Arquivo da tag: kickboxe

Joe Talley

sf5-joe


Altura: 1.85m
Peso: 81kg
País: EUA
Nascimento: 1963 (24 anos em SF1)

Joe Talley é um lutador de rua que vive em uma ferrovia assim como muitos sem-tetos na sociedade americana. E como muitas pessoas que vivem nessas condições, Joe encontrou na violência uma válvula de escape e um ganha-pão.

Nada se sabe sobre o passado de Joe, ou o que levou ele à imundície das ruas. Alguns dizem que ele foi mandado pelos seus pais para um escola militar pois não aguentavam em casa. Ele teria fugido de lá quando não suportou mais o rigor da instituição e passou a viver nas ruas desde então. O seu jeito de lutar, com técnicas mal-treinadas e muito enferrujadas, é típica de lutadores de rua, embora ele domine um ou dois movimentos que normalmente decidem seus combates. Durante suas lutas, Joe usa todos os meios possíveis para vencer, inclusive jogando sujo se necessário. Isso faz com que ele não seja respeitado como um grande lutador dentro do circuito Street Fighter.

Joe desenvolveu um estilo próprio de luta, que ele chama de Back Strike (Ataque por Trás), cheio de golpes sujos, trapaças e golpes rápidos. Na verdade seu estilo não chega a ser uma arte marcial, e sim uma mistura de instinto de sobrevivência, luta-livre e briga, embora alguns digam que seu estilo possui semelhanças com o Kickboxe ocidental. É dito inclusive, que ele teria tido lições de kickboxe com um velho lutador, o que explica alguns de seus movimentos similares aos de Dee Jay.

Crônicas depois de Street Fighter 1: Embora ele tenha participado do primeiro torneio mundial, ele nunca mais recebeu convites, devido à sua falta de técnica e desempenho ridículo. Desde então, Joe não foi mais visto em grandes torneios. Provavelmente deve ganhar alguns trocados competindo em porões de bares e casas noturnas, embora ele tenha potencial pra muito mais que isso.

Aparência: Joe possui 1,85m e 81Kg, o que o torna um alto e musculoso lutador, de aproximadamente 24 anos (SF1). Ele é americano e possui cabelos loiros, bem curtos, e pele bem clara. Aparentemente não causa mais medo do que um capanga qualquer, devido à sua aparência desleixada, sempre com calças surradas e lutando sem camisa.

Interpretando Joe: você vive nas ruas desde que se conhece por gente e já tentou inúmeras vezes sair dessa vida, principalmente através do street fighting. Apesar de seus esforços, tendo inclusive estado entre os maiores lutadores de sua época, você acaba sempre voltando para os vagões de trem abandonados de Chicago, Nova York ou qualquer outra cidade que lhe possa oferecer um teto e boas lutas. Regularmente você se questiona se não devia aceitar os convites da Shadaloo. É um serviço sujo, mas ao menos eles pagam bem.

Joe como NPC

Joe é um lutador que já esteve entre os melhores do mundo. O ostracismo pode fazer com que jogue para o “lado negro”, visto que de fato nunca foi bonzinho. Um bom plot seria ele agindo para criminosos para ganhar alguma grana. Nada de especial, não é um personagem muito profundo.

joe_2

 

* Fontes: Joe é um personagem oficial de Street Fighter 1, mas não da White Wolf. Sua planilha e história foram criadas por Eric Musashi da Shotokan RPG e levemente alterada por Fernando Jr da SFRPG Brasil com base no The Street Fighter Plot Canon Guide. Não existe muita informação sobre Joe, este post está cheio de fillers.

Dee Jay

Dee Jay



Altura: 1.84m
Peso: 92kg
País: Jamaica
Nascimento: 31/10/1965 (30 anos em SF4)

O lutador conhecido como Dee Jay cresceu na Jamaica. Começou como um cantor de reggae, se apresentando em bares de Montego Bay a Key West. Durante uma apresentação em Miami, Flórida, Dee Jay assistiu a seu primeiro torneio de kickboxe na TV. Foi amor à primeira vista. Começou a treinar imediatamente, e o kickboxing se tornou para ele uma nova maneira de expressão.

