enrascada. Em Street Fighter 5 ele está ainda mais obstinado, beirando a loucura.

Agente Shadow

Algumas fontes especulam (nada oficial, a menos que o Narrador decida assim em sua crônica) que entre Street Fighter Alpha 2 e Alpha 3, enquanto todos achavam que Nash estava morto, ele teria sido encontrado pela Shadaloo e sofrido uma lavagem cerebral, sendo controlado psiquicamente por M. Bison através do Psycho Power. Durante alguns meses, período em que Nash não se lembra de nada, ele teria agido pelo codinome de Agente Shadow (Sombra), um soldado impiedoso à serviço da Shadaloo, assim como Killer Bee. Sua aparência seria a mesma, porém com os olhos esfumaçados, a pele mais escura (quase negra) e faíscas de energia psíquica saindo de seu corpo quando luta, inclusive afetando a aparência dos seus golpes Chi.

Esse “personagem” apareceu originalmente na série de crossovers da Marvel com a Capcom, sendo um personagem jogável secreto, e depois novamente nos quadrinhos de Street Fighter feitos pela Udon. As falas do Agente Shadow são frias e robóticas, ele somente atende ordens de M. Bison e luta para matar, sendo seus alvos inimigos da Shadaloo. Como mostrado nos quadrinhos, a lavagem cerebral não é perfeita e às vezes Shadow tem de voltar para o laboratório passar por novas sessões para “renovar” os efeitos. Ao que parece algo aconteceu em algum momento e Bison perdeu o controle sobre ele, recobrando a consciência original de Charles Nash mas sem lembrar do que fez, exceto em sonhos.

Como dito anteriormente, o Narrador tem a palavra final sobre a existência ou não do Agente Shadow em sua crônica. Apenas adicione o Antecedente Único Psycho Power 1, reduza sua Honra a 0 e lhe dê a manobra Psychokinetic Channeling na planilha de Nash em Street Fighter Alpha e voilá! Agente Shadow pronto.

Charlie como Sensei

Na época de Street Fighter Alpha (e até mesmo antes disso), Nash era um famoso instrutor de artes marciais na Força Aérea, tendo instruído dezenas, se não centenas de combatentes. Alguns deles, como o oficial Guile, tiveram grandes ganhos em suas habilidades de combate sob os treinos de Nash, um Sensei 4 especialista nas técnicas do Sonic Boom (que ele consegue fazer com uma mão apenas e, segundo as lendas, até com os pés) e do Flash Kick. Dependendo da época em que a crônica ocorrer, personagens das Forças Especiais que atuem nos EUA poderiam ter sido instruídos (ou estar sendo) por ele.

Charlie e Armas de Fogo

Assim como qualquer oficial das Forças Armadas Nash possui vasto treinamento em armas de fogo, representadas por esta técnica na sua ficha (use-a para qualquer tipo de arma de fogo). Obviamente Nash não usaria uma arma de fogo fora de uma guerra ou missão que assim o exigisse, mas caso seja necessário empunhar uma bazuca para derrubar um caça da Shadaloo, ele é o cara apto a fazê-lo!

*Fontes: planilha e história original criada por Eric Musashi da Shotokan RPG. Modificações feitas por Fernando Jr da SFRPG Brasil com base no The Street Fighter Plot Canon Guide e acontecimentos in-game na série Alpha e 5. Também foram adicionadas algumas “pitadas” dos quadrinhos da Udon, principalmente sobre o Agente Shadow.

charlie-nash

Guerreiros Mundiais


Sensei

Mike

sf5-mike


Altura: 1.96m
Peso: 103kg
País: EUA
Nascimento: ?

Mike nasceu e cresceu em um gueto americano. Desde pequeno sempre foi fã de lutas, tendo ingressado no Boxe profissional ainda jovem, tornando-se em poucos anos um campeão de sua categoria. Mas apesar de Mike ter grande força em seus punhos, uma grande velocidade e uma tremenda habilidade para derrubar oponentes com seu primeiro ataque, Mike não gostava de Boxe Profissional. Ele odiava ser limitado por regras, para poder usar truques baixos como chutar ou bater abaixo da cintura.

