Arquivo da categoria: Novidades

Andamento de projetos, atualizações em arquivos, notícias e muito mais!

Imagem do Dia #1

E esta é a estréia de uma nova coluna periódica na Street Fighter RPG Brasil ainda sem periodicidade definida, hehehehe. Provavelmente colocarei no ar uma imagem nova por semana, sempre relacionado a Street Fighter. Vale tudo: imagens engraçadas, bizarras, chocantes ou simplesmente espetaculares. Obviamente já tenho muitas cartas na manga para centenas de posts desse tipo, mas sempre é bom lembrar: quem tiver algum material interessante e quiser publicar, pode enviar pelo formuário de contato. E a imagem inaugural é…

Blanka e Hulk

Hulk e Blanka

A imagem diz tudo! Ok, você não sabe inglês? Hulk diz ao nosso amigo esverdeado: “Radiação Gama fez isto com você, certo?”. A imagem é do game Marvel Super Heroes vs Street Fighter, onde confrontos entre super-heróis dos Vingadores e X-Men contra Street Fighters estavam entre as batalhas mais emocionantes. Quem já jogou sabe do que estou falando. Até a próxima Imagem do Dia!

Erica Awano

Erica Awano

Érica Awano é uma desenhista de histórias em quadrinhos no estilo mangá (japonês). De descendência japonesa, Erica começou sua carreira em 1996 desenhando o mangá de Megaman. Depois desse primeiro contato profissional, trabalhou na mini-série Street Fighter Zero 3 (Trama Editorial) ao lado de Marcelo Cassaro, o que rendeu muitos frutos posteriores, como ilustrações para o Manual 3D&T e o livro de Tormenta, culminando finalmente na sua obra máxima, Holy Avenger, que, sem sombra de dúvida, lhe trouxe a notoriedade que tem atualmente dentro do mercado de quadrinhos nacionais. Não é por falta de insistência, mas Erica não respondeu nossa entrevista. De qualquer forma, encontramos uma entrevista pouco conhecida dela no site Correio Braziliense, cujo conteúdo é reproduzido abaixo e data de 17 de fevereiro de 2010.

*******************************

Quando e como começou o seu interesse por histórias em quadrinhos? Nesta época, o que você lia?

Eu costumava "ler" quadrinhos japoneses quando visitava meus avós no interior. Havia grande quantidade desses volumes pois era hábito entre os imigrantes japoneses trazer essas publicações para que os filhos mantivessem contato com a língua japonesa. Meus avós maternos tiveram dez filhos, nove mulheres e um homem, então os quadrinhos, ou mangás, eram de histórias para garotas. Acho que comecei com esse interesse por volta dos sete ou oito anos e não conseguia ler as histórias. Isso só veio bem mais tarde quando aprendi a decifrar os ideogramas. Até lá, o que eu fazia era olhar as imagens e imaginar o que acontecia na trama.

Sempre pensou em se tornar desenhista de quadrinhos?

Sempre quis trabalhar com alguma coisa relacionada a desenhos e a literatura. Gostava muito de ler e herdei uma afinidade com desenhos que, me parece, existia desde meus avós. Meu avô desenhava flores e paisagens muito bem e minha avó gostava de fazer figuras humanas.

Capa de SF Zero 3 desenhada por Erica Awano

Quando e como começou a sua trajetória nos quadrinhos?

Por acaso havia essa febre em cima dos desenhos animados japoneses. Por conta disso, publicações específicas sobre quadrinhos e animações japonesas começaram a aparecer nas bancas. Eu escrevi uma carta para uma dessas revistas — Animax — com uma ilustraçãozinha e, em dois dias, o editor chefe da revista, o Sérgio Peixoto, ligou para a minha casa após encontrar meu telefone na lista. Ele também era o presidente de um dos únicos clubes sobre mangás e animes (animações japonesas) em São Paulo e reunia todo o fim de semana não só jovens ávidos pelas últimas novidades em animação — ele fazia exibições de vídeo na Gibiteca Henfil — como também um grupo de desenhistas, então amadores, para trocarem experiências e dicas de desenho. Por conta da exposição que a revista oferecia, logo o Peixoto começou a sondar e ser sondado para a publicação de mais do que revistas informativas, era a vez de fazer quadrinhos. Como ele tinha essas pessoas talentosas que por acaso desenhavam nesse estilo, não foi difícil uma coisa puxar a outra. A minha primeira aparição em banca foi na revista Megaman, baseada num jogo de videogame. Mas eu só assumi a idéia de fazer quadrinhos profissionalmente a partir da revista Street Fighter Zero, projeto que foi roteirizado e editado pelo Marcelo Cassaro, editor da então Dragão Brasil e futuro parceiro na Holy Avenger, que se tornou meu trabalho mais conhecido.

E quando você percebeu que poderia viver de sua produção de HQs? E por falar nisso, qual a sua formação acadêmica?

Sinceramente, eu não tenho certeza sobre isso ainda, quando eu comecei a fazer quadrinhos a sério eu só estava precisando fazer algo pra mim mesma. Parece que ser egoísta às vezes dá certo… Eu sou formada em Letras pela USP.

Saber desenhar e saber fazer quadrinhos são coisas diferentes. Como foi o seu aprendizado para fazer quadrinhos?