Foram apenas cinco anos de treino até Dee Jay sentir que estava pronto para competir. Ele fez algumas lutas profissionais nos Estados Unidos e se tornou conhecido por suas vitórias e pelo show que dava para o público durante as lutas. Quando Dee Jay recebeu pela primeira vez um convite para lutar em um torneio secreto Street Fighter, ele recusou participar – mas foi assistir. Depois de ver os estonteantes movimentos especiais que alguns dos lutadores dominavam, Dee Jay percebeu que tinha de treinar muito mais antes de estar pronto para uma competição daquele nível. Foi o que ele fez.

Dee Jay logo desenvolveu uma veloz seqüência de socos uppercut e alguns devastadores chutes rodados. Mas ele ainda não sentia que estava pronto, até que um acidente bizarro aconteceu. Durante um concerto nas Ilhas Virgens Americanas, Dee Jay acreditou que realmente estava em sintonia com público. Quando atingiu uma certa nota, algo dentro dele se libertou. Um rompante de sônica se projetou de seu interior e explodiu um dos alto-falantes em pedaços. Todos acreditaram que o aparelho tinha explodido por si mesmo, mas Dee Jay sabia a verdade. Ele tinha, de alguma forma, liberado um poder latente. Levou um ano para focalizar esse poder sônico, mas eventualmente Dee Jay dominou a técnica, que chamou de seu “Max Out“.

Crônica em Street Fighter Alpha: Armado com os seus próprios movimentos especiais, Dee Jay aceitou o seu próximo convite para um torneio Street Fighter. Ele passou pela competição com um estilo espetacular que deixou as multidões pedindo por mais. Dee Jay logo se tornou uma atração regular nos torneios Street Fighter, sua popularidade está crescendo rapidamente. Dee Jay pretende ser o mais perfeito lutador e showman, ambos combinados em um só. Ele já tem uma das maiores legiões de fãs entre os Street Fighters. Seus fãs viajam por todo o mundo para vê-lo se apresentar, e Dee Jay até hoje não os decepcionou.

Crônica em Street Fighter 2: Dee Jay recentemente foi descoberto por uma grande gravadora e está precisando de inspiração para um novo estilo musical e entende que enfrentando os maiores lutadores do mundo ele encontrará o ingrediente que falta para suas músicas.

Crônica em Street Fighter 4: Dee Jay estava certo. O último torneio mundial lhe deu a inspiração que precisava e ele tem venddido milhões de cópias do seu álbum. Seu novo empresário Rick (e o pássaro dele Beramacha) estão ficando ricos e para seu novo álbum Dee Jay entra no novo torneio mundial promovido por Seth, para mostrar à todos que é o melhor lutador e músico do planeta!

Interpretando Dee Jay: você é o maior exemplo de atitude caribenha: “Não se preocupe, seja feliz”. Nada o agrada mais que entreter os outros. Você está constantemente sorrindo, rindo, falando ou dançando, até enquanto dorme. Mas que não haja dúvidas, você leva seu kickboxe a sério. Você está aí para provar que é o melhor; apenas quer se divertir enquanto faz isso.

Aparência: quando luta, Dee Jay usa luvas de Boxe e suas prórpias calças de treinamento, com a palavra Maximum escrita nas pernas. Sua face sorridente já distraiu mais de um oponente durante uma luta.

Lema: O seu problema é que você não tem nenhum ritmo.

Dee Jay como NPC

Dee Jay é um showman. Onde tiver multidões para ouvi-lo cantar, lutar ou ambos, ele estará lá. Nada o estressa, ele apenas quer a fama e o ritmo, então o Narrador não precisa de nenhum argumento muito convicente para usá-lo em suas crônicas.