Mike gostava bastante de luta de rua e ao sair do circuito profissional de Boxe (alguns dizem que ele foi expulso por ter matado alguém) ele passou a levar uma vida como capanga, espancando pessoas por dinheiro e protegendo entradas de bares e boates. Mike gosta de ver seus oponentes sangrarem, e também gosta de apostar em suas lutas.

Crônica em Street Fighter 1: Ele era tão confiante em suas habilidades que entrou no primeiro Torneio Mundial Street Fighter, organizado por Sagat, pensando que seria o melhor. O que ele não sabia era que o mundo era grande para um boxeador americano comum e ele ficou surpreso com o quão mal ele se saiu. Aparentemente perdendo todo seu dinheiro nas apostas que fez em si mesmo no torneio (e nos processos judiciais contr a federação do boxe), Mike está na miséria, lutando e aceitando qualquer quantia para poder sobreviver.

Crônica depois de Street Fighter 1: Mike possui uma irmã mais nova que está hospitalizada, e ela é o único motivo para Mike continuar lutando. Ele fará tudo que for possível para ajudá-la, até mesmo entrar na Shadaloo se surgir alguma oportunidade.

Aparência: Mike é um afro-americano de 1,96m e 103Kg. Ele se veste com roupas comuns, normalmente calças jeans e camisetas. Mike usa seu cabelo baixo (máquina 1 provavelmente) e tem uma cara de mal-encarado. Ele é extremamente musculoso e luta na posição tradicional do Boxe, com os punhos na altura do queixo.

Interpretando Mike: você é grande e forte, e exige respeito por isso. Você luta jogando sujo, pois o que importa para você é vencer, tendo inclusive já matado para poder ganhar e fará de novo se for necessário. Você ama sua irmã e ela é sua razão de viver atualmente, se você precisa de dinheiro para salvá-la e fará de tudo para sair da miséria e juntar a grana necesária.

Mike como NPC

Mike precisa de grana. Ele pode ser usado em torneios onde esteja valendo algum dinheiro, ou até mesmo como capanga de alguém. O fato é que ele só luta no momento por grana para o tratamento de sua irmã.

mike

*Fontes: este não é um personagem oficial da White Wolf. Sua história foi tirada do site Street Fighter Website e sua planilha foi originalmente desenvolvida por Eric, da Shotokan RPG. Não sabe-se muito na verdade sobre Mike, então este post está cheio de fillers dos autores originais.

Rolento F. Schugerg

rolento-sf4




Altura: 1.80m
Peso: 81kg
País: EUA
Nascimento: 22/12/1955 (40 anos em SF4)

Rolento F. Schugerg nasceu alemão mas cresceu nos EUA, tendo sido membro do esquadrão dos Boinas Vermelhas, atuando em território nacional e internacional. Rolento era tão eficiente e fiel ao seu esquadrão, que foi designado mais tarde para fazer parte de uma agência secreta alemã, a Stasi, atuando na europa ocidental. Entretanto, anos depois Rolento foi exilado e mandado de volta aos EUA, por volta de 1980, tendo trabalhado desde então como mercenário em diversos países da África, América Central e do Sul.

Crônica em Final Fight 1 e 2: Com o tempo Rolento acabou tornando-se corruptível, frente ao que sua pátria fez com ele. Passou a trabalhar controlando rotas de tráfico de drogas na Colômbia até os EUA, mais especificamente para Metro City, cidade onde passou a fazer parte da organização criminosa Mad Gear. Rolento era um líder nato e em pouco tempo Metro City estava completamente dominada, a despeito dos esforços do prefeito Mike Haggar. Rolento era o responsável pela fábrica de cocaína em Metro City, e apesar de todos saberem de sua posição, a polícia local era corrupta demais para agir.

Crônica em Street Fighter Alpha: Em 1984 sua fábrica em Metro City foi fechada devido à intervenção dos justiceiros Guy, Cody e Haggar, o que abriu uma nova rota comercial de drogas para a Shadaloo na cidade, que se alastrava pelo mundo na mesma época. Com o fim da Mad Gear na mesma época, Rolento fugiu e passou a refletir sobre o propósito de suas ações, e decidiu formar uma nova Mad Gear com ideais de instaurar uma ditadura militar que pudesse resolver todos os problemas de sua nação.