Eu não sei, tenho certeza que parte disso veio das minhas visitas ao acervo de mangás na casa da minha avó. Quando você realmente se interessa por algum assunto é muito fácil acabar absorvendo muito mais do que a informação imediata, a história em si, mas também o estilo e a estrutura da narrativa. Claro, não é algo consciente, mas a faculdade me deu ferramentas para visitar essas memórias e finalmente colocá-las em ordem de alguma forma. O contato com profissionais competentes também ajuda. O Marcelo Cassaro, roteirista da Holy Avenger, é um profissional premiado, apesar de nossas formações diferentes — ele cresceu lendo comics e eu mangás — eu posso dizer sem medo de errar que eu aprendi muita coisa a respeito de quadrinhos como um todo através dele.

Muitas meninas não lêem quadrinhos porque as temáticas das HQs são, geralmente, masculinas — em especial as HQs americanas. Você acredita que isso justifica o número reduzido de meninas leitoras e, consequentemente, produzindo HQs?

Acredito que esse fato justifica grande parte da questão sim. Eu sou uma prova disso — consigo contar nos dedos das mãos quantos títulos de quadrinhos americanos já li. Mas acho que também tem o fato de não haver interesse em mostrar opções para esse público feminino. Eu vejo as propagandas dentro dos mangás — que abriram as portas das comic stores para as garotas — e não vejo nenhuma que aproveite o perfil do público leitor, quero dizer, qual a vantagem de colocar um anúncio de um quadrinho cheio de tios bombados e tias peitudas num quadrinho para garotas? Não quero dizer que garotas não curtiram histórias de super heróis, mas eu não consigo ver como uma garota possa enxergar uma boa história só olhando para as capas dessas edições.

Holy Avenger - A obra máxima de Erica Awano

Você acredita que o mangá ajudou a trazer mais meninas para os quadrinhos? Por que?

Com certeza. Os mangás são produções altamente segmentadas, eles têm um público específico, não é como no ocidente — infantil, juvenil e adulto. Há mangás para adolescentes de ambos os sexos, para jovens adultos, donas de casa, gays, empresários, esportistas, sobre tudo que é tipo de assunto e abordado segundo o interesse do público alvo. Também tem a vantagem de que não é preciso ler 60 anos de quadrinhos para saber o que está acontecendo na história. Quando um quadrinho japonês acaba, ele acaba.

E no caso do Brasil, ainda tem um aspecto curioso que é o fato de que a maioria dos desenhistas de mangá que atuam profissionalmente são mulheres. Na época em que eu comecei eram todas mulheres. Atualmente eu sei que existem alguns rapazes, mas é um panorama bem diferente do que é encontrado nos quadrinhos americanos. Talvez por isso não seja incomum achar garotas nessas feiras de fanzines e em eventos de anime e mangá que queiram trabalhar como desenhistas.

Quem você diria que são as suas principais influências tanto no mangá quanto em outros tipos de quadrinhos?

Eu cresci lendo mangás, só li meu primeiro quadrinho americano na faculdade e depois de muita, muita relutância, a saber, foi o Sandman, do Neil Gaiman. Quanto ao meu gosto, eu gosto de histórias que falam sobre histórias, lendas, que misturam o folclore com eventos cotidianos. Não tem muitos títulos assim hoje em dia, mas eu costumava ler XXX Holic e Mushishi, os dois misturam aventuras fantásticas com elementos do folclore japonês. Sobre influências, não sei se existe alguma em especial, eu sou especialmente preguiçosa no que se refere a decifrar o estilo de outros artistas, acho que ao invés de gastar meu tempo tentando ser outra pessoa, é mais fácil tentar ser eu mesma.

Qual o seu conselho para as meninas que querem começar a fazer quadrinhos? E para aquelas que ainda não lêem quadrinhos?

Bom, se é com finalidade recreativa, fanzines, eles são um excelente exercício. Eles proporcionam não só a parte do fazer como também a parte do sujeitar-se ao julgamento dos outros. Se o interesse é profissional, realmente atuar na área, seria bastante salutar procurar a opinião de um profissional. Agora com os Tweeters e Orkuts da vida é muito fácil mostrar seu portfólio. Eu não sou uma pessoa que levanta a bandeira do "leia quadrinhos", acho que não dá pra forçar alguém a ler, ou a gostar de ler, acho que a única coisa que eu acho importante no que se refere ao assunto é que, mesmo que você nunca leia um quadrinho na sua vida, isso não quer dizer que sejam ruins ou inferiores. Claro, tem muita coisa que poderia muito bem nunca ter sido publicada, mas tem muitos livros nessas condições também, então, mantenha sempre a mente aberta. Os quadrinhos podem ser uma porta de entrada para um mundo muito maior.

Alice - Trabalho Atual

Você está trabalhando atualmente na série Alice. Como chegou a este título? O que está achando a experiência?

Eu trabalho para uma agenciadora chamada Glasshouse Graphics. Um dia eu recebi uma proposta através dela para fazer um teste para Alice e embora eu achasse que não seria escolhida — já que a adaptação é fiel ao livro, portanto não deveria estar ligada a mangá e eu só trabalho nesse estilo — acabei sendo chamada. Desenhar Alice é muito divertido, pelo menos eu acho. Tem muita coisa ali que eu nunca desenhei antes e outras tantas que eu gosto de desenhar. Pra mim, fazer esse quadrinho é um presente! Os livros são fantásticos, a adaptação feita pelo casal Leah Moore e John Reppion é muito bem feita e cheia de detalhes engraçados nem sempre ligados ao quadrinho em si — como os momentos em que o texto para a descrição de uma cena para uma observação ou uma opinião pessoal dos escritores, quase como se estivessem escrevendo uma carta.

Qual tem sido o feedback para o seu trabalho?

Até onde eu sei, a repercussão sobre Alice está sendo boa lá fora. Não sei o que está sendo dito por aqui já que é uma publicação estrangeira, mas de vez em quando alguém me manda uma mensagem me dando os parabéns e para dizer que esperam ansiosos pela publicação do título no Brasil.

