Arquivo da tag: estilo

Soul Power

Soul Power

Desde os tempos mais primórdios, o homem aprendeu a controlar as forças da natureza por meio de sua energia interior. Antes mesmo de haver manifestações de Chi nas artes marciais, magos faziam proezas pelo mundo todo, principalmente na Europa.

Com o tempo, principalmente na Idade Média, a magia passou a ser vista como maléfica, uma heresia à religião vigente. Os magos precisavam se defender para sobreviver, e assim criaram uma forma de lutar a qual denominaram inicialmente como "Místico".

O estilo Místico era pouco eficaz em combate corporal, tendo inicialmente apenas magos e bruxas como adeptos do estilo. Porém isso mudou quando bruxas italianas começaram a aprimorar o Místico tornando-o mais eficiente em combate, originando o Soul Power ou Poder da Alma. Dizem que M. Bison era aprendiz de uma grande mestra de Soul Power e quando dominou as melhores técnicas do estilo, matou sua mestra e criou o Ler Drit, unindo seu treinamento das Forças Especiais tailandesas com o misticismo deste estilo.

Combinando o Místico original e parte do ancestral Kabaddi, o Soul Power se baseia em despertar as forças paranormais já existentes em todos os seres humanos, canalizando essa energia em golpes devastadores. Os maiores praticantes deste estilo chegam a igualar grandes mestres do Kabaddi. Com a ascensão de Rose aos Guerreiros Mundiais, o estilo ganhou mais atenção e alguns mestres tem sido procurados pelo mundo inteiro, principalmente em Veneza, Roma e Bulgária.

Escolas: não existem escolas formais deste estilo, visto que os alunos são escolhidos a dedo pelos mestres (em sua maioria bruxas) normalmente quando sua morte está próxima.

Membros: normalmente as bruxas do Soul Power observam durante anos o crescimento de discípulos em potencial, esperando o momento certo para se apresentarem e iniciarem os ensinamentos. Para ser um estudante de Soul power, é necessário que o lutador possua o Antecedente Sensei 4 ou 5.

Conceitos: monge, mistico, estudioso do oculto, paranormal, bruxa. 

Chi Inicial: 5 

Força de Vontade Inicial: 2 

Lema: "Se você busca o poder máximo a qualquer preço, procure a Shadaloo e aprenda o Ler Drit; mas se quer preservar sua alma, então venha comigo…"

A atual Campeã Mundial deste estilo é a bruxa italiana Rose.

Manobras Especiais
Soco Chute

Slide Kick (2)
Double Hit Kick (1)
Handstand Kick (1)

Bloqueio Esportes
Apresamento Foco

* OBS 1: manobras marcadas com um '*' não são oficiais da White Wolf, tendo sido desenvolvidas por fãs com base em golpes dos games de Street Fighter.

* OBS 2: este estilo não é oficial da White Wolf. Ele foi desenvolvido por Fernando Jr com bas eno estilo homônimo da personagem Rose da série Street Fighter. Foi utilizado como base o estilo Místico criado por Eric da Shotokan RPG (juntamente com Matt, da SFRPG.com) e por uma outra versão de Soul Power criada pela equipe da extinta revista Dragão Brasil, nº 57.

Kempo

O Kempo japonês (também conhecido como Kenpo), em suas origens, é basicamente a versão japonesa do Kung Fu chinês. Devido à miscigenação entre esses dois povos asiáticos, não demorou para que os ensinamentos e técnicas desenvolvidos por Boddidharma (Ta Mo na China e Daruma-san no Japão) se espalhassem por outros lugares da Ásia. O criador do Kempo era um japonês que aprendeu Kung Fu na China e mais tarde, ao retornar para o japão, adaptou-o para ensiná-lo aos japoneses. Mais recentemente, um lutador havaiano chamado James Mitose foi enviado ao Japão para aprender o Kempo e o trouxe para o ocidente, onde passou a ser ensinado no arquipélago do Havaí.

Kempo significa “o Método do Punho”, sendo uma tradução japonesa para a palavra “Chuan Fa”, que é a designação genérica, assim como Kung Fu, para o grupo de artes marciais de “mãos vazias” chinesas. Entre algumas variantes temo os Kempo Karatê, similar ao karatê tradicional; e o Shorinji Kempo, mais conhecido, e que nada mais é do que o Kung Fu Shaolin (Shorinji é tradução japonesa para Shaolin).

Kempo é uma arte voltada para a agressividade e fortalecimento corporal, vinda da observação dos animais em combate, o que tornou esta forma de luta naturalmente agressiva. O Kempo combina as disciplinas japonesas e chinesas, ao mesmo tempo com um treinamento duro, mas focalizando os pontos vitais. É uma arte bonita, adaptável e letal.

Escolas: O Kenpo é muito popular nos dias de hoje. Existem escolas espalhadas por todo o globo. No entanto, as melhores escolas estão mesmo no Japão.

Membros: Os alunos de Kenpo são muito determinados. Eles não amam tanto o combate como os karatecas, mas ainda assim lutam mais pela luta em si do que pelos prêmios.

Conceitos: Atleta, artista Marcial, criança rica
Chi Inicial: 3
Força de Vontade Inicial: 4

Lema:Desperte a fúria que há em você. Ataque com insensatez, guiado pela ira. Com isso, minha vitória se tornará ainda mais fácil.

O Guerreiro Mundial deste estilo é o mortal FANG, segundo no comando da Shadaloo.

Manobras Especiais
Soco Chute
Boshi-ken (2)
Dim Mak (4)**
Dragon Punch (5)
Monkey Grab Punch (1)
Rekka Ken (4)
Shikan-Ken (4)
Ax Kick (4)
Heel Stamp (2)
Lightning Leg (4)
Reverse Frontal Kick (2)
Bloqueio Esportes
Maka Wara (3)
San He (3)
Apresamento Foco
Back Roll Throw (1) Fireball (3)
Flying Fireball (2)
Improved Fireball (4)
Stunning Shout (2)

*OBS: Este estilo não é oficial da White Wolf. Ele foi originalmente apresentado no fanzine Orgulho da Arte nº 2 e posteriormente expandido por Fernando Jr com base em uma arte marcial real e homônima.

Retsu - Mestre em Kempô

Kung Fu

Fei Long - O Campeão Mundial de Kung Fu

Estudiosos das artes marciais assinalam o ano de 527 D. C. como o início das artes marciais chinesas. Neste ano, um monge indiano chamado Ta Mon (Bodhidharma) veio ao primeiro Templo Shaolin na província de Hunan, na China. Ta Mon descobriu que os monges do Templo da Jovem Floresta eram fisicamente tão fracos que não conseguiam meditar sem acabar dormindo. Ele começou uma prática de condicionamento físico entre os monges que, um dia, levou às artes marciais.