Rolento passou a viajar pelo mundo buscando lutadores para formar uma nova Mad Gear, ainda mais forte. Ele precisa de muitos recrutas para formar um verdadeiro exército que imporá respeito pelo medo, e consequentemente ordem em um mundo caótico. Ele tentou recrutar inclusive, os heróis que o derrotaram anteriormente, Guy e Cody, mas o primeiro era honrado demais para se juntar a ele e o segundo estava corrompido a ponto de não ter valor algum no exército da salvação de Rolento. Ele precisa de fortes aliados, assim como seu amigo Sodom, para que reúnam um poderoso exército.

Rolento consegue seu armamento e para seu exército através de laços comerciais que possui com a Shadaloo, organização que ele estuda a fim de encontrar um ponto fraco, visto que eles são um empecilho aos seus planos de ordem. Apesar de seus desejos, Rolento não concorda com a motivação e meios utilizados por Bison para a dominação global, o que o leva a não entrar para a sinistra organização do ditador. Em seu exército, treina jovens soldados, ensinado-os impiedosamente, inclusive com punições físicas.

Crônica em Street Fighter 4: Rolento ouve falar da famigerada corporação SIN e de seus projetos bélicos, que poderiam ser muito melhor utilizados em suas mãos, para seu sonho de nação militar. Ele fica sabendo do torneio promovido por Seth através de um de seus subordinados, e juntos, rumam para a base da SIN onde está acontecendo o torneio para tomar seus armamentos por bem, ou por mal! Ao que parece, Sodom deixou seu amigo uma vez que seus objetivos estão muito distantes um do outro.

Aparência: Rolento é um homem alto, com 1,80m e 81Kg. Ele está na faixa dos 30 e poucos anos e tem um olhar sombrio. Possui uma grande cicatriz no rosto e mantém o cabelo sempre muito curto. Rolento veste-se como um oficial militar, com quepe e sempre portando armas de fogo e armas brancas. Costuma carregar sempre consigo um cajado que ele utiliza como arma na maioria de suas lutas como street fighter (já que armas de fogo não são permitidas no circuito).

Interpretando Rolento: você é um militar durão, obcecado e fanático. Fará de tudo para por seus planos em prática, evitando apenas ligações com quem não lhe é de valia alguma, como Cody ou com quem tenha métodos que você não concorda, como Bison. Você é impiedoso e extremamente exigente com seus subordinados, que o respeitam cegamente.

Lema: Me desafiar é desafiar um exército!

Armas de Rolento

Rolento tem como estilo principal o seu treinamento nas Forças Especiais, porém, ele é extremamente habilidoso na luta com bastões, Bojutsu, tendo acesso a todas as manobras deste estilo. Quando luta em torneios, Rolento utiliza somente seu bastão nos combates, que possuem os modificadores tradicionais vistos em Lutando com Bastões. Já quando está em missões, Rolento utiliza uma série de armas, incluindo facas, pistolas, granadas e cabos de aço para estrangulamento!! Consulte o post Armas de Fogo para conhecer as demais armas que ele pode usar.
rolento-forcas-especiais

Guerreiros Mundiais

* Fontes: este não é um personagem oficial da White Wolf. Sua planilha foi criada por Eric da Shotokan RPG para o suplemento Tempos de Glória, posteriormente adaptada por Fernando Jr, da SF RPG Brasil. Sua história é baseada em acontecimentos in-game nos games SF Alpha e SF4 e com base no The Street Fighter Plot Canon Guide.

Mike Haggar

haggar





Altura: 2.02m
Peso: 122kg
País: EUA
Nascimento: 03/09/1941 (46 anos em Final Fight 2)

Mike Haggar é um ex-lutador de Luta-Livre que há anos deixou os ringues da AWF (American Wrestling Federation), primeiro para se dedicar à administração de sua querida Metro City e em seguida para montar sua própria academia e oficina.