E quais serão os seus próximos trabalhos?

Ah, isso só vou saber quando terminar Alice, o que deve acontecer em meados de março.

Top 5 março de 2010

Top 5 março de 2010

E março finalmente chega ao fim, e com ele, mais de 50 posts foram ao ar, mantendo uma incrível média de quase 2 posts ao dia! Mais uma vez, o último dia do mês é marcado com nossa coluna mensal: o Top 5 da Street Fighter RPG Brasil, enumerando os 5 melhores posts do mês que acabou de passar, para que os visitantes vejam o que houve melhor no site!

5º Lugar: A História do templo Shaolin

Inúmeras são as histórias sobre o lendário Templo shaolin onde teria se originado o Kung Fu. Esse artigo tenta desmistificar um pouco e mostrar um lado mais histórico e real do Templo da Jovem Floresta. Valeu o 5º lugar do mês de março.

4º Lugar: Corporação Caduceus

Um post de cenário que insere uma nova organização criadora de Cibernéticos no mundo de Street Fighter. Com ela, surgem novos poderes para os Street Fighters que ousaram vender sua alma em troca de implantes cibernéticos. Ok, é uma cópia descarada de uma matéria da extinta Dragão Brasil, mas ainda assim recebeu o 4º lugar de março.

3º Lugar: Nomes de Personagens

Dicas, dicas e mais dicas sobre como bolar bons nomes para seus personagens. Obviamente este post não é exclusividade de Narradores ou Jogadores e nem mesmo é exclusivo para jogadores de Street Fighter RPG. Os métodos comentados e dicas são utilizáveis por qualquer sistema, uma vez que a motivação para criar personagens marcantes está presente em todos jogos. 3º lugar do mês de março, medalha de bronze!

2º Lugar: Sub-Elemental

Como era de se esperar, o post Sub-Elemental fica entre os dois primeiros colocados do ranking de março, uma vez que a partir dele se originaram muitos outros posts, detalhando a criação de sub-elementais e suas manobras especiais. Espere ver muitos posts ainda sobre esse assunto, como personagens e mais manobras especiais desses elementais diferentes! Prata pra eles!

1º Lugar: Competidores finalmente lançado!

Esse post é do dia 1º de março, quando, após mais de 1 ano, a versão nacional do suplemento Competidores finalmente foi lançada! Pra quem não sabe, o Competidores é a tradução na íntegra do original americano Contenders, lançado em 1995 e que nunca veio ao Brasil, apresentando dezenas de novos personagens, estilos, manobras e arenas. Quem visitou frequentemente o blog neste mês, notou que muitos dos personagens e estilos postados vieram deste suplemento. Obviamente o 1º lugar seria deste post, que apesar de não ser bom pelo conteúdo em si, representa mais uma vitória dos fãs sobre o descaso das editoras brasileiras e norte-americanas. Ouro pra ele!

E foi isso. Considerei março um mês muito fraco para o blog, com a estagnação das visitas em torno de 290 visitas diárias e mesmo meus posts um tanto quanto repetitivos, uma vez que a faculdade apertou o cerco na reta final. Mas não desanimem, abril já desponta e novos artigos, personagens, manobras e com certeza, muitos projetos novos surgirão. Quem frequenta a comunidade Street Fighter RPG do Orkut sabe do que estou falando (não sabe o link? Veja em nossa seção de Parceiros)…

Competidores finalmente lançado!

Competidores - capa nacional

E é com grande orgulho que escrevo este post para anunciar o lançamento do suplemento Competidores, para Street Fighter: The Storytelling Game!

Para quem não sabe, este é mais um projeto de tradução dos livros originais americanos que nunca vieram ao Brasil, que começou em 2008 com o lançamento do Segredos da Shadaloo, continuando com o lançamento do Guia do Jogador e hoje aumentamos nossa coleção de suplementos com a tradução inédita de 100% do suplemento Contenders para o português do Brasil. É isso mesmo, as 127 páginas do Contenders com seus personagens, estilos, manobras especiais e muito mais foram completamente traduzidas e dessa vez (ao contrário dos suplementos anteriores) já passaram por revisões de terceiros.

Equipe

Sim, dessa vez eu não trabalhei sozinho e pude contar com uma talentosa e prestativa equipe de colaboradores. A saber:

Victor Rocha: webmaster da Shinbushi RPG, nos presenteou com mais uma belíssima capa. São dele as autorias das capas do Segredos da Shadaloo e do Guia do Jogador também.

Arnaldo Ferrão: membro da comunidade do Orkut Drakóntinos – Equipe de tradução, Arnaldo traduziu boa parte dos personagens do livro sozinho, dando uma grande ajuda para o projeto.

Raphael "Marshall" Lima: grande colaborador, tendo traduzido vários Times.

Aloísio "Sanboman" Senra: o profissional da nossa equipe! Aloísio, que é formado em Letras – Inglês, fez o papel de revisor e também ajudou a traduzir alguns personagens.

Roberto "Gárgula" Levita: webmaster da The King of Fighters RPG Brasil (o que? você ainda não conhecia?), ajudou traduzindo o Capítulo 6: Locais de Conflito.

Mago Vivi: ajudou no projeto traduzindo alguns personagens.

Thiago Nuzzi: ajudou com a revisão.

Eric "Musashi" Henrique: webmaster da Shotokan RPG, Eric já possuía no acervo do seu site todos os novos estilos e novas Manobras Especiais traduzidas. Gentilmente cedeu este material para ser colocado na tradução, poupando-nos o trabalho de alguns dias.