Dee Jay mostrando seus chutes

Guerreiros Mundiais

Matrix

Matrix


Matrix é um enigma, envolto em mistério. Ninguém, nem mesmo Matrix, sabe de onde ela veio. Alguns dizem que ela foi um experimento em cibernética abandonado, enquanto outros acham que ela foi desenvolvida como um protótipo de assassino cibernético e escapou. Tudo o que se sabe com
certeza é que ela apareceu no circuito Street Fighter há 2 anos e está crescendo em fama.

Durante seu tempo no circuito ela fez poderosos amigos e igualmente poderosos inimigos. Uma vez, em uma entrevista televisiva, ela foi questionada sobre seus implantes mecânicos – em particular, onde eles foram fabricados. Matrix respondeu que embora ela não tivesse uma resposta definitiva, seus membros artificiais “deveriam ter sido construídos nos EUA – somente os EUA possuem a especialidade para tais obras-de-arte”

“E o Japão?” o repórter perguntou. Matrix recompôs seu ar superior, dizendo, “Japão? Todo mundo sabe que a eletrônica japonesa não chega nem perto de ser sofisticada como sua contraparte americana. Porque eles não são mais do que meras imitações aproveitadoras da boa e velha ingenuidade americana.”

Independente da inverdade estrondosa desta afirmação, o Japão ficou furioso com a falta de tato de Matrix. Desde aquele momentâneo lapso de discrição, o qual foi televisionado repetidamente pela NHK Tokyo, a vida de Matrix tem se tornado uma luta após a outra. Lutadores japoneses, ciborgues em particular, procuram por Matrix, jurando fazê-la pagar caro por sua arrogância. A maioria destes ciborgues acabaram derrotados, mais por sua falta de experiência e treinamento do que por alguma vantagem tecnológica que Matrix pudesse ter sobre eles.

Desde então Matrix tem desenvolvido um respeito aversivo pelos japoneses e sua engenharia avançada. Embora ela possa respeitar os japoneses agora, ela ainda está sendo procurada e desafiada por Street Fighters deste país. Embora tente o quanto possa, ela simplesmente não consegue abalar o rótulo de sectária.

Aparência: Matrix é uma jovem mulher de constituição
média com cabelo azul curto. Ela poderia ser considerada atraente se não fosse pelas placas artificiais cromadas em suas pernas e em seu braço direito. A maioria dos homens acha seu olhar exótico extremamente sensual à distância; quando perto, a maioria dos seus fãs mais durões acha o toque gelado de sua mão desencorajador. Dentro da arena, ela veste uma roupa justa de academia para permitir liberdade de movimentos, mas prefere cobrir seus membros prateados.

Interpretando Matrix: você é uma proscrita sem memória de sua origem ou de sua família. Isto a torna difícil de integrar-se à sociedade. Você tende a chicotear com comentários agressivos aqueles que lhe aborrecem. Com mais
freqüência que o comum, esses depoimentos da sua língua afiada metem você em problemas. Você diz o que está em sua mente, freqüentemente sem perceber as implicações disso.

Lema: Nossa, isso foi só uma piada! Controle-se, está bem?

Cibernéticos

Chuck Liddell

Chuck Liddell


Charles David Liddell é o nome dessa ex-fera do MMA. Chuck Lidell ou simplesmente “The Iceman” (O homem-de-gelo) já foi o mais poderoso e mais frio lutador do circuito profissional de MMA. Ele entrava no ringue sério e, acabava com seu oponente, independente de quem fosse, saindo em seguida sem nem mesmo comemorar sua vitória, o que lhe rendeu o apelido.

Chuck iniciou cedo nas artes marciais, primeiro no Karatê aos 12 anos e depois treinando Kempo e Luta-Livre. Mais tarde, foi para o mundo do Kickboxe, onde participou do circuito profissional até por fim conhecer Dana White, que estava agenciando lutadores para um estilo novo de Vale-Tudo, chamado MMA. Chuck aceitou o desafio e juntos, fizeram fama e fortuna no mundo MMA, época em que Liddell adicionou Jiu Jitsu Brasileiro ao seu repertório. Chuck foi o lutador que mais vezes defendeu o título de sua categoria, a meio-pesado, considerada por muitos a categoria mais difícil do circuito.

