O que está disponível de Street Fighter

Versão oficial + Netbooks sobre os games

  • Street Fighter: O Jogo de RPG: Encontrado nas revistas Dragão Brasil Especial 9, 11 e 13, ou em versão encadernada (DBE 24), é uma edição, ao menos na parte gráfica, muito superior à norte-americana. Também está presente neste site numa versão resumida para download.
  • Tradução dos Importados: Na forma netbooks, as traduções do melhor que há nos importados por parceiros e pela Shotokan RPG gratuitamente para download!
  • Netbooks sobre os outros games: O Tempos de Glória narra o resto da saga principal, com personagens e golpes do primeiro Street Fighter, bem com da série Alpha e III e o cenário de Metro City, a cidade das Final Fights, enriquecendo muito as crônicas. Há também uma adaptação sobre a série Street Fighter EX, que não faz parte do enredo oficial dos jogos.

Versão oficial + Trama Editorial

  • Street Fighter: O Jogo de RPG: O mesmo livro básico, essencial para quem quer que queira jogar.
  • Revista Dragão Brasil 56 e 57: Aqui vemos uma história em duas partes chamada Sangue de Lutador. Aqui já temos Rose, uma personagem da série Alpha, algo inexistente na versão norte-americana da White Wolf, junto com seu estilo Soul Power. Surge uma versão diferente do Aikidô, denotando uma postura da Editora Trama de modificar o jogo promovendo alterações.
  • Revista Dragão Brasil 74: A revista trouxe de volta uma matéria da antiga DB 32 com elementais para Lobisomem. Tecnicamente, são as regras para elementais do Guia do Jogador de Street Fighter, mas eles encorajam o seu uso agora no próprio SF RPG. As manobras são diferentes, com gastos apenas em Força de Vontade, alguns efeitos novos e sem modificadores de velocidade ou movimento. Sua adaptação para mesas em SF, porém, é simples, gerando elementalistas bem distintos dos normais do sistema.
  • Revista Dragão Brasil 80: É apresentado um grupo de vilãs multissistema, com também fichas para Street Fighter. Há uma nova manobra, Invisibility.
  • Revista Dragão Brasil 90: Contém as fichas dos chefes Sagat, Vega e Bison, e seus estilos Muay Thai, Spanish Ninjitsu e Ler Drit. Alguns dados e manobras estão diferentes do original, e eles explicam dizendo que é uma adaptação baseada noutras fontes. O Brasil vai ganhando seu próprio SF RPG.
  • Revista Dragão Brasil 110: A penúltima Dragão assinada pelo Trio Tormenta traz cibernéticos para diversos sistemas, incluindo SF. Diferente dos ciborgues do Guia do Jogador, puras máquinas de combate corpo a corpo, esses ciborgues made in Brazil são mais voltados a equipamentos e conectividade com máquinas, com regras, também, para SF RPG.
  • 3D&T: Na DB Especial 7 aparece Street Fighter Zero 3 RPG, para o simplista 3D&T, um sistema para iniciantes. O jogo cumpre bem o seu papel de introduzir o RPG a novatos, e traz dados mais atuais, condizentes com a série Alpha. Teve os suplementos Final Fight (na DB Especial 10) e Shadaloo (DB Especial 15), e os personagens apresentados podem ser adaptados para SF, incrementando as crônicas (apesar de rolar muita informação diferente do enredo original do game - mas não tão impossível assim -, como Birdie na Mad Gear, exércitos de Juni e Juli, entre outras coisas). O lado bom é que as informações das revistas sobre Metrocity e sobre a ilha de Bison (que foi baseada numa ideia de 1988 para um Street Fighter II que não tinha nenhum dos lutadores conhecidos, e se passaria numa ilha especialmente preparada para o torneio) podem muito bem ser usadas em SF, havendo até um incentivo implícito da Editora Trama para isso, quando oferece suporte conjuntamente para Storyteller e 3D&T nas matérias de sua revista.

Suplementos importados

Além do livro básico, a White Wolf trouxe mais cinco suplementos. Os melhores, mais úteis ao Narrador, e mais condizentes com o jogo, são Secrets of Shadoloo e Player's Guide (apesar da falha grosseira do Cartwheel Kick, já corrigida nas traduções), além do Storyteller's Screen (Escudo do Narrador). O Secrets traz descrições de Mriganka (baseadas numa ilustração feita por Akiman, o designer dos games e de Final Fight), as fichas e estilos dos mestres, além de dicas para aventuras na Shadaloo e uma aventura envolvendo Vega, e se olharmos bem, veremos que deve ser encarado como um só livro com o básico, extremamente necessário. O Guia do Jogador vem com muitas regras para incrementar o jogo.

Estão ambos traduzidos por inteiro em netbooks disponíveis neste site.

Os outros (Contenders e Perfect Warrior) são dispensáveis, embora O Guerreiro Perfeito traga uma aventura sensacional - a melhor que a White Wolf escreveu para o jogo - e as regras de armas do Competidores enriqueçam muito o combate armado. Inclusive, é de lá a regra para armas de fogo terem automaticamente dano agravado, uma correção mais do que necessária. Os lutadores apresentados variam; alguns são interessantes, outros nem tanto, e outros bizarros. Dependendo do tipo de crônica pretendida, o livro inteiro pode ser útil.

 

Como conseguir: O livro básico e as revistas Dragão Brasil e Dragão Brasil Especial encontram-se fora de catálogo. A melhor forma de consegui-los é (com muita sorte) em sebos ou em sites de vendas particulares, como Mercado Livre e OLX. Há também a opção digital na Biblioteca Élfica. Scans e um resumo do livro básico podem ser conseguidos no menu do site, assim como traduções dos suplementos.