Contenders - capa americana

Números

Alguns números relativos à versão nacional do Contenders:

  • a tradução começou em 10 de fevereiro de 2009 e terminou em 28 de fevereiro de 2010
  • o suplemento contém 20 NPCs independentes
  • 7 times com mais 23 personagens
  • 6 NPCs que podem ser usados para muito mais do que apenas socar suas caras
  • 9 novos estilos, 6 novas manobras especiais
  • 129 páginas
  • estatísticas de 39 armas com ilustrações!
  • 4 locais de conflito onde os Street Fighters podem descansar e se entrosar com outros do circuito

O suplemento já está disponível para download na nossa seção de Livros Traduzidos. Mais uma vez peço que webmasters de outros sites não disponibilizem este PDF para download sem a devida permissão ou sem ao menos colocar um link para a Street Fighter RPG Brasil. Deu uma trabalheira danada fazer mais essa tradução e não é justo simplesmente copiá-la e sair distribuindo sem dar os devidos créditos.

Valeu galera, o próximo suplemento será a aventura O Guerreiro Perfeito, sem data de lançamento por enquanto!

Top 5 fevereiro de 2010

Top 5: fevereiro de 2010

E cá estamos com nossa coluna mensal com os 5 melhores posts do mês de fevereiro de 2010 na Street Fighter RPG Brasil! Mais uma vez, consegui manter a marca de 2 posts por dia durante o mês inteiro, e apesar de termos menos posts que no mês passado, não esqueçam que fevereiro tem só 28 dias! Mas vamos ao que interessa: novatos, comecem lendo esses posts para terem uma boa impressão do site! E veteranos: você já leram os 5 melhores posts do mês?

Top 5: 5ª Posição

Na 5ª posição temos Os Uniformes das Artes Marciais. Um artigo detalhando como cada artista marcialse veste durante as lutas e treinos, de acordo com seu estilo. Esta pesquisa incluiu traduções de textos do fantástico GURPS Martial Arts, bem como pesquisas na Internet. O resultado você confere no post.

Top 5: 4ª Posição

Na 4ª posição temos a minunciosa Resenha Street Fighter Alpha: The Animation, que apesar de não ser um excelente anime, teve uma excelente resenha dividida em duas partes, a primeira com a resenha em si e a 2ª (linkada na primeira) somente com curiosidades acerca da animação, como fatos bizarros e detalhes da trama que muitas vezes passam despercebidos pelos fãs menos exigentes.

Top 5: 3ª Posição

Ok, não é um post mas lá vai: na 3ª posição fica a nova seção MMA RPG que organizou e expandiu a idéia do projeto de transformar os lutadores da vida real em um jogo de RPG usando as regras de Street Fighter: The Storytelling Game. A seção já teve uma quantidade boa de visitas e a tendência é só crescer com a adição de cada vez mais lutadores adaptados. Confiram!

Top 5: 2ª Posição

E a maior equipe de Street Fighting mostrada até o momento dá as caras na 2ª posição: os Money Guys. Criada originalmente por Willians Jr, os Money Guys foram expandidos e seus membros revelados em uma série de posts que ainda estão sendo produzidos. Ao todo são 8 empresários e 8 campeões que aos poucos vão dando as caras aqui pelo blog. Os Money Guys são uma excelente fonte de coadjuvantes e antagonistas para suas crônicas de SFRPG e merece o 2º lugar.

Top 5: 1ª Posição

Difícil decisão entre o 1º e 2º lugares, mas A Cidade Proibida de Kowloon merece. O primeiro de uma série de posts detalhando a província de Hong Kong que Ryu e Ken visitaram em Street Fighter 2: Victory (episódios 3, 4 e 5), um prato cheio para aventuras de grupos iniciantes. A série de posts que começa no premiado 1º lugar do Top 5 inclui descrição da cidade, do torneio local, do campeão do referido torneio, das gangues da cidade e até do "manda-chuva" do crime local. Todos vistos no anime e expandidos para o universo de Street Fighter RPG!

Pois é, esses foram os melhores posts de fevereiro. Tivemos outras excelentes mudanças na estrutura do blog como nossa nova seção de Guerreiros Mundiais e a adição de dezenas de novos personagens vindos diretamente da tradução do Competidores que estréia…tcharam…amanhã! Quero ver todo mundo baixando o livro amanhã hein, deu muito trabalho mas valeu a pena!

Últimas Notícias de SSF4

Mais notícias deste que será o grande hit da Capcom em 2010: Super Street Fighter 4! Após nossa ausência desde novembro sem dar novidades quanto ao jogo, voltamos com tudo. Saiba tudo que já foi anunciado desde nossa última cobertura:

Personagens de SF3

Dudley vs T. Hawk em Super Sf4!

Novos personagens confirmados: Ibuki, Dudley e Makoto, direto de Street Fighter 3! Sim, a ninja, o boxeador e karateca de SF3 farão parte do elenco de SSF4, que já tem data de estréia em 27 de abril nos EUA e 30 de abril na Europa.

Ibuki vs Makoto em Super SF4!