Liddell é um dos mais respeitados lutadores da história do MMA, tendo atingido o auge de sua carreira após defender seu cinturão pela quarta vez consecutiva. Porém, Liddell acabou ficando farto do UFC, uma vez que parecia não haver oponentes para vencê-lo. Belfort, Wanderlei Silva, Tito ortiz, Couture. Todos, e muitos outros, caíram ante seus golpes violentos e precisos. Liddell esta frustrado.

Dana White não ficou nem um pouco surpreso quando Chuck decidiu encerrar sua carreira no MMA e lhe fez uma outra proposta: participar de um circuito muito mais desafiador e violento do que qualquer combate no octógono poderia ser, o circuito Street Fighter. White e Liddell, juntariam suas expertises nos ringues e nos negócios mais uma vez, para dominar um novo mercado, o de lutas ilegais.

Chuck se aposentou legalmente das lutas profissionais, tendo passado seu cinturão para Quinton Jackson em uma luta que Liddell não tinha a mínima vontade de vencer. Desde então compete somente no circuito Street Fighter e exclusivamente para o seu empresário. Ele é o campeão de White no Money Guys e estava invicto até enfrentar Jack Miller, o campeão de Bob Reagan. Jack venceu Chuck nos últimos três torneios, o que criou uma extrema rivalidade entre os dois. É uma rivalidade sadia, do tipo que Chuck não sentia a anos, e isso fez com que ele intensificasse seus treinos para o próximo Encontro das Feras e renovasse seu espírito lutador, há muito adormecido desde que praticava Kickboxe amador.

Aparência: Chuck é um veterano do Vale-Tudo e sua aparência mostra isso. Chuck está na meia-idade, mas seus músculos são bem desenvolvidos e sua constituição física é perfeita. Chuck possui diversas cicatrizes menores, fruto de cortes e escoriações nos ringues duraante seus mais de 10 anos como lutador. Chuck usa a cabeça raspada (como grande parte dos lutadores de MMA) e usa uma barba finamente cortada ao redor da boca, provavelmente o único traço de vaidade em Liddell. Seu olhar é sempre frio e indomável, por maior e mais forte que seja o oponente.

Interpretando Liddell: você foi o maior lutador do MMA de sua época, agora será o maior lutador do circuito Street Fighter. Você não teme nada nem ninguém, e não luta por dinheiro ou fama, mas pelo prazer de se manter em pé após dezenas de golpes e ainda ter força para derrubar seu oponente na arena. Esse tipo de sensação, dinheiro algum no mundo pode comprar. Você se orgulha de estar ao lado de Dana White desde o início do UFC e valoriza essa amizade e confiança acima de tudo.

* OBS: este personagem não é oficial da White Wolf. Ele foi criado com base em um lutador homônimo real, porém sua história foi dramaticamente alterada para se enciaxar no mundo de Street Fighter RPG.

Chuck Liddell acabando com um oponente!

MMA RPG

Karin Kanzuki

Karin_pt


Altura: 1.62m
Peso: 48kg
País: Japão
Nascimento: 15/09/1973 (16 anos em SF Alpha)

Karin é a filha única de Nadeshiko e Daigen Juurou, um magnata muito importante e rico no Japão, membro de uma família extremamente rica e corporativista, tendo crescido com um grande senso de dever para com a honra de sua família. “Ser a vencedora de tudo” era seu lema. E até o dia em que enfrentou Sakura Kasugano pela primeira vez, ela tinha sido vitoriosa em tudo que já havia tentado na sua vida. A começar com sua primeira provação, aos 9 anos de idade.