Ao longo dos séculos, a prática do Kung Fu se espalhou por vários templos, famílias e dinastias da China e além, chegando até Okinawa e o Japão. Muitos templos e lutadores desenvolveram seus próprios estilos de Kung Fu. Alguns templos se concentraram em estilos que imitavam animais como a garça, o tigre, a cobra, o louva-a-Deus, o macaco e a té mesmo criaturas míticas como o dragão. Outros estilos de Kung Fu se concentraram na energia interior do Chi, usando esta energia para produzir socos e chutes devastadores. Outros ainda praticavam exclusivamente com armas, se tornando mestres da espada, da lança, ou armas mais exóticas. Esta abundância de estilos tornou o Kung Fu uma arte marcial bela e complexa.

Saber que um oponente pratica Kung Fu não traz muito discernimento sobre como ele efetivamente luta. Ele pode praticar Wing Chun Kung Fu e usar uma chuva de socos diretos, ou o Kung Fu Cobra e focalizar seu Chi em golpes nos pontos vitais. Qualquer Street Fighter que pratique Kung Fu tem uma ampla variedade de técnicas e poderes disponíveis. Nas últimas duas décadas, o Kung Fu tem se popularizado por todo o mundo. Hollywood anda usando mais astros das artes marciais em seus filmes de ação, provocando a abertura de mais academias na Europa e América do Norte.

Escolas: Há escolas de Kung Fu por todo o mundo, em quase todas as grandes cidades – mas o futuro aluno deve ficar atento, pois existem poucos mestres verdadeiros de Kung Fu. Muitas escolas são dirigidas por imitadores tentando ganhardinheiro fácil às custas da popularidade do estilo. Certamente, qualquer um com esperanças de sobreviver em uma arena Street Fighter deve aprender suas lições com um verdadeiro Mestre. Muitas das melhores escolas ficam no Extremo Oriente, onde a maioria dos mestres vive.
Embora a discriminação tenha diminuído na última década, muitos professores chineses ainda ensinam somente a alunos chineses. A maioria dos professores de Kung Fu são chamados de Sifu, e não de Sensei, um termo japonês.

Conceitos: Aspirante a astro de filmes de ação, geração saúde, filósofo.
Chi Inicial: 4
Força de Vontade Inicial: 3

Lema:Só porque alguém encontrou a paz com si mesmo, não quer dizer que esteja em paz com os outros.

Os atuais Guerreiros Mundiais do Kung Fu são: o astro chinês Fei Long e o motoqueiro Rufus. Para maiores aprofundamentos, principalmente sobre as variantes do Kung Fu, dê uma lida nos posts A Quintessencia do KungFu e Especializações de Kung Fu.

Manobras Especiais
Soco Chute
Cross Counter (3)*
Dim Mak (4)
Double Hit Punch (1)*
Dragon Punch (5)
Galactic Tornado (5)*
Heart Punch (4)
Hyakurenko (5)
Knife Hand Strike (3)
Monkey Grab Punch (1)
Palm Press (3)*
Rekka Ken (4)
Rising Wind Punch (1)*
Snake Strike (3)*
Spring Punch (4)*
Tornado Punch (5)*
Zan-ei (5)*
Air Hurricane Kick (1)
Ax Kick (4)
Backflip Kick (3)
Dankukyaku (4)*
Double Dread Kick (4)
Double-Hit Kick (1)
Dragon Kick (5)
Flying Twin Kick (3)*
Forward Backflip kick (2)
Forward Flip Knee (3)
Gekiro (5)*
Hurricane Kick (5)
Lightning Leg (4)
Messiah Kick (3)*
Reverse Waterfall (4)*
Sanren Geki (5)*
Sniper Kick (3)*
Spin Kick(5)*
Spring Kick (2)*
Stepping Front Kick (3)
Two-Sided Jumping Kick (2)*Windmill Kick (5)*
Bloqueio Esportes
Deflecting Punch (1)
Maka Wara (3)
San He (3)
Drunken Monkey Roll (2)
Apresamento Foco
Counter Grapple (3)*
Grappling Defense (4)
Hair Throw (2)
Improved Pin (3)
Kick Throw (3)*
Pin (3)
Soul Throw (2)*
Ansatsuken (4)*
Ashura Senkuu (4)*
Balance (3)
Chi Kun Healing (3)
Chi Push (5)
Flying Fireball (3)
Improved Fireball (5)
Improved Ice Blast (4)*
Kikouken (4)*
Leech (4)
Levitation (4)
Regeneration (2)
Short Fireball (3)*
Zen no Mind (3)

* OBS: manobras marcadas com ‘*’ não são oficiais da White Wolf. Elas foram desenvolvidas com base em movimentos existentes nos games de Street Fighter que foram lançados posteriormente ao SF2, onde o cenário de SF RPG se situava na época do seu lançamento.

A Quintessência da Lucha Libre

A Quintessencia da Lucha Libre

O termo Lucha Libre é sinônimo do wrestling profissional no México e em outras cidades latino-americanas. O wrestling mexicano é caracterizado pela rápida seqüência de agarrões e movimentos aéreos, como os espetaculares "high-flying moves"; muitos destes sendo adaptados e utilizados nos Estados Unidos. Outro ponto de destaque da Lucha Libre são as máscaras, em geral coloridas.

Regras

Os praticantes de lucha libre são chamados de "luchadores" (no singular é "luchador"). As regras da lucha libre são geralmente as mesmas da luta-livre americana: as lutas têm o vencedor quando faz-se o Pin (leia o post da manobra para maiores detalhes) no oponente e o juiz conta até três; vence-se com desistência; nocaute; contagem até 20 fora do ringue; ou por desqualificação. Movimentos nas cordas são comuns, pois na maioria das vezes, o wrestler sobe no córner e aplica um ataque aéreo na adversário.

Desqualificações podem ocorrer quando é utilizado um apresamento ilegal (o Pile Driver, por exemplo, leva a uma imediata desqualificação). O wrestler também pode ser desqualificado se usar um instrumento ilegal, interferências de fora do ringue, ataques a árbitros, ou arrancar a máscara do oponente. Muitas lutas ocorrem em "2 de 3 quedas", desde a década de 70.

Combate

Luchadores são tradicionalmente mais ágeis e executam mais manobras aéreas do que os wrestlers profissionais norte-americanos, usando fortes ataaques para subjugar seu oponente. Esta variação da luta-livre se deu pelo fato de que em 1930, a maioria dos wrestlers mexicanos era da categoria de peso leve, o que os tornavam muito mais rápidos nas arenas, criando um cenário propício para personalização de golpes e uso de ataques aéreos. A Lucha libre tem muitas categorias de peso diferentes, mas a maioria delas é de peso-leve, fazendo com que os luchadores já possam iniciar suas carreiras assim que saem da adolescência. Alguns nomes famosos incluem Rey Mysterio Jr, Juventud Guerrera, Super Crazy, El Santo, El Hijo del Santo, Gory Guerrero, Blue Demon, Blue Demon Jr e Místico, que iniciaram suas carreiras bem cedo e já tinham grande sucesso aos 20 e poucos anos.