Ok, isso é uma excelente notícia para alguns, já para outros (como eu) que aguardavam outros personagens, que não os citados (como minha favorita de SF3: Elena), ficaram na mão…Leiam as notícias sobre os novos personagens que também estão circulando na net:

Pois é, ainda falta o anúncio de Hakkan, o misterioso guerreiro árabe que dizem se parecer com Darun Mister, da famigerada série Ex. Será?Ainda nesse ínterim, foi revelada a tela de seleção de personagens que existirá em SSF4. Aos poucos a mesma foi sendo preenchida, segue sua imagem:

Tela de Seleção de Personagens de SSF4

Boato Absurdo: Além disso rolaram boatos de que um personagem chamado Shadow também seria incluído no elenco e ele soltaria…Sonic Booms? Alguém aí pensou no Shadow de X-Men vs STreet Fighter que nada mais era do que Charlie controlado por Bison? No mínimo bizarro…Ok, este boato é muuito infundado, mas não se surpreendam se virem algo do tipo por aí…

Novas Roupas

Roupas, roupas, roupas. Muitas roupas alternativas foram anunciadas nos últimos meses e é praticamente impossível ilustrarmos aqui as novidades no vestuário de nossos brigões favoritos. Mas sabe como é, o que é ruim sempre aparece mais. Pois é, atente à esta roupa alternativa de Zangief (Colossus?) e de Rufus (Lei lei/Hsien Ko?). Mau gosto é pouco…

Zangief, Mech Zangief ou Colossus?

Rufus igual a Lei Lei/Hsien Ko

Nem todas são tão ruins assim. Na verdade tem umas novas muito boas como a nova roupa de Balrog entre outras, como a excelente roupa de Rose mostrada abaixo (esse decote, hmmmm). Mais novidades sobre as roupas alternativas dos personagens de Street Fighter, dêem uma conferida nos links abaixo:

Nova roupa de Rose em SSF4

Novos Ultras

Novos Ultras, yes! Ou não…Ao que parece os Looney Tunes invadiram a Capcom, que se tornou a ACME dos jogos de luta. Sim, temos Akuma girando feito Taz, entre outras birutices dignas de Tex Avery. Que deve estar se revirando no caixão…

Conclusões

É isso mesmo. Algumas boas notícias, algumas decepções…Pois é, nada é perfeito. De qualquer forma, tenho certeza de que será um grande jogo, assim como SF4 foi. Ah, e antes que me esqueça: sim, os personagens de SSF4 serão adaptados para SFRPG assim que possível e disponibilizados na seção de Personagens (a mais visitada do site, por sinal). O quê? Juri está demorando? Claro que está, eu não tive a oportunidade de jogar com ela ainda, ora bolas…

Top 5 janeiro de 2010

Top 5: janeiro de 2010

Este será o primeiro post de uma nova coluna com periodicidade mensal. A idéia é fazer um Top 5 com os melhores posts lançados em todo o mês e a coluna deve ir ao ar no último dia de cada mês. COmo hoje é dia 31 de janeiro, este é o primeiro Top 5 da Street Fighter RPG Brasil! Com isto, espero que visitantes ocasionais do site tenham acesso ao melhor conteúdo criado por aqui e não fique restrito apenas à seção de Personagens e Livros Traduzidos, como a maioria dos visitantes faz.

Top 5: 5ª Posição

Na 5ª posição do Top 5 elegi o post de comemoração do aniversário de 1 ano do site: 1 ano de SF RPG Brasil: Conheça a História. Neste post conto a trajetória do site desde a concepção inicial até os dias atuais. Ele também linka outro post que comenta o crescimento do site, com números, desde sua criação (e desde o referido post já crescemos mais um monte!).

Top 5: 4ª Posição

Na 4ª posição neste 1º Top 5, está o post Sistemas de Graduação das Artes Marciais. Neste post trago toda a tradição das "faixas" das artes marciais para o mundo de Street Fighter RPG. Como definir em regras que determinado NPC é um faixa preta de karatê? Ou se determinado boxeador é um peso-pesado? Este post ajuda a usar o "charme" das graduações em sua mesa de jogo.

Top 5: 3ª Posição

A medalha de bronze deste mês ficou com o post contendo a Resenha Street Fighter 2: Victory que é simplesmente a maior e mais detalhada resenha já feita sobre este anime que é unanimidade entre os fãs como o melhor anime de SF já feito. Nesta reseha, dividida em 3 posts são detalhados aspectos gerais e históricos da série, repercussão, curiosidades e um post inteiro dedicado às aparições de Akuma durante toda a série, em uma espécie de "Onde está Wally?".

Top 5: 2ª Posição

E a medalha de prata deste mês vai para o post sobre a a nova equipe agenciadora de Street Fighters, a Gordon Produções. Além do conhecido time Os Corvos, presente no Módulo Básico de Street Fighter RPG, esta equipe administrada pelo empresário Hans Gordon cuida de outro time de iniciantes e alguns independentes. Confira a qualidade do post e veja o porque do 2º lugar no Top 5.

Top 5: 1ª Posição

O melhor post do mês e mais recomendado aos visitantes do blog que ainda não o leram é o post Ciência da Shadaloo. Este post reúne todos os inventos e criaturas desenvolvidas nos laboratórios da Shadaloo por seus cientistas macabros. Constantemente atualizado, este post é praticamente um índice da ciência a serviço do mal dentro do universo de SF, estão lá maravilhas profanas como o Psycho Drive e profissionais diabólicos como Tai Yuan. Confiram!

Então, esses são os 5 melhores posts do mês de janeiro de 2010, até o mês que vem e continuem prestigiando o blog!

1 ano de SF RPG Brasil: conheça a história

1 ano de SF RPG Brasil!

Ontem, dia 05 de janeiro, fez um ano que o primeiro post da Street Fighter RPG Brasil foi ao ar. Claro, nossa jornada começou antes disso. Quem é membro da comunidade Street Fighter RPG do Orkut ou da Lista de Discussão do Yahoo há mais de 2 anos sabe que as primeiras versões deste blog já datam de 2008. Mais antigo que isso era o sonho de expor minhas idéias e levar material de qualidade aos aficcionados pelo hobby. E estou conseguindo. Eu acho.