Crônica em Slam Masters 1 e 2: Durante sua juventude, Haggar foi lutador profissional, tendo obtido diversos títulos em torneios como o famoso Slam Masters. Poucos sabem mas Haggar competiu em torneios de rua antes mesmo de Sagat organizar o 1º torneio mundial. Mas isto foi antes da criminalidade tomar conta de sua cidade natal.

Com o fim de sua carreira como lutador, Haggar candidatou-se a prefeito de Metro City. Com a sua popularidade e carisma, foi fácil para Haggar vencer as eleições, e afinal de contas, não havia muita gente interessada em um cargo tão perigoso…Naquela época, Metro City estava sendo assolada por diversas gangues menores sob ordem de uma facção criminosa conhecida como Mad Gear e Haggar foi obrigado a tomar providências.

Crônica em Final Fight 1: No entanto, até mesmo a polícia, sob comando de Edi E. e Dave, estava corrompida nas mãos de Belger, líder da Mad Gear e seus comparsas. Haggar começou a rechaçar as atividades criminosas da forma que podia, atrapalhando as operações da Mad Gear.

Porém, Haggar era um bom homem e todo bom homem possui fraquezas. Sua única filha, Jessica (fruto do amor com sua falecida esposa, Nancy), foi sequestrada pela gangue que pensava em utilizá-la como chantagem para tirar Haggar de circulação. Entretanto, Haggar juntou-se com seu genro, Cody, e com seu melhor amigo, Guy, para invadirem um a um, os covis da Mad Gear e resgatar Jessica onde quer que ela estivesse.

Juntos, Haggar, Guy e Cody travaram inúmeras batalhas para livrar a cidade do crime e da corrupção, até a Batalha Final contra Belger.

Crônica em Final Fight 2: Com a derrota da Mad Gear e a fuga de seus líderes, a cidade pode respirar aliviada por um tempo. Ela mostrou novamente suas garras sequestrando a esposa de Guy, Lena e o mestre de seu mestre, Genryusai. Impelido a ajudar seu amigo novamente, Haggar juntou-se a seu amigo Carlos e Maki, cunhada de Guy (o ninja estava fora da cidade treinando), em um novo embate contra uma nova Mad Gear e seu líder, Retu. Esta organização possuía tentáculos mais compridos, levando os heróis a embates em diversos lugares do mundo, até conseguirem pôr abaixo a organização de uma vez por todas.

Crônica em Final Fight 3: Como atitude extrema, Haggar desenvolveu uma unidade especial de combate ao crime, liderados por Lucia e Dean, dois ferozes guerreiros. Bem a tempo, pois para substituir a Mad Gear, uma gangue chamada Skull Cross chegou à cidade e foi rapidamente rechaçada por esta nova unidade sob ordens de Haggar.

Depois de seus mandados como prefeito, Haggar aposentou-se de vez dos ringues, mantendo uma oficina de barcos, a “Mike’s Maritime Maintenance” e uma academia  de Luta-Livre “Mike’s Mat and Muscle”, onde ele ensina Luta-Livre à nova geração. Dois grandes lutadores, do tempo em que lutava no Slam Masters, treinam com ele: Lucky Colt e Aleksey Zalazof.

Aparência: Mike Haggar é um senhor de meia idade um pouco diferente do normal: Mike possui 2,02m e cerca de 120Kg de puro músculo! Sim, ele é grande e intimidador, mas um amigo leal e muito carismático. Haggar mantém a décadas seu bigode típico e o cabelo bem cortado. Na época em que praticava Luta-Livre profissional, Haggar utilizava uma calça verde com suspensórios e botas, com uma regata ou sem camisa.

Interpretando Haggar: você já foi um grande guerreiro, mas agora só quer curtir sua aposentadoria dos ringues. Você fez e ainda faz, tudo que pode para manter a ordem e justiça na sua cidade do coração, Metro City. Você ainda mantém laços com Guy e Cody, embora este último lhe dê muitas dores de cabeça. Atualmente você ajuda-o cuidando de seu irmão menor, Kyle e ensinando-o alguns golpes em sua academia. Você ainda mantém a força de outrora, mas evita usá-la.