Poucos sabem, mas todos os homens nascidos na família Kanzuki passam por uma provação quando atingem a idade de 9 anos: eles são deixados sozinhos nas florestas profundas que circundam o monte Fuji, no Japão. Lhes é dado uma pequena quantidade de comida e água e eles tem de sobreviver sozinhos na floresta ao mesmo tempo em que tem de encontrar um meio de escapar de lá. Somente se eles saírem da floresta com vida é que terão capacidade de levar adiante o império financeiro da família Kanzuki. Como o pai de Karin desejava muito um filho, ele resolveu tratar Karin do memso jeito que trataria um garoto, lhe impondo uma rígida disciplina marcial. Karin foi deixada a só nas florestas do monte Fuji aos 9 anos de idade, e enquanto seu pai, quando tinha sua idade, demorou duas semanas para sair da floresta, Karin levou 4 dias. Seu pai ficou muito orgulhoso.

Em outra ocasião, quando Karin tinha 14 anos, seu pai lhe fez outro teste de força. Ele soltou 50 touros selvagens nas ruas da cidade, e Karin deveria subjugar todos eles, e prendê-los. Inacreditavelmente Karin realizou a tarefa, enquanto que seu próprio pai na sua idade tinha conseguido conter apenas 49 touros.

Aos 16 anos, ela resolveu estudar em uma escola comum de gente comum para se deliciar com suas vidas simples e sem graça, mostrando pra eles sua superioridade. Seu mordomo, Shibazaki, está sempre com ela e lhe faz todas as vontades. Em paralelo às atividades acadêmicas, Karin continuou seus estudos em diversas artes marciais, como judô, kendô, aikidô, karatê, kopô, Muay Thai, Sanbo, Tae Kwon Do, Hakkyoku, Tai Chi Chuan, Shorinji Kempo, Luta-Livre amadora, entre outras, buscando ser a lutadora mais poderosa do mundo. Aos 16 anos ela já possuía 100 graduações de posto 8 nas suas artes marciais. A junção de todos seus conhecimentos marciais formaram a base do seu própio estilo que ela chama de Kanzukiryu Kakutoujutsu.

Crônica em Street Fighter Alpha: quando conheceu Sakura, Karin estava invicta como a maior lutadora da escola e já tinha ganhado diversos campeonatos regionais. Ela desafiou Sakura por que ouviu rumores de que ela era a garota mais forte da escola. Karin não gostava desses comentários e desafiou-a em público. Após sua derrota, Karin treinou mais duro ainda e partiu pelo mundo atrás de Sakura para desafiá-la novamente. O fato de Sakura estar entre os atuais Guerreiros Mundiais só aumentou a determinação de Karin para vencê-la.

A família de Karin é ainda mais rica que a família de Ken Masters, tendo inclusive um satélite ao seu dispor que fica em órbita da Terra com o nome de Manjushage. Karin já o visitou diversas vezes para olhar o mundo lá de cima. Ninguém exceto a família de Karin e seu mordomo sabem, mas o satélite possui um canhão laser que pode ser acionado pelo mordomo de Karin se assim ela quiser. Ela espera usar ele no dia em que descobrir onde fica a base do império criminoso da Shadaloo. Ela não gosta da tal “Shadaloo” desde que descobriu que eles são uma pedra no sapato do império financeiro de sua família e não perderia uma oportunidade de confrontar seus líderes, sejam lá eles quem forem.

Crônica em Street Fighter 2 e 4: Karin participou do circuito de maneira modesta, galgando seus postos mas não chegou a ser “convidada” ao torneio de Bison ou de Seth.

Crônica em Street Fighter 5: Karin atualmente comanda os negócios bilionários da família e também é a patrocinadora da wrestler R. Mika. Tendo finalmente alcançado o posto de Guerreira Mundial, agora é um dos grandes nomes mundiais do street fighting. Mas Karin não contenta-se a ser uma das maiores empresárias do mundo e lutadora a nível mundial, ela sente-se responsável pela segurança da Terra, reunindo os maiores lutadores do mundo para ajudá-la na missão de derrotar a Shadaloo e impedir os planos malignos de Bison, não poupando recursos nesta tarefa.

Aparência: Karin é uma jovem muito bonita, com cabelos loiros e encaracolados na altura dos ombros. Suas medidas são 1,62m e 48Kg, o que faz com que aparente ser ainda mais jovem do que já, nunca deixando o rosto de 16 anos para trás. Apesar disso, Karin é somente um pouco mais fraca do que a média dos guerreiros mundiais, lhe dando muito trabalho quando lutam. Ela possui um jeito esnobe evidente.