Estranhamente, existem muitos astros dos ringues japoneses que se renderam aos encantos da luta-livre mexicana, como os famosos Gran Hamada, Satoru Sayama, Jushin Liger, e Último Dragón. Devido a todos os fatores citados, o México é o país que possui o maior número wrestlers profissionais no mundo inteiro.

A Lucha libre também é conhecida por seus combates em times. Os times são formados por três membros, ao invés de dois, como nos EUA. Um deles será o capitão. Vence o time que executar um pin no capitão adversário ou um Pin em cada um dos dois outros luchadores do outro time. As lutas acontecem com um luchador de cada time por vez, e outro luchador só pode entrar no ringue se um deles sair, normalmente por nocaute. opcionalmente, o luchador pode optar por rolar para fora do ringue permitindo a entrada de seu companheiro no lugar.

Alguns Luchadores

Máscaras

As máscaras são muito usadas na lucha libre. Segundo eles, elas tem um significado para a cultura mexicana, principalmente dos astecas. No início, as máscaras eram muito simples com cores para distinguirem um wrestler do outro. Na lucha libre moderna, as máscaras são coloridas e com design de animais, deuses, heróis antigos e outros conhecidos, que distinguem o wrestler durante a sua carreira.

Virtualmente, todos os wrestlers mexicanos começam a sua carreira com uma máscara, alguns vão deixando de lado e outros vão continuando. Para alguns, perder a máscara significa perder sua honra, o que baixa a fama do wrestler (um luchador que perca sua máscara deveria perder no mínimo 1 ponto do seu Antecedente Fama, de acordo com o Narrador). A máscara é considerada "sagrada" em alguns lugares, tanto que em uma luta, se o wrestler arrancar a máscara do outro, é desqualificado. El Santo, teve a máscara durante toda a sua carreira, retirando ela somente quando estava muito velho e aposentado.

Lutas com Apostas

Devido à importância da máscara na Lucha Libre, perder a máscara para um oponente é visto como o maior dos insultos e pode muitas vezes encerrar a carreira do wrestler desmascarado. Apostar sua máscara contra a do oponente é uma tradição, algo como um duelo de honra entre os luchadores. Estas lutas são chamadas de 'luchas de apuestas', onde além das máscaras, podem ser apostados os cabelos dos luchadores. O vencedor pega a máscara do oponente para si, como um troféu, e se foi combinado anteriormente, ainda raspa a cabeça do oponente com gilete, deixando-o careca. 

A primeira lucha com apuesta ocorreu em 14 Julho de 1940, na Arena México. O defensor do título Murciélago que era muito mais leve do que seu desafiante Octavio Gaona exigiu uma aposta para aceitar o desafio pelo título: Octavio Gaona teria de raspar seu cabelo caso perdesse a partida. Porém, Octavio Gaona ganhou a luta e Murciélago foi desmascarado, dando início a esta tradição da lucha libre.

Exemplos de Luchadores

Lucha Libre

Lucha Libre

A Lucha Libre surgiu no México, no início do século XX. Impulsionada pelos grandes lutadores de Luta-Livre norte americanos, os mexicanos formaram sua própria modalidade de combate “sem regras”. A Lucha Libre é uma febre no México e América Central, onde temos os principais campeonatos oficiais do desporto. Em outros lugares do mundo, é tida como uma arte marcial folclórica e utilizada para entreter. Porém, os luchadores, como são conhecidos os praticantes desta arte, tem se tornado muito eficientes desde que adentraram o circuito Street Fighter; tendo inclusive um dos seus entre os Guerreiros Mundiais recentemente.

A Lucha Libre é uma arte marcial extremamente acrobática e rápida. Ao invés de visar a incapacitação do seu oponente no menor tempo, os luchadores são conhecidos por levar suas lutas aos últimos minutos, proporcionando o maior e melhor show possível aos seus espectadores. Muitas bezes seus golpes são tão espalhafatosos e “floreados” que chegam a atordoar seus oponentes, o que lhes dá uma vantagem em ataques surpresa. Luchadores basicamente seguem duas linhas de combate, os rudos e os técnicos. Os luchadores rudos são os mais fortes homens do México. Os rudos vêem na Lucha Libre uma oportunidade de mostrar sua força, pura e simplesmente. Rudos são especialistas em torções, golpes impactantes e nocautes rápidos. Já os técnicos, gostam de ataques aéreos, projeções, saltos acrobáticos e muitos, mas muitos gritos de guerra.

Tradição de longa data, todos os luchadores obrigatoriamente iniciam suas carreiras portando uma máscara. Essa máscara, em tons coloridos e desenhos variados, representa a honra do luchador. Honra que ele defenderá com sua própria vida. Todos os grandes luchadores são conhecidos por uma alcunha, ligada aà sua máscara e à sua família. Este conjunto de elos culturais forma o caráter de um luchador, o que os faz alguns dos lutadores mais honrados do circuito Street Fighter. Luchadores que percam suas máscaras, seja em duelos de honra ou por outro motivo qualquer, caem em profunda desgraça com sua família e consigo mesmo.

Apenas recentemente os luchadores ingressaram no circuito Street Fighter, mas já mostraram seu valor. Como a maioria dos Street Fighters iniciam suas carreiras em times, os luchadores logo encontraram seu lugar nas competições por equipes, uma modalidade comum entre a lucha libre tradicional, onde enquanto um companheiro luta, os demais aguardam fora do ringue esperando sua vez. Ao contrário dos times tradicionais de Street Fighters, onde muitos estilos são misturados, os luchadores costumam se juntar em times de 3 ou 4 luchadores, sem estrangeiros junto.

Escolas: escolas de Lucha Libre somente são encontradas no México e em alguns lugares remotos da América Central. Normalmente elas se encontram dentro das propriedades de ricas famílias de luchadores, que mantém a viva a tradição da Lucha Libre no país.

Membros: luchadores são escolhidos a dedo, e somente entre os membros das famílias com tradição dentro do esporte, como a família Santo e a família Mysterio. Existe entretanto alguns luchadores que não descendem de famílias tradicionais mexicanas, mas possuem sangue mexicano nas veias e conseguiram ser aceitos por grandes luchadores em suas escolas.

Conceitos: luchador mascarado, showman, astro da luta-livre, filho de luchador
Chi Inicial: 1
Força de Vontade Inicial: 6

Lema: Divertido mi máscara? Espere a ver mi pie en tu cara.