HaggarWinPose

Haggar como Sensei

Ensinar luta-livre e consertar navios tem se tornado suas principais atividades, agora que a cidade está calma e com o circuito Street Fighter em franca ascensão, muitos alunos vem procurá-lo para serem ensinados pelo Sr. Slam Masters! Haggar é um Sensei 5 quando o assunto é wrestling e ele tem um bom faro para novos profissionais do ramo.

Haggar como NPC

Atualmente (pós-Final Fight 3) Mike não luta mais, cuidando apenas de sua mecânica e sua academia. Não tem mais grandes ambições como lutador, tendo conquistado os maiores títulos de seu estilo na sua juventude. Reserva-se no direito de sua merecida aposentadoria. Talvez a única coisa que lhe pudesse tirar do sério seria alguma guerra de gangues eclodir novamente em Metro City ou o pedido de ajuda de algum de seus antigos amigos.

* OBS: este não é um personagem oficial da White Wolf. Ele foi construído com base no personagem homônimo da série Final Fight (que pertence ao mesmo mundo de Street Fighter), sendo sua história sendo proveniente do The Street Fighter Pot Canon Guide e sua planilha foi construída por Willians Jorge, do Fórum da Burning Spirits.

haggar-full


Sensei

Poison Kiss

poison-sf4


Altura: 1.75m
Peso: 52kg
País: EUA
Nascimento: 07/12/????

Poison Kiss provavelmente não é o nome real desta garota. Até porque, até onde se sabe, ela pode também não ser uma garota. Rumores dizem que seu nome real pode ser Billy, um punk de Metro City que teria trocado de gênero. Mas podem ser apenas rumores, quem sabe?

De qualquer forma, sabe-se que Poison se viu orfã desde pequena (vamos tratá-la no feminino, ok?!). No orfanato, em Los Angeles, ficou amiga de Roxy, outra orfã a quem considera irmã. As duas eram tão ligadas que usavam as mesmas roupas e corte de cabelo, mudando apenas a cor, que cada uma tingia de um jeito (rosa e laranja, geralmente).

Na adolescência, Poison e Roxy deixaram o orfanato para cair nas ruas, em uma cidade infestada pela criminalidade, onde a única chance de se dar bem era se juntando à alguma gangue. E elas fizeram a escolha certa de gangue: Mad Gear, ao menos para a época.

Crônica em Final Fight 1: Trabalhando durante anos para Belger, era função de Poison e Roxy enganar possíveis inimigos, acostumados com os valentões típicos, com seus corpos voluptuosos. A aparência de ‘piriguetes’ fazia com que os oponentes baixassem a guarda, para serem nocauteados pelas garotas, que lutavam muito bem aliás (tão bem quanto um homem!), com um estilo totalmente criado nas ruas: um pouco de técnica de luta-livre, acrobacias e muita briga de rua, da mais feia possível, cheia de golpes sujos, incluindo chicotadas.

Nesta época Poison comprou seu apartamento em Metro City, com quem vive só com seu gato, quando não está viajando.

Crônica em Street Fighter 4: anos mais tarde, com a queda da Mad Gear nas mãos do time de Final Fight, Poison decidiu largar o crime e se dedicar ao mundo das lutas ilegais (!!) para ganhar dinheiro. Rapidamente descobriu que seria mais rápido ganhar dinheiro agenciando bons lutadores do que lutando diretamente (e menos perigoso também), e por isso tratou de convidar seu antigo companheiro de gangue, Hugo, para juntos formarem um time de luta-livre.

Seu sonho é criar uma liga de luta-livre com reconhecimento mundial, como na época da famosa CWA, e ficar rica com isso.

Aparência: transgênero ou não, Poison ao menos aparenta ser uma estonteante mulher com longos cabelos coloridos, seios fartos e curvas invejáveis, com não mais que 30 anos (embora ela jamais diga sua idade). Descobriu desde cedo que lutar era uma boa maneira de se manter em forma, e isso lhe fez muito bom porque Poison está com a saúde em dia!

Ela veste-se sempre de maneira sensual, abusando de decotes, shortinhos, barriga de fora e sempre, mas sempre, de salto alto, bem ao estilo ‘piriguete’. Para completar o aspecto provocador, é comumente vista de quepe, com algemas na cintura e um chicote curto em mãos, daquele tipo usado por sado-masoquistas!

