Criando Estilos

Muitas vezes, artistas marciais não se contentam com apenas uma arte marcial. Eles aprendem outras, fundindo as qualidades que preferem e criando um estilo único. Um bom exemplo é alguém que treine um pouco de Karatê Shotokan e um pouco de Kung Fu. Ele não se aprofundará em nenhuma das artes, mas criará um estilo só seu, com um forte soco e boa base, mas também com boas esquivas e boa movimentação de pernas. Em Street Fighter, isso é exemplificado por Guerreiros Mundiais, como Vega, que fundiu Ninjitsu e Savate para criar seu Ninjitsu Espanhol, ou mesmo M. Bison, que unificou movimentos militares com seus poderes psíquicos.

No enredo, inclusive, é mencionado que lutadores aprenderiam novos estilos, como Sagat, que teve a promessa de M. Bison de aprender seus poderes psíquicos para poder derrotar Ryu. Contudo, Sagat seguiria sendo um lutador de Muay Thai, mas precisaria reorientar sua forma de luta de modo a aprender os poderes de Foco do Ler Drit. Desse modo, um novo estilo seria criado.

Durante uma crônica, pode ocorrer de um personagem querer aprender as bases de uma Técnica pertencente a outro estilo, criando sua própria arte marcial. É preciso que o personagem gaste pontos no Conhecimento Estilos, devendo possuir 5 pontos para poder desenvolver sua própria arte marcial. Além disso, ele deve desenvolver a Técnica escolhida até 3, no mínimo, para lograr desenvolver sua própria arte marcial. Uma vez cumprindo os pré-requisitos, e tendo um professor, ele poderá criar sua própria arte marcial. Ele deverá abandonar alguma Técnica de seu estilo antigo, para a qual poderá apenas aprender manobras abertas (pagando o custo máximo, para “Qualquer estilo” ou “Outros”, nessa Técnica), e ganhará a Técnica escolhida do novo estilo, com sua lista de manobras. No caso de Sagat, ele abandonaria a lista de Apresamento de Muay Thai e ganharia a lista de Foco de Ler Drit. Eventuais manobras restritas que ele possuísse na Técnica perdida seriam esquecidas, por sua mudança de base. Outras, pelas quais tivesse pagado mais barato, teriam a diferença de custo paga em experiência, em sua adaptação ao novo estilo (como no caso de um lutador de Kung Fu que descartasse seu Apresamento, mas já possuísse Grappling Defense; ele teria que pagar mais 4 pontos de experiência para manter a manobra, agora que pagaria o custo máximo pela manobra).

Como a cada Técnica aprendida de um novo estilo, o lutador perde uma de seu estilo inicial, o máximo de estilos que podem ser mesclados é três, restando o lutador com três Técnicas de estilos principais, e outras três sem manobras, para as quais ele só pode comprar aquelas que possuem “Outros” ou “Qualquer Estilo” em sua lista de Pontos de Poder (Movimentos Comuns). Além dessas manobras, ele ainda poderá possuir aquelas que sejam restritas, mas estejam disponíveis para todos os seus estilos principais. No caso, por exemplo, de um lutador que tenha Chute de Karatê Shotokan, e Apresamento e Foco de Kung Fu, ele ainda poderá aprender Dragon Punch (que é disponível aos seus estilos principais) pelo custo 5, o maior pago por eles.                     

Para um personagem iniciante que queira já começar com um novo estilo, a mecânica é semelhante: o personagem deverá escolher três técnicas, dividindo entre os estilos que quiser mesclar. Por exemplo: Soco e Foco do Karatê Shotokan e Esportes do Kung Fu. Desse modo, ele terá todas as manobras dos estilos nas Técnicas que tiver escolhido.

No entanto, nas outras técnicas o Narrador incluirá manobras que combinam com TODAS as artes mescladas, sendo que se não combinar com alguma delas, não poderá ser incluída.
Isso é fácil para personagens iniciantes. Mas se um jogador decidir fazer isso no meio da crônica, ele deverá aprender a outra arte marcial no decorrer do tempo. E conforme os fundamentos forem conflitando, os da antiga arte marcial serão esquecidos. Ele não poderá aprender nada que vá contra alguma manobra que já conheça, senão será incapaz de executá-la, perdendo a habilidade de fazê-lo (como alguém que tem Flaming Dragon Punch e escolhe Soco do Kung Fu).