O atual Guerreiro Mundial desta arte é o luchador El Fuerte!

Para saber mais sobre a Lucha Libre mexicana, leia o post A Quintessência da Lucha Libre! Para conhecer mais sobre as diferentes formas de Luta-Livre, consulte o post Variações de Luta-Livre.

Manobras Especiais
Soco Chute
Slide Kick (2)
Shower Kick (4)*
Gordita Sobat (3)*
Bloqueio Esportes
Apresamento Foco

* OBS: este estilo não é oficial da White Wolf. Ele foi criado por Fernando Jr com base em uma arte marcial homônima e real, existente no México. Na ficção, ela é praticada pelo lutador El Fuerte, de Street Fighter 4 e por El Blaze, de Virtua Fighter 5.

* OBS: manobras marcadas com um ‘*’ não são oficiais da White Wolf. Foram criadas por Fernando Jr com base em manobrs homônimas do lutador El Fuerte no game Street Fighter 4.

Maculelê

Maculelê

Este estilo é um sub-grupo da Capoeira criado durante o império escravocrata brasileiro. Considera-se o Maculelê uma versão Duelista da Capoeira, pois emprega o uso de um para de facas ou bastões que são rodopiados e acertam o oponente rapidamente entre os gingados e saltos do praticante, assim como na capoeira tradicional. Maculelê também é conhecido como Macunlelê ou Macun-lelê.

Sua origem é meio incerta, algumas histórias dizem que o Maculelê surgiu quando quatro mestres capoeiristas (três homens e uma mulher) decidiram que precisavam de armas para reforçar as suas lutas pela liberdade contra o império escravocrata brasileiro, um deles seria o mestre Vira-mundo (um dos principais combatente a favor da liberdade dos negros). Outras histórias falam de um negro escravo chamado Maculelê que teria fugido de seus "donos" e ido parar em uma reserva indígena onde praticavam luta com bastões. Maculelê teria aprendido a forma de combate com os índios e levado ela mais tarde para a civilização. Talvez as duas histórias estejam certas.

O Maculelê pode ser praticado com dois bastões curtos, de cerca de 80cm cada, ou com dois facões (facas de lâmina larga). Estas armas eram fáceis de encontrar pelos escravos, principalmente os bastões, que eles costumavam obter quebrando cabos de enxadas e vassouras em demonstrações de força antes das lutas. Dizem inclusive que a arma real do Maculelê é o facão, mas que os bastões foram adotados devido à dificuldade em se treinar com facões (e devido às injúrias que eles causavam nos treinamentos). Este motivo também é levado em conta dentro do circuito street fighter, onde os raros praticantes de Maculelê lutam utilizando bastões curtos, sendo aceitos inclusive na divisão Estilo Livre. Somente os mais desonrados enfrentam oponentes portando facões, o que já causou injúrias severas e até mortes dentro dos ringues dos Duelistas. De qualquer forma o Maculelê capacita o lutador a combater com ambas as armas.

Membros: Para aprender o Maculelê é preciso procurar uma das escolas de Capoeira, visto que é um sub-grupo da mesma. Somente praticantes de Capoeira são aceitos dentro das rodas e escolas de Maculelê. Lutadores de outros estilos que desejam ser proficientes no uso de bastões devem escolher o caminho do Bojutsu

Escola: No Brasil não há muitas escola que ensinam o estilo, mas podem ser encontradas algumas em: Ouro Preto, Rio Branco, Salvador e Brasilia, além de alguns lugares da África e da Ásia.

Conceito: Dançarino de folclore, Praticante de Candomblé ou descendente de escravos africanos.

Chi Inicial: 2.

Força de Vontade: 5.

Lema: "Alguns acreditam que eu, o mais novo dentre o meu povo, seja a reencarnação, o primeiro e o mais poderoso, como a primeira luz, cega os despreparados e bane para a escuridão".

Não existe um representante deste sub-estilo dentro dos Guerreiros Mundiais. Mesmo Blanka, o campeão mundial da Capoeira desconhece o Maculelê.

Habilidades Adicionais do Maculelê

Lutadores de Maculelê devem obrigatoriamente ter 2 pontos de Técnicas gastos em Bastão e/ou Faca (um ponto em cada, ou dois pontos em uma só). Um capoeirista que deseje se tornar um praticante de Maculelê mais tarde (veja em Maculelê como Estilo secundário, mais abaixo) terá de adquirir estes pontos de Técnicas mais tarde com Experiência, mas antes de começar a praticar Maculelê. 

Praticantes de Maculelê são treinados para lutar portando um par de armas brancas, podendo escolher entre um par de facões ou de bastões curtos. Mesmo que o lutador não ataque com as duas armas ao mesmo tempo, elas são necessárias para efetuar seus bloqueios e para fintar durante os ataques. Um lutador de Maculelê que não esteja portando uma arma em cada mão sofre uma penalidade de -1 Velocidade em todas suas manobras até que passe a lutar com armas em ambas as mãos.

Lutadores de Maculelê que optem por lutar com facas contra oponentes desarmados perdem 1 ponto temporário de Honra no início do combate. O mesmo não acontece caso ele lute contra oponentes também armados (Duelistas) ou usando bastões ao invés de facas (podendo competir no Estilo Livre).

Lutadores de Maculelê podem utilizar suas manobras especiais tanto portando facas quanto bastões, desde que ele possua valores suficientes em ambas as técnicas. Exemplo: para utilizar o Spinning Baton, o lutador deve possuir 4 pontos na Técnica Bastão. Se ele desejar utilizar o Spinning Baton portando facas, ele deve possuir também 4 pontos na Técnica Faca.

Maculelê como Estilo secundário

Lutadores de Capoeira (e somente Capoeira) que desejem aprender Maculelê devem encontrar um mestre disposto a ensinar. Qualquer mestre de Capoeira sabe o básico do Maculelê, mas somente mestres verdadeiros de Maculelê (que tenham Maculelê como estilo principal) é que realmente dominam esta arte e podem ensinar seus melhores golpes. O Narrador pode fazer uma mini-crônica com o Capoeirista que deseje aprender Maculelê, tendo de provar seu valor para o mestre antes que ele comece ensinando-o, talvez um grupo de negros estejam sendo feito escravos pela Shadaloo e tenham de ser libertados…

Um lutador de Capoeira que adote o Maculelê como estilo secundário não receberá os valores iniciais de Chi e Força de Vontade, mas terá acesso ao grupo de manobras do Maculelê. Note que as manobras especiais da lista do Maculelê são para uso exclusivo com um par de bastões ou facões. Note que se o jogador possuir uma manobra em sua planilha de personagem com o mesmo nome de uma manobra na lista do Maculelê, não o torna apto a executar a manobra com bastões ou facas, pois o treinamento é completamente diferente. Lutadores que desejem poder executar suas manobras com e sem armas, devem adquiri-las duas vezes, uma para uso desarmado e outra para uso armado.