Interpretando Poison: você é violenta, sensual, provocante e dominadora, sempre mandando em todo mundo ao seu redor. Gosta de usar a sensualidade a seu favor, bem como sua força, quando necessário. Street fighting pra você é um negócio, embora ocasionalmente divirta-se surrando alguém com seu chicote.

Você não fala do seu passado, e principalmente, da sua sexualidade, mantendo sempre o mistério sobre sua história.

Lema: Vamos nos divertir…

poison-kiss

Poison como NPC

Poison, e seu parceiro Hugo, estão sempre à procura de fortes lutadores para se juntarem à eles. Com isso em mente, é fácil arranjar plots de aventuras onde os dois se encaixem.

Poison e Hugo viajam pelo circuito Street Fighter, geralmente com Hugo lutando (embora Poison seja uma excelente lutadora) e ela caçando talentos nos torneios. Se ela notar que algum dos heróis é muito forte, poderá querer agenciá-lo.

Poison como Empresária

Poison é uma empresária de nível 2 (ou 3, dependendo da vontade do Narrador). Não tem muitos recursos, mas muitos contatos no submundo. Violenta e indisciplinada, é o tipo de empresária que se mete inclusive nas lutas dos seus agenciados e poderá querer punir fisicamente alguém que traga prejuízo ao seu negócio.

Ela possui predileção por lutadores de luta-livre, como seu campeão Hugo, mas pode abrir exceções.

O Chicote de Poison

O chicote de Poison é uma arma branca que pode ser extremamente dolorida quando usado em combates, usando a técnica Chicote presente na sua planilha e os modificadores abaixo em suas manobras básicas Chicote Jab, Chicote Strong e Chicote Fierce.

A prática fez com que Poison aprendesse a golpear o ar tão fortemente com seu chicote que a corrente de ar golpeia o oponente à distância, como o Sonic Boom de Guile, o que é surpreendentemente eficaz contra os menos avisados. Esse golpe não pode ser utilizado se ela não estiver portando o chicote, e ele usará a técnica Chicote + Força de Poison ao invés de Foco + Inteligência,  para calcular o dano, bem como a Destreza para calcular a velocidade ao invés do Raciocínio, como seria normal em uma manobra de foco.

Como é um chicote muito curto, seu alcance não muda em relação a um soco normal.

Modificadores: Velocidade +0, Dano + 1, Movimento +0

A polêmica de Poison

Existe muita discussão e contradições a respeito da sexualidade de Poison. A maioria das fontes japonesas citam que Poison é uma transsex. Quando o jogo Final Fight foi para o ocidente, em uma época que storylines não eram lá grande coisa, os americanos teriam achado que era uma garota e por isso decidiram trocar seus sprites por Billy, um punk genérico, com medo de represálias feministas.

Assim como no problema com os nomes dos chefes de SF2, acabamos tendo duas versões de Poison: no Japão ela é considerada até hoje uma transex, enquanto que na América, é uma garota, o que nos leva a um meio termo que seria alguém que trocou de gênero, sendo ela hoje, uma garota.

Ainda assim, dentro de crônicas de SF RPG, o Narrador é a autoridade sobre este assunto (se Poison é ou não uma garota), assim como Yoshinori Ono, produtor de SF4, disse certa vez: ela é o que os jogadores quiserem que ela seja.

poison-polemica

Guerreiros Mundiais

Empresários

* Fontes: este não é um personagem oficial da White Wolf. Sua planilha foi criada por Matt Meade da SFRPG.com e sua história por Fernando Jr, da SFRPG Brasil, com base no The Street fighter Plot Canon Guide e nos acontecimentos in-game da série Final Fight e Street Fighter 4.

Balrog

balrognobg




Altura: 1.98m
Peso: 102kg
País: EUA
Nascimento: 04/09/1968 (27 anos em SF4)

Balrog cresceu nas ruas do Harlem. Ele sabia que as duas únicas maneira de sair do Harlem eram dar muita sorte ou lutar até conseguir sair. Escolheu a segunda opção. Todo dia, após a escola, ele ia a aulas de Boxe na academia local. Não levou muito tempo para que os treinadores vissem seu potencial. Balrog tinha tudo o que era necessário para se tornar um campeão, e eles iriam cuidar para que ele chegasse lá.