Como começou

Comecei jogando Street Fighter RPG com 14 anos de idade, isso em meados de 2002. Naquela época SFRPG já era um jogo descontinuado nos EUA e aqui no Brasil e editora Trama havia relançado há pouco a versão encadernada do jogo. Eu não tinha Internet e muito menos um computador, mas tinha muitas boas idéias e escrevia muito. Eu e meu grupo jogamos por mais de 2 anos ininterruptos e foi a melhor campanha que já narrei de qualquer RPG.

Pulando a parte nostálgica do fim do grupo e falta de tempo para jogar, fiquei alguns anos afastado do hobby, voltando a me interessar somente no início de 2008. Descobri um mundo novo procurando por informação a respeito de SFRPG na Internet. Encontrei excelentes sites como a Shotokan RPG (hoje nossa principal parceira) e a SFRPG.com (um dos pioneiros em material na net), mas todos tinham um problema: seus webmasters e colaboradores não produziam novos materiais já a algum tempo. Tentei motivá-los e ajudá-los como pude na época, mas acabei vendo que teria de fazer o meu próprio espaço para expôr minhas idéias.

SFRPG.com.br

Em 22 de agosto de 2008 registrei a sfrpg.com.br e comecei a trabalhar em formas de expor meu material e idéias para o resto do mundo. Comecei com um projeto audacioso: traduzir na íntegra os suplementos americanos que nunca haviam chegado ao Brasil. Em Outubro de 2008 saía a primeira versão 100% traduzida do Segredos da Shadaloo, disponibilizada para download em uma página tosca que só continha o link do referido PDF. Foi um sucesso.

Me empolguei e em dezembro de 2008, no mesmo ano, já saía outro suplemento 100% traduzido: Guia do Jogador. O site tosco já tinha dois links e um número mínimo de visitantes. Os livros começaram a aparecer em sites de downloads, e eu senti o golpe do plágio, principalmente pela falta de um site decente para expor meu trabalho. Comecei a testar diversos gerenciadores de conteúdo como Xoops, Joomla e Wordpress. Até achar o BlogEngine.NET. Em 05 de janeiro de 2009 foi ao ar a Street Fighter RPG Brasil como a conhecemos hoje. E não parei mais.

Em janeiro de 2009, lancei uma nova versão do Segredos da Shadaloo, com muitos erros corrigidos e diagramação superior. Além de iniciar o projeto de tradução do Competidores (muito atrasado atualmente, embora na reta final) comecei a tocar outros projetos, como inserção de todo o conteúdo presente nos livros originais de SF, bem como criação de material inédito para o site com base em experiências próprias de Narrador. E tem dado muito certo, visto que desde sua criação o site só cresce em número de visitantes e qualidade do material produzido por mim e por amigos da Internet.

Para onde Vamos

Para 2010, será dado um foco maior para adaptações e suplementos inéditos (como o recente Street Fighter RPG: Imortal), bem como a finalização da versão nacional do Contenders e atualização de adaptações já conhecidas da galera, como a excelente Tempos de Glória da Shotokan RPG. Também pretendemos atualizar o cenário de SF com o já conhecido Street Fighter 4 e com o iminente Super Street Fighter 4. Contamos com a sua ajuda e colaboração para tornar este site ainda maior e melhor em 2010! Um bom ano para todos!

– Fernando Jr, Webmaster SF RPG Brasil

Leia também: 1 ano de SF RPG Brasil: Veja o Crescimento.

1 ano de SF RPG Brasil: Veja o Crescimento

Crescimento SF RPG Brasil

Apesar do registro do domínio ter sido feito em Agosto de 2008, a primeira versão (muito tosca aliás) do site só foi ao ar em outubro do mesmo ano e era apenas uma página preta com um título e um link para download da primeira versão do Segredos da Shadaloo. Na época, o Google nem sabia da nossa existência, nem o restante da blogosfera RPGística e muito menos os RPGistas em geral. Se você pesquisasse por "street fighter rpg" ou qualquer outra combinação, nunca ouviria falar de nós (na época a Shotokan RPG e a Tokyo Highrise eram os maiores sites do assunto em português). Mas depois de 1 ano de trabalho áarduo, será que alguma coisa mudou?

Nossas Estatísticas

Somente quando uma versão decente do blog foi ao ar no dia 05 de janeiro de 2009, é que os mecanissmos de busca começaram a se interessar pelo site e somente quando começou a aparecer material de qualidade por aqui que começaram a chover os primeiros "gatos-pingados". Quando achei que estava recebendo a visita de alguém, inseri o código javascript do Google Analytics no meu site para começar a rastrear as estatisticas de acesso do meu site. Isso em 09 de fevereiro de 2009. Era meio decepcionante ver que tínhamos cerca de 8 visitantes diários e provavelmente um deles era eu.

De qualquer forma, segui em frente sem desanimar, divulgando o site onde podia e firmando as primeiras parcerias com outros blogs de RPG. Ao mesmo tempo em que tentava postar o máximo de material. Lembro que após alguns meses já estava no 5º lugar da primeira página do Google quando o assunto era Street Fighter RPG. Lembro que na época uma parceria que rendeu muitas visitas era com a StreetFighter.com.br, que colocou um mini-banner nosso na home deles. Hoje nosso maior número de visitas vindas de outros sites (depois do Google é claro) são da streetfighter.wikia.com e do Orkut.