Manobras Especiais

A lista de manobras apresentadas abaixo possui diversas manobras já conhecidas pelos jogadores de Street Fighter RPG. Porém, note que quando um lutador de Maculelê adquire uma delas, ele deve obrigatoriamente estar portando dois bastões curtos ou dois facões para poder executá-la (a menos que tenha adquirido a manobra duas vezes, para uso armado e desarmado).

Para efeito de pré-requisito e dano das manobras de Soco, substitua a técnica soco pela técnica Bastão ou Faca, de acordo com a arma que o lutador esteja portando.

Para efeito do cálculo de Absorção de Manobras de Bloqueio, substitua o Vigor pela técnica Bastão ou Faca, de acordo com a arma que o lutador esteja portando.

Somente as manobras de Soco, Bloqueio, Apresamento, Foco e Esportes listadas abaixo podem ser adquiridas por lutadores de Maculelê e utilizadas com armas (Capoeiristas mantém sua tabela de manobras normal, mas não podem utilizá-las com armas), a menos que o Narrador diga o contrário. Nenhuma outra manobra pode ser utilizada com bastões/facões, mesmo que sua descrição diga que pode ser comprada por qualquer estilo (tenha um custo Outros em Pontos de Poder).

Leia também o post Lutando com Bastões, visto que esta é a arma mais comum utilizada pelos praticantes de Maculelê dentro do circuito street fighter. Saiba mais sobre a essência de ser um lutador de Maculelê lendo o post A Quintessência do Maculelê.

Manobras Especiais
Bastão/Faca
Bloqueio Esportes
Apresamento Foco

*OBS: este estilo não é oficial da White Wolf. Ele foi originalmente formulado por Edson Golem da Instinct Alternative e posteriormente modificado por Fernando Jr, da Street Fighter RPG Brasil.

O verdadeiro Kabaddi

O Verdadeiro Kabaddi

Kabaddi (algumas vezes escrito Kabbadi ou Kabadi) é um esporte de times originário de Tamil Nadu (India). Dois times ocupam lados opostos de um campo e tomam turnos enviando um "raider" ao outro lado, para ganhar pontos por marcar ou agarrar membros do time oposto; o corredor então tenta retornar ao seu próprio lado, prendendo sua respiração durante a corrida inteira.

Origem

A origem do Kabaddi pode ser traçada desde os tempos pré-históricos quando o homem aprendeu como se defender em grupo contra animais ou atacar animais mais fracos individualmente ou em grupo por sobrevivência ou comida. Através do Kabaddi é primariamente um jogo Sul Asiático, não é muito sabido sobre a origem deste esporte. Há, entretanto, evidências concretas, que o esporte possui mais de 4 mil anos de idade.

Há uma crença popular de que o Kabaddi originou-se no estado do sulda Índia, em Tamil Nadu. A história da origem do Kabaddi começa pelo bater e correr de um garoto por um doce. O garoto que era acertado perseguia o garoto que o acertou, e o acertava de volta (pega-pega). Prendendo a respiração enquanto persegue o oponente era um elemento adicional que o jogo possuía. Há vários nomes para este jogo: Kabaddi, Sadugudu, Gudugudu, Palinjadugudu e Sadugoodatthi. A palavra Kabaddi pode ter sido originada das palavras de Tamil kai (mão) e pidi (pegar).

Federações

Kabaddi é um jogo muito popular em Bangladesh, e em algumas áreas também é conhecido como Ha-du-du. Mas a despeito de sua popularidade, Ha-du-du had não possui regras definidas e é jogado com diferentes regras em diferentes áreas. Ao Ha-du-du foi dado o nome de Kabaddi e o status de Esporte Nacional de Bangladesh em 1972 .

A Federação Indiana de Kabaddi (KFI) foi fundada em 1950, e compilou um conjunto padrão de regras. A Federação de Bangladesh de Kabaddi Amador foi fundada 1973 . Ele formulou regras e regulamentos para o jogo e o primeiro torneio de teste de Kabaddi ocorreu em Bangladesh em 1974, juntamente com a Índia, em diversos locais como Dhaka , Tangail , Dinajpur , Jessore , Faridpur e Comilla . Em 1978 , a Federação Asiática de Kabaddi Amador foi formada e uma conferência de delegados de Bangladesh , India , Nepal e Paquistão na cidade indiana de Villai sob direção de Sharad Pawar.

Em 1979 , um novo torneio de teste foi feito entre Bangladesh e India que foi sediado em diferentes lugares da India incluindo Mumbai , Hyderabad , e Punjab . O Campeonato Asiático de Kabaddi foi realizado em 1980 e a India se sagrou campeã, sendo Bangladesh a outra finalista. Bangladesh foi finalista novamente em 1985 no Campeonato Asiático de Kabaddi em Jaipur , India . Os outros times incluídos no torneio foram Nepal , Malasia e Japão. Kabaddi foi demonstrado como um esporte nos Jogos Olímpicos de Berlim, em 1936. O jogo foi incluído pela primeira vez nos Jogos Asiáticos sediados em Pequim, em 1990. Oito países tomaram parte inclundo Índia, China, Japão, Malásia, Sri Lanka, Paquistão e Bangladesh. A India ganhou a medalha de ouro e desde então ganhou três medalhas de ouro em Hiroshima (1994), Bangkok (1998) e Busan (2002).

O primeiro Campeonato Mundial de Kabaddi foi sediado em Hamilton, Canada, quando 14 mil pessoas no Copps Coliseum assistiu os melhores jogadores da índia, Paquistão, Canadá, Inglaterra e EUA. A proxima edição foi em Surrey, na Colúmbia Britânica. A Índia se tornou Campeã Mundial desde que o kabaddi foi incluído nos Jogos Asiáticos (Asian Games) e nos jogos da Federação Sul-Asiática. Em 2008 Sukhbir Singh Badal montou uma liga mundial de Kabaddi profissional com patrocínio para atrair os melhores jogadores; esta liga foi sediada na Índia com torneios no Canadá também.

Jogadores a nível de competição são normalmente grandes, fortes e ao mesmo tempo são ágeis, esguios e tem altos níveis de vigor e resistência para serem bons em todos os aspectos do jogo. Há muitas formas de estratégias de jogo e os jogadores precisam de condição física e mental para participarem com sucesso de um jogo de Kabaddi, senão injúrias sérias podem acontecer.

Jogabilidade

No estilos de times do Kabaddi, dois times de sete membros cada, ocupam metades opostas de um campo de 12.5m × 10m (cerca de metade do tamanho de uma quadra de basquete). Cada um tem cinco jogadores reservas. O jogo tem tempos de 20 minutos, com cinco minutos de meio tempo enquanto os times trocam de lado.