Interpretando Karin: você é rica e mimada. Tem tudo que quer com o menor esforço possível, e nutre uma extrema rivalidade por Sakura Kasugano, sua maior rival, simplesmente por não conseguir equiparar suas capacidades de combate. Você adora se mostrar superior aos demais e geralmente é devido a sua formação rígida e guerreira. Vencer acima de tudo, esse é seu lema e o de sua família, e você o defenderá até a morte. No entanto, sente-se na responsabilidade de usar sua força e riqueza para proteger o mundo, não sendo uma egoísta de todo.

karin-sf5-screenshot2

Karin como NPC

Em Street Fighter Alpha, 2 e 4 ela é uma jovem obstinada em mostrar ao mundo que é uma vencedora e orgulhar sua família. Sua rivalidade com Sakura poderia ser estendida a algum outro personagem, principalmente algum que fosse jovem como ela e tão obstinado quanto. Entretanto, ter Karin como aliada poderia ser muito benéfico ao time, uma vez que é riquíssima. Inclusive com esse dinheiro todo não seria incomum se Karin não criasse seus próprios torneios para ter uma oportunidade de desafiar Sakura ou outro desafeto na luta principal…
Em Street Fighter 5 ela está fortemente empenhada em deter a Shadaloo, e pode ser uma forte aliada ao time dos jogadores.

Karin como Empresária

Em Street Fighter 5, Karin é uma empresária não apenas no mundo de negócios, mas do circuito Street Fighter também. Seu maior case de sucesso é a também recente guerreira mundial Mika Nanakawa, a Rainbow Mika! Certamente ela teria interesse em agenciar lutadores iniciantes mas com grande potencial.

* Fontes: história extraída do The Street Fighter Plot Canon Guide e partes do suplemento Tempos de Glória da Shotokan RPG, posteriormente modificada por Fernando Jr.

karin-kanzuki

Guerreiros Mundiais

Empresários

Paco Juarez

Paco 'Icepick' Juarez


Paco cresceu nas docas de Chicago, onde seu pai trabalhou como estivador. Sua família era de imigrantes espanhóis, vieram da Europa quando ele ainda era jovem, fixando-se em uma pequena vizinhança. Parecia que o Novo Mundo era um bom lugar para a família de Paco. Paco cresceu e viu que seu tamanho e brutalidade faziam fácil obter o que ele queria das outras crianças. Medo tornouse seu negócio e terror era seu cartão de visitas. Ele mandava em sua vizinhança e todo mundo pagava por sua proteção.

Rapidamente ele começou a se mover para outras áreas da cidade – incluindo o território controlado pela Máfia de Chicago. Uma noite, três mafiosos barraram Paco, que era conhecido por "Icepick", e disseram a ele para voltar de onde tinha vindo. Paco pediu que repetissem isso – para seus punhos. 

Três dias mais tarde uma bomba incinerava sua casa matando seus pais. Paco sobreviveu e quis buscar vingança. A Máfia, antecipando seus passos, contratou um lutador chamado Bruno Vespechi. Icepick era forte e rápido, mas não era páreo para um Street Fighter, especialmente um veterano como Vespechi. Juarez tomou uma surra e foi jogado nas ruas de "sua" vizinhança para morrer. Isto poderia ter sido seu fim, se não fosse a ajuda de um estranho, que viu seu estado. O homem levou-o ao seu apartamento e cuidou dele durante os meses que duraram sua recuperação.

Durante este tempo, Paco compartilhou sua história e seu desejo de vingança com seu benfeitor. O homem simpatizou e se ofereceu para treiná-lo em sua escola de Kickboxe Ocidental. Paco, que havia sido rudemente apresentado ao que era um lutador de verdade, aceitou de bom grado. Meses se passaram e a saúde de Paco melhorou, bem como suas habilidades como Kickboxer. Assim como suas habilidades cresciam, seu desejo de vingança crescia também. Finalmente, Paco considerava a si mesmo preparado para vingar a morte de seus pais desafiando Bruno Vespechi para um combate Street Fighter. Bruno se sentiu afrontado pelo jovem e aceitou.