As competições eram fáceis demais. Balrog dominava seus adversários do início ao fim das lutas. Quando não estava lutando, estava treinando. Ele sabia que títulos mundiais não crescem nas árvores, e queria estar pronto para quando surgisse a chance de entrar nas lutas com grandes prêmios em dinheiro, Em pouco tempo Balrog estava fora das ligas amadoras, lutando por prêmios maiores. Ele provou ser o mais novo astro do boxe e rapidamente  escalou as posições das associações do Boxe profissional.

Finalmente, Balrog recebeu uma luta pelo título mundial – sua grande chance de provar para todos que era o melhor do mundo. Ele entrou no ringue como um tigre enjaulado. Impressionou todo mundo com seu jogo de pés no estilo de Ali e seus ganchos a Joe Lewis. O campeão não sabia o que fazer com este garoto que parecia ter uma reserva inesgotável de energia e um direto de direita que parecia um trem expresso.

No quinto round Balrog tinha o campeão nas cordas, mas ele queria o nocaute. Sua chance só chegou no sexto round. Ele saiu do seu canto e partiu pra cima do campeão com tudo que tinha no seu arsenal. Pegou-o com um esquerdo de surpresa, atordoando-o. Balrog sabia o que fazer em seguida. Recuou por inteiros cinco segundos e então desferiu o maior gancho de direita da história do boxe. O soco reverberou por sobre a aclamação da multidão. Antes do campeão atingir a lona, Balrog sabia que verdadeiramente era o maior de todos.

No início, ser o campeão não afetou Balrog. Ele treinava regularmente, mantinha a mesma equipe que o tinha levado até onde estava. Continuou a lutar e até fez alguma publicidade para ganhar um dinheiro extra. Então deu seu primeiro passo em falso.

Uma grande organização de lutas se aproximou com promessas de alargar os horizontes de sua carreira; tudo o que precisava fazer era demitir sua antiga equipe. Isto não foi problema. A organização então disse que Balrog podia treinar menos e ter mais tempo livre, o que ele adorou. Seu novo apoio marcava apenas lutas que Balrog podia vencer, e dava grandes festas após cada luta.

Uma dessas lutas pelo título foi com um desconhecido. Balrog sabia que este cara cairia diante de suas atordoantes manobras e combos, da mesma forma que todos os outros tinham caído. Ele treinou apena uma vez naquela semana – por uma hora.

Na noite da luta, a mente de Balrog já estava na festa pós-luta. Ele não estava preparado para o que encontrou. O garoto era bom. Balrog mal conseguia ficar de pé, imagine lutar, após o terceiro round. Foi quando os novo patrocinadores de Balrog entraram em ação para proteger o seu valioso investimento. Esfregaram nas luva de Balrog uma droga. No quarto round, Balrog acertou um soco fraco e o seu oponente caiu no chão desmaiado. Todos pensaram que Balrog tinha contra-atacado com um soco fulminante – até que o juiz também desmaiou, quando tocou as luvas de Balrog para levantar a mão do campeão em vitória. Então a controvérsia começou.

No fim, Balrog foi expulso do boxe profissional. Seus grandes patrocinadores desapareceram, assim como seus grandes contratos publicitários. Balrog viu seus estilo de vida rico e despreocupado subitamente desaparecer. Foi quando M. Bison apareceu. Bison estava tendo problemas para usurpar os impérios do crime em Las Vegas, então contratou Balrog como seu persuasor. Balrog agora emprega seus músculos a serviço de Bison, fazendo com que o submundo de Las Vegas “permaneça receptivo às propostas de negócios de Bison”.