Os times realizam turnos enviando um "corredor" para o lado do time rival, onde o objetivo é marcar (tag) ou wrestle ("confine") membros do time oposto antes de retornar para seu lado. Membros marcados estão "fora" e são enviados para fora do time.

Enquanto isso, defensores devem formar uma corrente, por exemplo, juntando suas mãos; se a corrente é quebrada, um membro do time defensor é enviado para fora. O objetivo dos defensores é parar o corredor retornando para o lado dele tomando fôlego. Se o corredor toma fôlego antes de retornar, o corredor está fora do campo.

Um jogador também pode ser retirado do jogo se tocar a parte de fora do campo, exceto durante um struggle com um membro do time oposto.

Cada vez que um jogador sai fora, o time oposto ganha um ponto. Um time marca um bônus de dois pontos, chamado lona, se o time oposto inteiro é declarado fora. Ao fim do jogo, o time com o maior número de pontos vence.

Partidas são definidas por idade e peso. Seis oficiais supervisionam a partida: 1 juiz, dois árbritos, um marcador e dois assistentes de marcação.

Formas de Kabaddi

Amar

Na forma 'Amar' de Kabaddi, toda vez que um jogador é tocado (está fora), ele não sai da quadra, mas permanece nela e um ponto é dado ao time que o tocou. Esta forma de Kabaddi é jogada em Punjab, Canada, Inglaterra, Nova Zelândia, EUA, Paquistão e Australia. No Kabaddi Amar, cada time consiste de 5-6 bloqueadores e 4-5 corredores. De uma evz só, somente 4 bloqueadores são permitidos na quadra. Toda vez que um bloqueador impede o corredor de voltar para seu campo, aquele bloqueador ganha um ponto. Por outro lado, toda vez que um corredor marca um dos bloqueadores e consegue retornar ao seu campo, o time do corredor ganha um ponto. Por vez, somente um dos bloqueadores pode tentar parar o corredor. Se mais de um tocar o corredor, um ponto automático é dado ao time do corredor. Se o bloqueador é empurrado para fora pelo corredor ou vice-versa, então o time que manteve seu jogador no campo ganha um ponto. Se ambos, corredor e bloqueador saem do campo, o resultado é que ninguém ganha ponto. O Kabaddi Amar é também usado pela Federação Mundial de Kabaddi (WKF) e nas competições Nacionais, de Praia e Circular de Kabaddi.

Surjeevani

O Kabaddi 'Surjeevani' é usado pela Federação Indiana de Kabaddi, e é ela quem cuida de suas regras. No Kabaddi Surjeevani, um jogador é revivido toda vez que um jogador do outro time está fora. A duração, número de jogadores, dimensões da quadra, etc, são fixadas pela Federação Indiana de Kabaddi. esta forma de Kabaddi é a mais próxima do jogo presente. Nesta forma de Kabaddi, os jogadores voltam ao campo nos últimos 40 minutos com um meio-tempo de 5 minutos. Há 9 jogadores de cada lado. O time que pôr todos os jogadores do oponente para fora ganham quatro pontos extras, chamado de 'Iona'. O Time vencedor é aquele que marcar mais pontos depois dos 40 minutos. O campo é maior nesta forma de Kabaddi em diversas regiões.

Gaminee

Esta forma é jogada com nove jogadores de cada lado, em um campo sem medidas específicas. Uma de suas características é que um jogador posto pra fora do campo só pode voltar a jogar depois que todos seus companhjeiros são postos para fora também. Cada vez que um time põe todo o time oponente para fora, ele marca um ponto, daí todos os times voltam e recomeça outro turno. O jogo continua até cinco ou sete Ionas (tipo o gol deles) são obtidos. O jogo não tem um tempo fixo.

Especializações do Kung Fu

Gen - Mestre de Kung Fu

Em combate, os lutadores de Kung Fu tem nos seus 170 métodos a essência de cinco animais. Eles são: a serpente (She), o leopardo (Pao), a garça azul (Hao), o dragão (Lung) e o tigre (Hu). O tigre ensinou o método de força dos ossos; o dragão desenvolveu grande força do espírito; a garça azul ensinou o treinamento dos tendões; o estilo do leopardo representou extrema força e a serpente instruiu na capacidade de fluir o Chi. O sistema desmembrou-se nestes cinco estilos distintos porque havia cinco Templos Shaolin em vários distritos que ensinavam a arte. Diversos estilos originaram-se do Kung Fu e abaixo podem ser vistos alguns deles. Um personagem que decida adotar um estilo específico de Kung Fu, como os listados abaixo, tem acesso a todas as manobras especiais do Kung Fu padrão, mais as manobras, requisitos e descontos presentes na descrição da especialização. Recomenda-se também a leitura do artigo A Quintessência do Kung Fu.

Garça Azul (Hao)

É um estilo baseado em métodos e técnicas para fortalecer os tendões. Ele enfatiza o equilíbrio, o trabalho dos pés complexo e rápido, e um único movimento do punho chamado o bico da garça, no qual todos os dedos se unem na ponta para aplicar ações de bicar. A marca registrada do estilo garça azul é sua postura de uma perna e um punho muito alongado (Chang Ch'uan). Além destas técnicas, a garça azul também usa um punho curto (Tuan Ch'uan), técnicas de armadilha com o pulso e uma variedade de chutes. Adicione as manobras Dislocate Limb (3), Shikan Ken (3) e Boshi Ken (2) ao repertório de manobras do Kung Fu.

Serpente (She)

É talvez o aspecto mais interpretado dos cinco animais (Wu-chia Ch'uan), já que desenvolve a misteriosa energia intrínseca chamada Chi. O estilo em si realça a elasticidade dos tendões e ligamentos, flexibilidade, movimentos diagonais defensivos e ofensivos e ataques velozes com os dedos. A mão da serpente usa às vezes dois dedos (o do meio e o indicador) ou os quatro dedos (que é o mais usado). O ataque com os dedos são aplicados nas partes moles do corpo do adversário, com movimentos circulares que açoitam, golpeiam de leve e saltam. Adicione as Manobras Extendible Limbs (4), Wall Spring (1) e Iron Claw (4).

Dragão (Lung)

Desenvolve autoconfiança. Movimentos técnicos são aplicados com fortes torções do corpo (como a torção e sacudidela violenta do corpo e rabo do dragão). O estilo do Dragão também usa uma postura baixa e potente do cavalo e desenvolve espírito forte por meio da graça e flexibilidade. Muitos sistemas completos de Kung Fu se originaram dos movimentos do dragão. A maioria se destaca por seus movimentos fluentes, técnicas de mão abundantes (umas 12 Danças do Punho ou Kuen), chutes fortes e rápidos, uma variedade de movimentos circulares de perna além do treinamento de 28 tipos de armas diferentes. Adicione as manobras Flaming Dragon Punch (4) e Inferno Strike (5).