O Chi e a Força de Vontade iniciais deverão ser a de um dentre os estilos escolhidos. Caso sejam apenas dois estilos, serão Chi e Força de Vontade daquele que tiver duas Técnicas principais.

Mesclar estilos é algo muito comum entre lutadores de MMA, que somam os Apresamentos do Jiu Jitsu, da Luta Livre ou do Sanbo com os Socos do Boxe e chutes do Kickboxing Ocidental ou Muay Thai.

Por fim, de o Jeet Kune for escolhido para alguma Técnica, ele não mantém sua característica de aprender manobras fechadas, podendo o lutador aprender apenas o que lhe estiver disponível pelas listas.

Exemplo de estilo:

Mixed Martial Arts – MMA

Estilo de luta criado há pouco tempo. Ele, juntamente com o Gracie Jiu Jitsu e a Capoeira, colocam o Brasil num alto patamar entre os países que possuem artes marciais poderosas, porém, ao longo dos anos 2000 e 2010, ganhou variantes nos EUA, na Europa e na Ásia, lançando grandes lutadores aos mais altos postos.
O estilo é baseado em vários outros, mesclando socos de boxe, chutes de kickboxing e agarrões de jiu-jitsu ou luta livre. Isso torna a arte muito ampla, apesar de essa amplitude deixá-la um tanto sem direção.
Escolas: Não há exatamente "escolas" para este estilo, que costuma ser ensinado por Personal Trainers para grandes lutadores. É uma forma de defesa parecida com a de policiais e agentes, visando explorar todas as técnicas possíveis. Não possui uma filosofia forte como artes do oriente.
Membros: Por ser ensinada por professores contratados, é óbvio que qualquer um é aceito. A arte costuma variar de aluno para aluno, de modo que pode combinar técnicas de Muay Thai e Luta Livre em algumas variantes.
Conceitos: lutador de MMA, jovem playboy, street fighter, membro de gangue
Chi inicial: 1
Força de Vontade inicial: 6
Lema: "Se quiser ser o melhor, tem que saber fazer de tudo: socar, chutar, imobilizar...
Se não souber, era, meu irmão!"

Manobras Especiais

Soco (Boxe): Dashing Punch (4), Dashing Uppercut (1), Fist Sweep (2), Head Butt (1), Heart Punch (4), Hyper Fist (4), Lunging Punch (2), Rekka Ken (5), Turn Punch (4)
Chute (Muay Thai): Double Dread Kick (3), Double-Hit Kick (1), Flying Knee Thrust (1), Foot Sweep (1), Lightning Leg (4), Wounded Knee (2), Tiger Knee (4)
Bloqueio: Nenhuma
Apresamento (Jiu Jitsu): Air Throw (1), Back Breaker (2), Back Roll Throw (1), Dislocate Limb (3), Grappling Defense (2), Hair Throw (2), Improved Pin (2), Neck Choke (1), Pin (2), Stomach Pump (3), Suplex (1), Thigh Press (2), Throw (grátis)
Esportes: Nenhuma
Foco: Toughskin (3)

Complicações

Um jogador pode, por opção sua, adicionar alguma das manobras que só um ou dois estilos possuem nas técnicas não selecionadas, mas para isso ele deve perder uma manobra na lista que tenha o mesmo custo em Pontos de Poder, selecionada pelo Narrador.
Por exemplo: Luís Garcia quer adicionar ao seu MMA a manobra de Esportes Jumping Shoulder Butt, que custa (1) para Boxe e Muay Thai, mas que não pertence ao Jiu Jitsu; assim ele está se especializando mais nas duas primeiras artes que no Jiu Jitsu, o que o faz perder o Suplex pelo custo (1).
Mais tarde, Luís tem a chance de aprender Zen No Mind com um mestre, contudo apenas Muay Thai e Jiu Jitsu são aptos a ela (num custo 3), enquanto Boxe não é. Entende-se que ele está se centrando mais nesses estilos que no Boxe, e por isso ele deve perder uma manobra de custo (3). Como não há nenhuma, ele pode perder Fist Sweep (2) e Head Butt (1), ou então alguma de custo 4, como Hyper Fist.