Icepick estava de volta em excelente forma física. Bruno foi surpreendido pelas novas habilidades de Paco e perdeu seu primeiro round sem encostar uma mão no rapaz. O embaraçado Bruno não entendia o que estava acontecendo, e Juarez ria muito dele e de sua patética performance. Ninguém ria de Vespechi e vivia para contar história.

O segundo round foi completamente diferente. Bruno sabia o que esperar agora. Primeiramente o round parecia que ia teminar em empate, mas então Bruno desferiu um poderoso gancho que tonteou o jovem lutador. Não satisfeito em meramente ganhar a partida, Bruno pôs um par de socos-ingleses que ele guardava na jaqueta e começou a destruir com Icepick.

Quando Bruno terminou, Paco necessitava novamente de cuidados médicos, mas desta vez, bem maiores do que seu amigo podia oferecer. Seus braços e pernas estavam com todos os ossos esmigalhados.

A equipe do Hospital de Chicago deu o seu melhor, mas a extensão das fraturas era muito grande. Paco mal poderia andar, mas nunca mais lutar. Pelos próximos meses, Paco viveu em uma cadeira de rodas em um pequeno apartamento.

Um dia um homem bem vestido visitou Juarez em sua casa. O homem lhe explicou sobre um novo experimento cientifico e queria saber se Paco não estava interessado em implantar equipamentos cibernéticos que ajudariam-no a ter de volta sua mobilidade. Paco aceitou e foi levado a um laboratório secreto, onde seu primeiro grupo de implantes ciberneticos de braços e pernas foram instalados.

Desde então Paco já experimentou diversos tipos de melhorias e constantemente tem aumentado a rigidez com a qual testa os equipamentos em treinos árduos. Ele é relativamente um novato no circuito Street Fighter e deseja muito encontrar Vespechi nos ringues novamente, mas vê isso com um objetivo a longo prazo. Icepick não dá bola para nada, exceto sua vingança, não somente contra Bruno, mas contra toda a Máfia.

Aparência: Icepick é um grande homem que parece maior ainda devido aos seus braços mecânicos. Suas pernas parecem normais, a menos que se dê uma olhada mais cuidadosa. Os braços foram completamente refeitos, fazendo com que Paco se torne muito mais largo do que realmente é. Tubos cromáticos saem de alguns orifícios e penetram em sua pele em alguns pontos, provavelmente ligando-os aos seus músculos "reais". Paco normalmente tenta esconder a natureza de seus braços através de roupas grandes, a menos que queira intimidar alguém (como em um combate).

Interpretando Icepick: você está obstinado com sua vingança e nada ficará entre você e Vespechi. No ringue você considera seu oponente como uma simples maneira de testar suas habilidades antes de se encontrar novamente com Bruno. Seus braços e pernas mecânicos fazem com que seja dificil alguém se aproximar de você, todos o temem pela sua aparência. Outros Street Fighters respeitam suas habilidades no ringue, mas nenhum se tornou seu amigo. Está tudo bem, você realmente não tem tempo para ser alguém sociável. Seu único objetivo é sua vingança. Quando oportunidades aparecem, você faz o máximo para atrapalhar operações da Máfia e acabar com seus soldados. Isto faz com que você tenha muitos inimigos poderosos.

Lema: Hey! Eu acho que disse para você sair daqui. Você não faz idéia do que vai acontecer caso você atravesse esta sala e queira me enfrentar.

Cibernéticos

Kickboxe

Dee Jay - Campeão Mundial de Kickboxe Ocidental

O Kickboxing Ocidental começou como uma tentativa de tornar as artes marciais mais atraentes para o público americano. Combinava o karatê, o kung fu, o boxe e o boxe tailandês. Teve uma boa audiência quando se tornou um esporte pela primeira vez e começou a ser exibido em cadeia nacional pelas redes de TV, mas os americanos logo ficaram entediados quando viram que não tinha o mesmo brilho das outras artes marciais. De qualquer forma, tem seus praticantes.