Tigre (Hu)

Desenvolve força por meio do uso de tensão dinâmica e usa esta força para resgatar poderosas técnicas de mão de posturas muito baixas. A técnica de mão básica que distingue este estilo dos outros é a Garra do Tigre. O estilo do tigre geralmente investe para cima. Existem, contudo, exceções onde o estilo do tigre investe para fora horizontalmente. Adicione as manobras Tiger Knee (5) e Rising Jaguar (5).

Palma de Ferro (Tieh Chang)

A Palma de Ferro refere-se ao método de condicionar externamente a mão para torná-la dura. A idéia é ter uma arma sempre disponível que consiga atacar com a força mortal. Os praticantes da Palma de Ferro usam ungüento de ervas chamado dit da jow. Usando isto, as mãos não demonstram sinais da capacidade mortífera. Adicione as manobras Iron Claw (4), Psychokinetic Channeling (3) e Shockwave (3).

Mão de Veneno (Dim Mak)

Refere-se à capacidade de atingir centros nervosos para causar um ferimento antagônico. Os praticantes da Mão de Veneno usam mais o Chi do que condicionamento físico. Quando utilizada, há poucos sinais de ferimentos externos; contudo, a energia destrutiva danífica os órgãos internos. Adicione as manobras Psychokinetic Channeling (3) e tanto o Dim Mak quanto o Heart Punch custarão apenas 3 pontos (ao invés dos 4 tradicionais para o Kung Fu).

Garça Branca (Pao Hoc ou  Bok Pai)

Um dos maiores estilos de Kung Fu, o estilo da Garça Branca foi, de acordo com a lenda, criado por um monge lama. Ele testemunhou uma batalha entre uma garça e um gorila; a garça conseguiu vencer usando suas longas pernas, grandes asas, e movimentos de bicada. O resultado é um estilo de luta muito agressivo e sofisticado. O treinamento é rigoroso, requerendo o aprendizado de várias posturas e movimento. A estratégia em geral é simples e efetiva; escapar, interceptar, penetrar, destruir.

Este estilo se concentra de ataques em balanço com braços e pernas,e de viradas contínuas. Ele inclui ataques de “mergulho” e defesas, saltos altos e imobilizações poderosas. Táticas defensivas são usadas primeiro, seguidas de ataques ferozes. Isto significa que lutadores da garça Branca raramente atacam primeiro. O ataque mais importante, porém, é o Punho da Garça, uma formação do polegar e da ponta dos dedos usada para atacar com um golpe de "bicada". Este estilo também possui um vasto repertório de armas, como espadas chinesas (Jiann) e chicote. Adicione as manobras Diving Hawk (4), Jumping Shoulder Butt (1) e Thunderstrike (1)

Macaco (Tsitsing Pi Qua)

Inclui muitas esquivas e socos diretos. Algumas acrobacias evasivas também. Comumente este estilo é adotado em conjunto com o Punho Bêbado gerando o que os especialistas chamam de Drunken Monkey Kung Fu, visando auto-defesa e cansaço do oponente, ganhando a batalha com poucos ou nenhum ataque direto. Adicione as manobras Esquives (2), Backflip (2) e o custo do Drunken Monkey Roll será de 1 ao invés de 2.

Punho Bêbado (Drunken Fist)

Trabalha basicamente como um kung fu normal, exceto que este estilo foca a esquiva e o desvio dos ataques do oponente, utilizando como ataque alguns poucos e fracos socos, acabando por vencer o oponente no cansaço e não na força. Adicione as manobras Esquives (2), Displacement (2) e Yoga Flame (3).

Wing Chun

Primariamente um estilo de combate fechado, com técnicas diretas, rápidas e eficientes. Socos e chutes curtos são lei, embora projeções e torções também sejam enfatizados. Além de ser um sistema de combate desarmado, Wing Chun também torna o estudante proficiente no uso da Espada Curta, normalmente usada em pares, e um pesado e comprido bastão. Seu nome é em homenagem à esposa do criador do estilo. Adicione as Manobras de Soco do Bojutsu ao repertório do Kung Fu. Note que estas manobras somente podem ser utilizadas quando o lutador de Wing Chun estiver portando um bastão longo.

Louva-a-Deus (Praying Mantis)

Possui muitas imobilizações, com cotoveladas potentes e socos “compridos” com as mãos abertas imitando as garras do animal. Esta combinação de suaves movimentos com seus rígidos bloqueios, aliados a explosivos contra-ataques tornam este estilo um dos mais eficientes do Kung Fu. Como o Louva-a-Deus, os praticantes deste estilo esperam o oponente se aproximar para então atacá-lo com seus golpes diretos, enfatizando imobilizações balanceadas, trocando rapidamente de posição deixando o oponente impedido de revidar. Lutadores aprendem a atacar pontos vitais no corpo do adversário com força devastadora comumente derrubando-os no primeiro round. Adicione as Manobras Elbow Smash (1), Sumo Slap (1) e Back Roll Throw (1).

Chin Na

A ênfase principal está em travas e chaves de braço, mas socos e chutes também são utilizados. O maior desafio em se aprender Chin Na é que para conseguir o título de mestre você deve derrotar seu próprio mestre!! Este é um estilo que causa medo nos adversários por suas técnicas assassinas. Métodos como destruição de nervos, quebra de juntas e golpes nas cavidades do corpo (como olhos e têmporas) são alvos de estudo destes estudantes, visando a dor máxima do oponente e conseqüente inaptidão para continuar lutando, o que correntemente também causa a sua morte. Adicione ao seu repertório três manobras de apresamento do estilo Lua à sua escolha. Além disso, você pode adquirir Ansatsuken por 3 pontos ao invés de 4.

Yun

Punho do Leopardo (Pao Chuan)

Ensina ao estudante de Kung Fu como ser eficiente e mortal em combates junto ao solo, priorizando manobras que derrubem o oponente como rasteiras e golpes na parte traseira da perna do oponente. Praticantes atacam com cotoveladas a altas velocidades, algumas vezes utilizando ganchos e socos. Bloqueios combinados com movimentos evasivos são os princípios básicos ensinados. Técnicas de agachamento seguidas de técnicas de salto, como o “bote” do leopardo. Adicione as manobras Wounded Knee (2), Foot Sweep (1) e Elbow Smash (1).