6 meses depois…

Depois de meio ano de muito trabalho duro, tínhamos mais de 3300 visitas mensais (com picos de 150 visitantes em um dia). Fechávamos os meses com mais de 17 mil visualizações de página. Se não me engano estávamos em 2º lugar nas pesquisas do Google sobre Street Fighter RPG, mas todas nossas páginas já estavam indexadas, além de estarmos também utilizando o Google Webasters Tools para nos ajudar com SEO. Mas eu queria mais.

1 ano depois…

Ontem, quando completamos 1 ano do blog no ar, ainda não completamos 1 ano de Google Analytics, que se consolidará em 9 de fevereiro. Mesmo assim, nossas estatísticas mudaram muito de agosto (quando fechamos 6 meses) para cá. Hoje temos cerca de 6 mil visitantes por mês e mais de 38.300 visualizações de página por mês, com picos de 250 visitantes em um único dia. Somos nº 1 no Google (na pesquisa orgânica e imagens também), estamos em 5º lugar entre os blogs de RPG mais acessados do país (segundo o POP Rank de janeiro) e o 17º site de RPG mais acessado do pais (segundo o Ranking Cinza de dezembro).

Mais Números

Sei que muitos outros sites e blogs de RPG tem mais acessos e tudo mais. Mas nenhum deles tem conteúdo específico de um nicho tão pouco explorado quanto Street Figter: the Storytelling Game. Nenhum deles trata apenas de um jogo descontinuado pela sua editora desde 1995. E os sites que mantém projetos semelhates (como o Tagmar 2) não parecem conseguir feitos tão impressionantes quanto os nossos. Além de nossas estatísticas de acesso, outra forma de ver a grandeza da Street Fighter RPG Brasil é através de nossos números:

Em 2009 tivemos 32.246 visitas e 179.795 visualizações de páginas (de fevereiro até dezembro). Tem um total de 732 posts, 804 imagens, 2 suplementos oficiais traduzidos (e mais um a caminho, veja em Livros Traduzidos), 1 adaptação inédita (não está sabendo? Vá até nossa seção de Adaptações), 8 entrevistas, 2 fanfics, 15 contos, 25 artigos, 34 Estilos de Luta, 248 Manobras Especiais, 3 novos Antecedentes, 89 personagens (tirando os capangas e incluindo quase todos personagens de Street Fighter 4, todos personagens de SF1, vários personagens de SF Alpha e vários personagens de Final Fight).

Hoje, metade dos nossos visitantes vem do Google, enquanto dos outros 50%, 30% vem de sites de parceiros e outras referências. Os 20% restantes são visitantes assíduos do site e vem diretamente conferir as novidades. Agradeço a todos pelo tempo dispendido visitando e ajudando este blog que não pára de crescer. E que 2010 seja ainda melhor, indo de encontro ao mais forte!

Leia também 1 ano de SF RPG Brasil: Conheça a História.

Top 5 2009

Ryu no Top 5 2009

Final de ano, todo mundo fazendo retrospectiva, listas de coisas legais (e outras nem tanto) e por aí vai. Apesar da Street Fighter RPG não ter completado ainda um ano (fato que só vai se completar dia 05 de janeiro) foi preparada uma lista do tipo Top 5 com diversas categorias. Estes “Tops 5” contém os posts ou páginas mais acessados (acessos únicos) pelos visitantes do site durante o período de 09 de fevereiro de 2009 até hoje (20 de dezembro de 2009). Não há nada de cabalístico nesta data, apenas foi a data em que coloquei o script do Google Analytics no site. Uma retrospectiva do ano que passou será feita em breve, com comentários a respeito do crescimento do site e por aí vai. Fiquem com o Top 5 2009!

Top 5 – Páginas

1. Home: 10.407 acessos únicos
2. Livros Oficiais: 2.304
3. Personagens: 2.130
4. Feed: 2.114
5. Estilos de Luta: 1.994

Obviamente, a home do site aparece em primeiro quando o assunto é páginas mais acessadas, com uma diferença de quase 5 vezes mais do que o 2º colocado, que é uma das principais atrações do site: os livros traduzidos. A página de personagens não poderia faltar, visto que é atualmente a página que mais recebe atualizações, devido às adaptações dos personagens dos games. Para completar, o Arquivo (que armazena um índice de todos os posts do site) e a página com os Estilos de Luta.

Top 5 – Posts

1. Akuma: 1053 acessos únicos
2. Gouken: 1042
3. Karate Shotokan: 987
4. Thai Kickboxe: 793
5. Como desbloquear pop-ups?: 602

Top 5 com os posts mais acessados, independente do assunto que tratam. Em primeiríssimo lugar, Akuma, o demônio em pessoa, seguido de seu irmão Gouken em 2º. Isso demonstra o fato de que a escassez de informação a respeito destes dois lutadores na internet fazem com que estes dois posts atraíam uma boa quantidade de visitantes (principalmente através de buscas). Em 3º e 4º temos dois estilos muito acessados pelos visitantes, o Shotokan de Ryu e Ken e o Muay Thai de Sagat. Note que isto faz com que as 3 primeiras posições deste Top 5 sejam sobre Karatê! E por último, algo bizarro: o post sobre “Como Desbloquear Pop-ups?”é o 5º mais acessado do blog, devido à grande quantidade de pessoas que não sabem fazê-lo e buscam na Internet informação a respeito. O engraçado é que o foco do site não é esse, mas foi colocado esse post para que seja possível visualizar as Planilhas dos personagens.