O Kickboxing tenta ser uma versão mais elaborada do Boxe, e seus estudantes provam isso.

Eles tentam combinar o exibicionismo do boxe com a disciplina das artes marciais. Eles pegam alguns dos movimentos mais simples das artes marciais e tentam torná-los mais atraentes adicionando giros e saltos. Isto ocasionalmente pode parecer uma perda de tempo, porém, mais de um lutador já perdeu a calma, e a luta, para um kickboxer habilidoso. O kickboxing ocidental usa muitos socos do boxe e chutes do boxe tailandês e karatê. Na verdade, muitos lutadores de kickboxing ocidental começaram suas carreiras como boxers amadores.

Recentemente o kickboxing voltou a chamar a atenção do público. Foram lançados diversos filmes baseados neste esporte, e lutas são transmitidas pela TV. O lutador jamaicano Dee-Jay tem impressionado e entretido o público, adicionando sua própria mágica a este esporte. Sob a orientação adequada, o kickboxing ocidental pode vir a provar ser um estonteante novo estilo.

Escolas: escolas de kickboxing podem ser encontradas em qualquer grande cidade. Aquelas encontradas na Filadélfia, Nova Iorque e Washington D.C. são normalmente as melhores, devido aos profundos antecedentes de boxe nestas cidades. Isso não quer dizer que as escolas em outras cidades sejam ruins, mas as boas academias são mais difíceis de encontrar. Kickboxing é um dos estilos mais organizados. Ele segue o formato normal de treinamento e publicidade que fez do boxe um sucesso. O treinamento em si é tão duro quanto no boxe, às vezes até mais. Empresários e treinadores mantém os lutadores em um esquema de horário restrito que toma muito tempo livre e liberdade dos boxers. Pode parecer chato, mas a maioria dos treinadores não tem problemas em mostrar a porta da rua para os estudantes rebeldes ou desobedientes.

Membros: qualquer um pode treinar para ser um kickboxer, mas poucos realmente se tornam lutadores. A maioria desiste, outros não têm o que é preciso para vencer. A maioria dos melhores lutadores é composta por meninos de rua que têm algo a provar.

Conceitos: durão de rua; membro de gangue; boxer; atleta
Chi Inicial: 2
Força de Vontade Inicial: 5
Lema:Tenho lutado a vida toda para sair das ruas, e o kickboxing me mostrou como. Devo minha vida a ele.

O atual Campeão Mundial neste estilo é o reggaeiro jamaicano Dee Jay.

Manobras Especiais
Soco Chute
Cross Counter (3)*
Dashing Punch (5)
Dashing Uppercut (2)
Double Hit Punch (1)*
Dragon Punch (5)
Ducking Straight (2)*
Ducking Upper (2)*
Fist Sweep (2)
Heart Punch (4)
Hyper Fist (4)
Jet Uppercut (5)*
Lunging Punch (2)
Machine Gun Blow (4)*
Rekka Ken (5)
Ressen Ha (3)*
Short Swing Blow (3)*
Spinning Back Fist (1)
Spinning Knuckle (3)
Turn Punch (5)
Ax Kick (3)
Double Dread Kick (3)
Double-Hit Kick (1)
Flying Knee Thrust (1)
Flying Twin Kick (4)*
Reverse Frontal Kick (1)
Rising Jaguar (5)*
Sanren Geki (5)*
Slide Kick (2)
Spin Kick(5)*
Stepping Front Kick (4)
Tiger Knee (5)
Wounded Knee (2)
Bloqueio Esportes
Counter Attack (2)*
Deflecting Punch (1)
Apresamento Foco
Back Roll Throw (1)
Brain Cracker (1)
Knee Basher (2)

*OBS: manobras marcadas com um ‘*’ não são oficiais da White Wolf e foram criadas por fãs do jogo.