Wudang

Concentra-se em combates fechados junto ao solo, alternando de posições agachadas para ataques rápidos e altos. Por ser uma versão Taoísta de Kung Fu, Wudang inclui técnicas de desenvolvimento e canalização de Chi em todas suas formas. Técnicas de chaves também estão inclusas, utilizando-se de artifícios como pressionamento de pontos estratégicos no corpo do oponente. No mais, utilizam-se chutes e golpes com os cotovelos, além de bloqueios simples, tornando-o um estilo muito versátil e eficiente. Adicione as manobras Ground Fighting (2), reduza os custos das manobras Pin e Improved Pin em 1 para lutadores de Kung Fu Wudang.

Shan Tsung

Um estilo de Kung Fu extremamente agressivo, o Shan Tsung é criado especialmente para lidar com vários oponentes de uma só vez, incluindo aqueles que estão escondidos ou impossíveis de serem vistos, às vezes chegando ao ponto da paranóia. A escola Shan Tsung matém desde tempos imemoriais uma rivalidade com a escola Fu Chiao Pai. Os alunos são ensinados desde o começo de seu treinamento a considerar a si mesmo superiores em seu treinamento interno. Shan Tung é raro fora da China, Hong Kong ou Taiwan. Para adotar esta especialização de Kung Fu, o lutador deve possuir como pré-requisito 3 níveis no Talento Luta às Cegas. Adicione à lista de manobras: Spinning Clothesline (4) e Hurricane Kick (4) – ao invés do Hurricane Kick (5) tradicional.

Chao Ta

Grosseiramente traduzido como "um milhão de socos de sorte", este estilo em parte exótico foi criado a partir de técnicas de Kung Fu tradicionais usadas por aspirantes a ator de Hong Kong. Embora possa ser usado em combate, a ênfase do Chao Ta é parecer impressionante na tela grande. É um estilo cinematográfico, criado para entreter e não deve ser usado em arenas. O personagem que queira aprender Chao Ta, deve possuir como pré-requisito Carisma 3.

Se um personagem decidir utilizar Chao Ta em um combate, terá acesso somente às manobras especiais do Kung Fu tradicional, porém, cada vez que uma rolagem de dano de alguma manobra especial sua obtiver um ou mais resultados 10 nos dados, o personagem ganha 1 ponto temporário de Glória. Isso se deve ao fato de que os praticantes de Chao Ta executam suas manobras de formas muito mais acrobáticas, com gritos estridentes e movimentos graciosos. Seu foco está em agradar o público, e não em ser efetivo. Desta forma, manobras de Kung Fu utilizadas por um praticante de Chao Ta possuem um redutor de -1 velocidade em todas suas manobras especiais, devido à perda de tempo se exibindo. Um lutador que seja derrotado por um praticante de Chao Ta, perde 1 ponto temporário adicional de Honra e de Glória, pois é um insulto um street fighter perder para um ator de Hong Kong.

Desenvolvendo seu Ninja

Sodom_alpha_movie

Este post é opcional e dá regras para o uso do Antecedente Único Herança de Clã de uma maneira única. Os jogadores e o Narrador precisam decidir se essas regras são apropriadas para sua crônica. Desenvolver um personagem como um Ninja verdadeiro irá exigir o envolvimento íntimo do lutador com o clã adotivo. Isso irá naturalmente influenciar a crônica: de fato, uma crônica pode se tornar preocupada com as políticas e a vida diária do clã.

Se um personagem gasta experiência com o Antecedente Herança de Clã, o Narrador precisa trabalhar isso dentro da crônica. Um personagem estudando a doutrina do Ninjitsu terá que primeiro encontrar um clã, o qual possui uma historia própria. A seguir o personagem deve provar ser honrado e valoroso o bastante para ser aceito no dojô do clã.

Isto não é uma tarefa simples; você deve primeiro mudar o foco da sua crônica para deixar que o personagem procure um clã Ninja. Em qualquer momento deverá acontecer um ritual de iniciação para cada ponto de Antecedente que o personagem acumule. Talvez o personagem poderia ser forçado a sobreviver em uma floresta, defender-se de múltiplos assassinos, roubar uma peça de um museu e voltar sem ser pego, ou decifrar uma charada difícil. Qualquer que seja o ritual haverá algum tipo de teste para reconhecer o fato de que o personagem esta sendo aceito como um verdadeiro membro do clã, sem importar a nacionalidade, sexo ou raça do novo membro.

O Verdadeiro Ninja

Um Ninja com Herança do Clã no nível 4 já tem direito a aprender todas as manobras do Saiminjutsu. Então, por que um Ninja ia querer atingir o nível 5? Não há nenhuma vantagem, senão status.

O Ninja apresentado em Street Fighter é o ninja padrão, como 90% dos ninjas devem ser. No entanto, alguns poucos têm mais conhecimentos. O kuji-kiri (nove cortes) e outros conhecimentos podem ser representados pelo Chi Kun Healing, Dim Mak e Chi Push. Mas o Ninjitsu apresentado no Livro do Jogador não traz essa possibilidade. O que fazer?

É simples: basta assumir que um Ninja com Herança do Clã 5 pode comprar essas três manobras, pagando o custo mais alto. Assim sendo, pagaria 4 pontos de poder no Chi Kun Healing, 5 no Dim Mak e 5 no Chi Push. Essa regra dispensa grandes alterações e nos permite jogar com o Ninja que é o mito que conhecemos, usando o Toque da Morte.

Este post é um complemento e é complementado por:

Guy e Sodom

Estilos e o treinamento com armas

Estilos e o Treinamento com Armas

Armas são por vezes integradas ao treinamento de muitos estilos de  artes marciais – embora os Street Fighters nunca optem pelo uso das mesmas, eles tiveram intenso treinamento com elas. Um número de estilos apresentados em Street Fighter estão listados abaixo, junto com algumas armas apropriadas que podem ser estudadas.

Aikidô

  • Bastão, Bokken, Naginata e Lança

Baraqah

  • Sabre e Bastão

Capoeira

  • Navalha

Kabaddi/ Ler Drit/ Kalaripayt

  • Bhuj (Machado), Chakram (disco afiado), Katar (Adaga de Soco), Pata, Sabre, Lança e Bastão

Kung Fu/ Wu Shu

  • muitas, incluindo: Espada, Sabre, Lança, Bastão e Chicote de Aço

Ninjitsu

  • muitas, incluindo: Arco, Kusari, Kusarigama, Ninjato e Shuriken

Savate

  • Bengala/Cacetete e Rapier

Karatê Shotokan/ Tae Kwon Dô

  • Nunchaku, Sai, Bastão e Tonfa

Forças Especiais

  • Faca de Combate

Silat

  • Cacetete e Kris

Ninjitsu Espanhol

  • Garra, Punhal, Rapier, Sabre e Shuriken

Tai Chi Chuan/ Hsing-Yi Chuan

  • Cacetete, Espada, Lança e Bastão

vega-garra