Crônica em Street Fighter Alpha: Através de Bison, Balrog encontrou uma nova maneira de recuperar seus antigos fãs – através do circuito Street Fighter. Balrog abriu rápida e violentamente seu caminho até o topo da Shadaloo e do circuito, provando que o bom e velho Boxe peso-pesado é mais do que páreo para as coloridas artes marciais. Balrog conhece Birdie e juntos tem a chance de trair Bison com algo chamado Psycho Drive. Se ao menos eles pudessem entender do que se trata…

Crônica em Street Fighter 2: Balrog está finalmente conseguindo ganhar fama e dinheiro novamente e entra no novo torneio mundial promovido por Bison para finalmente ficar rico a serviço do ditador.

Crônica em Street Fighter 4: com a morte do ditador e a saída de Sagat da equipe, Balrog se torna o líder da Shadaloo por um curto período de tempo, o bastante para fazê-la afundar e ser sobrepujada pela SIN, outrora apenas uma divisão de armas da organização criminosa. Entretanto ele continua a última missão que Bison lhe deu, de monitorar os progressos dos seus projetos genéticos, principalmente Seth, aguardando pelo dia em que seu chefe voltar do mundo dos mortos mais uma vez. Certo dia, uma limusine preta vem buscá-lo, e Balrog sabe que seu chefe está de volta e que juntos quebrarão algumas cabeças novamente!

Crônica em Street Fighter 5: Ele e Ed, o garoto encontrado nas ruínas da base da SIN, têm trabalhando às escondidas para levantar alguma grana pesada, agindo como agentes duplos para os Illuminati. No entanto, depois que as “chaves” do painel das blackmoons foram roubadas, coube a Balrog ajudar na missão de resgatá-las o que tem o levado a diversos lugares do mundo enfrentar outros Guerreiros Mundiais de posse das mesmas.

Interpretando Balrog: basicamente, você não é muito brilhante. Você está atrás do dinheiro, fama, poder e garotas bonitas. Você quer ser visto como sendo bem sucedido e não vai tolerar ser desrespeitado por quem quer que seja, especialmente em público. Você fará qualquer coisa para permanecer na sua vida d eluxo – qualquer coisa.

Aparência: Balrog é um enorme afro-americano. Apesar de não ser muito alto, seus músculos quase explodem sob a camiseta. Ele ainda usa o antigo calção, botas de boxe e camisa da academia. Em uma luta, usa suas velhas luvas da sorte e tem sido visto com seu roupão de lutador e capuz.

Lema: Meus punhos tem o seu sangue neles!

* Fonte: a planilha de Balrog corresponde à versão original americana, pois a brasileira é cheia de erros (Soco 6 ao invés de 7, por exemplo). Sua história completa e planilhas nas demais sagas são de autoria de Fernando Jr da SFRPG Brasil com base em acontecimentos in-game nos jogos em que ele aparece e no The Street Fighter Plot Canon Guide.

balrog-vida-loca

Balrog como NPC

Balrog é um cupincha de Bison, pronto falei! Ele é tido como o mais fraco e manipulável dentre os generais do ditador, o que não o torna menos perigoso, é claro, mas o que mais se mete em confusões contra os grupos de Street Fighters que querem derrubar a Shadaloo.

Balrog também tem um lado traidor que já foi explorado no passado por inimigos da Shadaloo. No fundo ele quer se dar bem à qualquer custo, e no momento o que lhe parece mais vantajoso é o dinheiro e o estilo de vida que Bison lhe proporciona, mas amanhã quem sabe?

Balrog como Sensei

No RPG de Street Fighter é dito que Balrog possui um discípulo, Samson Jr, um aspirante a boxeador em Vegas, enquanto que no game SF5 ele ensinou Boxe para Ed. O próprio Balrog nunca teve um mestre de verdade, tendo galgado os títulos como boxeador profissional devido à sua extrema força, ainda assim tendo perdido a licença para lutar devido à sua extrema brutalidade, dois lados da mesma moeda.

Assim, me parece que Balrog como professor de Boxe seria algo como alguém que lhe ensina como dar socos lhe soqueando, entende? O Narrador tem a palavra final sobre a relação Balrog-discípulo e até mesmo se isso impactaria a relação do discípulo com a Shadaloo, que talvez nem saiba da sua existência.

sfv-balrog-4gamer-02

Guerreiros Mundiais


Sensei