Top 5 –  Cultura

1. Arthur Garcia: 300 acessos únicos
2. Marcelo Cassaro: 295
3. Coisas que aprendi jogando Street Fighter: 204
4. A História do RPG: 179
5. A Nacionalidade em Jogo: 160

Agora o assunto é Cultura: entrevistas, contos, fanfics, artigos e por aí vai. Quase juntos, os dois melhor colocados são os entrevistados Arthur Garcia e Marcelo Cassaro. Enqaunto quetemos um post de humor na 3ª posição, um artigo contendo um resumo da história do RPG e por último, um artigo acadêmico tratando sobre o aspecto social do jogo Street Fighter 2 e a visão nipônica a respeito do Brasil durante a criação do jogo. Achei que a entrevista com o Alexandre Nagado seria um dos Top 5 por ter sido a primeira do site, mas me enganei.

Top 5 – Cenário

1. Guerreiros Mundiais: 363 acessos únicos
2. Shadaloo: 287
3. Interpol: 243
4. MMA – Mixed Martial Arts e Pirâmide do Poder: 189
5. Timeline de Street Fighter: 170

Nesta categoria, foram avaliados os post sobre o cenário de Street Fighter que mais tiveram acessos. Primeiro colocado, o post sobre os Guerreiros Mundiais já era esperado, uma vez que trata basicamente dos astros de Street Fighter RPG, a elite do circuito. Em 2º temos, coincidentemente, os antagonistas do jogo, o império do crime Shadaloo (porta de entrada para muitos outros posts de Cenário). Em 3º, temos um simples post descrevendo a Interpol no mundo de Street Fighter (que será expandido futuramente com um suplemento próprio). Em 4º, empate entre o post sobre MMA e sobre a Pirâmide do Poder da Shadaloo, que detalha a organização hierárquica da organização. E por último, a Timeline de Street Fighter, citando cronologicamente os acontecimentos de toda a saga.

Top 5 – Características

1. Satsui no Hadou: 225 acessos únicos
2. Arena: 141
3. Psycho Power: 131
4. Força: 126
5. Honra: 121

Top 5 das características mais acessadas do blog, com 3 Antecedentes no topo do ranking, seguidos de um atributo e um renome (com muito Cenário embutido). Curiosamente, os visitantes são atraídos por posts de novas características, principalmente Antecedentes Únicos, mesmo o site contendo todo o material oficial também. Isso mostra que o grande público gosta de adaptações e novas regras, que serão o foco em 2010.

Top 5 – Manobras Especiais

1. Shun Goku Satsu: 298 acessos únicos
2. Ansatsuken: 296
3. Maka Wara: 266
4. Shoryuken: 254
5. Ashura Senkuu: 217

Muitas surpresas no Top 5 de Manobras Especiais. Assim como Akuma é o post mais acessado do blog, a sua manobra mortal, Shun Goku Satsu (Raging Demon ou Instant Hell Murder) é a manobra mais acessada do blog! Além disso, a arte dos punhos assassinos Ansatsuken e o seu Ashura Senkuu, também manobras de Akuma, também estão no Top 5 de manobras!!! E eu que imaginava que coisas relacionadas a Ryu e Ken atrairiam muito mais visitantes…Em tempo, o Shoryuken dos discípulos de Gouken se encontra na 4º posição, e um inusitado Maka Wara em 3º (não entendi, mas tudo bem).

Top 5 – Estilos

1. Karate Shotokan: 987 acessos únicos
2. Thai Kickboxe: 793
3. Ninjitsu: 538
4. Forças Especiais: 503
5. Savate: 487

Seguindo a tendência, temos o Shotokan de Akuma em 1º, um pouco distante do Thai Kickboxe de Sagat. Em 3º o Ninjitsu de Guy, em 4º as Forças Especiais de Guile e por último o Savate de…Jacques Desroche? No mínimo inusitado…

Top 5 – Personagens

1. Akuma: 1053 acessos únicos
2. Gouken: 1042
3. Ryu: 854
4. Goutetsu: 695
5. Blanka: 652

E por último, provavelmente o Top 5 mais esperado: o de Personagens. Adivinha quem é o 1º lugar? Sim, nosso amigo ruivo de gi negro: Akuma. Seguido por Gouken e seu discípulo Ryu. Sim, o Ryu ficou em 3º lugar no Top 5 de personagens!! Eu particularmente não curto muito Ryu, mas sei que ele é o favorito da galera e estranhei esse resultado. Mesmo. Em 4º eu esperava o Ken, mas veio…Goutetsu! Nossa! Tem gente que nem sabe da existência dele, mas é lógico se pensar que ele tem referências nos post de Akuma e Gouken (os cabeças deste Top 5). E por último, nosso conterrâneo Blanka. Sim, Ken não aparece no Top 5. Nem Chun Li. Estranhou? Fui atrás deles e descobri que o Ken ficaria em 6º (633 acessos), o Sagat em 7º (619) e o Guile em 8º (com 384 acessos). Nem sinal da Chun Li.

Conclusões

Eu sabia muito antes de começar um blog a respeito de Street Fighter, que a família Shotokan atrairia o maior número de visitantes, mas imaginava algo como Ryu e Ken no topo dos Top 5. Ao invés disso, fomos uma geração atrás, com Akuma e Gouken!! Isso mostra que o foco para 2010 deve ser: dar menos atenção a lutadores tarimbado da galera (tipo Ryu e cia.) e focar em personagens mais obscuros e pouco explorados (tipo Akuma e cia.) pela mídia e internet. Já estamos fazendo isso a algum tempo com os personagens de Street Fighter 4 que são super difíceis de encontrar informações e temos obtido bons resultados. Em 2010 esse trabalho vai se intensificar com o lançamento de Super Street Fighter 4 e contamos coma colaboração dos visitantes, para que continuem enviando seu feedback e sugestões. Fui!